Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
PPBV - Programa de Pós-graduação em Biotecnologia Vegetal >
PPBV - Biotecnologia Vegetal - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2130

Título: Eficiência e diversidade molecular de fungos e bactérias mineralizadoras de fitato isolados da rizosfera de linhagens de milho
Autor(es): Silva, Patrícia Gomes
Orientador: Carneiro, Andrea Almeida
Membro da banca: Marriel, Ivanildo Evódio
Carneiro, Newton Portilho
Área de concentração: Biotecnologia Vegetal
Assunto: Ciências agrárias
Microrganismos
Fitases
Solubilização
Data de Defesa: 29-Fev-2008
Data de publicação: 4-Ago-2014
Referência: Silva, P. G. Eficiência e diversidade molecular de fungos e bactérias mineralizadoras de fitato isolados da rizosfera de linhagens de milho. 2008. 44 p. Dissertação (Mestrado em Biotecnologia Vegetal)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2008.
Resumo: Fósforo (P) é primordial para o crescimento e o desenvolvimento dos vegetais. No solo, uma proporção significativa de P está na forma orgânica (50-80%), sendo que aproximadamente metade deste corresponde ao ácido fítico. Microrganismos produtores de fitase são essenciais para uma maior disponibilidade do P orgânico para a planta. O objetivo deste estudo foi a caracterização molecular de microrganismos isolados da rizosfera de plantas de milho coletadas ao acaso, capazes de mineralizar o fitato (Na-IHP), bem como da rizosfera de plantas eficientes e ineficientes para o uso de P, cultivadas em solo com alta e baixa disponibilidade de Pi. Em meio liquido foi encontrado uma atividade mineralizadora de fitato entre 0,3 a 99% para fungos e bactérias, isolados a partir de solo rizosférico coletado ao acaso. A eficiência de liberação de Pi neste grupo de microrganismos, variou de 0,39 a 21% para fungos e de 0,54 a 2,10% para bactérias. Os microrganismos isolados da rizosfera de plantas de milho eficientes e ineficientes para o uso de P, apresentaram um perfil similar para a mineralização de Na-IHP, sendo que 54% dos fungos e 76% das bactérias foram capazes de mineralizar mais de 50% do fitato. Para a caracterização molecular dos microrganismos isolados, DNA total foi extraído e amplificado por PCR utilizando os primers universais para rDNA (ITS1 / ITS4 para fungos; F968 / R1401 para bactérias). Em seguida os fragmentos amplificados foram seqüenciados utilizando ABI 3100. As seqüências obtidas foram analisadas e comparadas com seqüências depositadas no GenBank Nucleotide Database utilizando os programas BLAST e Clustal 1.6. Dentre os microrganismos estudados, foram encontrados fungos mineralizadores de fitato dos gêneros Aspergillus, Penicillium, Eupenicillium, Paecilomyces e Fusarium; bactérias dos gêneros Bacillus e Pseudomonas.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2130
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: PPBV - Biotecnologia Vegetal - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO_Eficiência e diversidade molecular de fungos e bactérias mineralizadoras de fitato isolados da rizosfera de linhagens de milho..pdf213,5 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback