Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DBI - Departamento de Biologia >
DBI - Programa de Pós-graduação >
DBI - Genética e Melhoramento de Plantas - Mestrado (Dissertações) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2133

Title: Associação do início da tuberização e duração do ciclo vegetativo com a tolerância ao calor em batata
Other Titles: Association of tuber initiation and duration of vegetative cycle with heat tolerance in potato
???metadata.dc.creator???: Lyra, Danilo Hottis
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Pinto, César Augusto Brasil Pereira
???metadata.dc.contributor.advisor-co???: Ribeiro, Silvia Regina Rodrigues de Paula
???metadata.dc.contributor.referee1???: Souza Dias, José Alberto Caram de
Santos, João Bosco dos
???metadata.dc.description.concentration???: Genética e Melhoramento de Plantas
Keywords: Virose
Batata
Planta
Melhoramento genético
Virus disease
Plant genetics and breeding
Potato
???metadata.dc.date.submitted???: 13-Jan-2014
Issue Date: 2014
???metadata.dc.description.sponsorship???: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Citation: LYRA, D. H. Associação do início da tuberização e duração do ciclo vegetativo com a tolerância ao calor em batata. 2014. 76 p. Dissertação (Mestrado em Genética e Melhoramento de Plantas) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2014.
???metadata.dc.description.resumo???: Uma das principais viroses que ocorrem na cultura da batata no Brasil é causada pelo Potato leafroll virus (PLRV), também conhecido por Vírus do Enrolamento da Folha da Batata. A resistência genética a essa virose é de controle poligênico, dificultando a obtenção de cultivares resistentes a esse vírus. Porém, trabalhos do Centro Internacional de la Papa (CIP) identificaram um acesso andígena denominado LOP-868, com altos níveis de resistência herdáveis e baixa acumulação do PLRV. Posteriormente, estudos demonstraram ser esta resistência governada por um gene de efeito maior, Rladg. Desta forma, os objetivos deste trabalho foram verificar a transferência do alelo Rladg em famílias oriundas de cruzamentos do LOP-868 com clones do programa de melhoramento genético de batata da UFLA, por meio de marcador molecular, verificar a possibilidade de resistência desses clones ao PLRV por meio da inoculação do vírus e ainda obter as suas características agronômicas sob condições de campo. Visando a reação ao PLRV, clones foram inoculados por meio de afídeos virulíferos (Myzus persicae) e, para detectar a presença do alelo Rladg, recorreu-se ao uso do marcador molecular SCAR RGASC850, específico para o alelo Rladg. Para o desempenho agronômico, os clones foram avaliados em campo quanto à produção total, ao peso específico, ao formato e aparência de tubérculos. Dos clones experimentais inoculados com PLRV utilizando afídeos virulíferos, 49,3% apresentaram resultados negativos no teste sorológico aos 30 e 40 dias após a inoculação, podendo ser um indicativo que esses clones possuem resistência ao PLRV. Quanto aos clones avaliados por meio do marcador, 31% apresentaram a banda de 850pb, característica do alelo Rladg, demonstrando ser possível a transferência deste alelo de resistência ao PLRV. Do total de clones avaliados em campo e submetidos ao teste molecular, 48(40%) apresentaram o alelo Rladg, destacando-se os clones OGC 6-45, OGC 6-16, OGC 6-68, OGC 5-80, OGC 6-104, OGC 6-34, OGC 1-02, OGC 6-44, OGC 6-20 e OGC 5-79 por apresentarem produção total, peso específico e/ou aparência geral de tubérculos superior aos demais clones. Esses resultados indicam que estes clones portadores do alelo de resistência ao PLRV e com características agronômicas desejáveis poderão ser usados em futuros programas de melhoramento como genitores doadores ou não recorrentes em retrocruzamentos.
One of the main viral diseases which occur in the potato crop in Brazil is caused by the Potato leafroll virus (PLRV). The genetic resistance to this disease has polygenic control, making the attainment of resistant cultivars difficult. However, works in the Centro Internacional de la Papa (CIP) identified an andigena assessment denominated LOP-868, with high levels of heritable resistance and low PLRV accumulation. Further studies demonstrated that this resistance is governed by a gene of higher effect, Rladg. Thus, the objectives of this work were to verify the possibility of transference of the Rladg allele into families derived from LOP-868 crossed with clones from the Potato Breeding Program performed in UFLA, by means of a molecular marker; verify these clones’ resistance to PLRV by means of virus inoculation, and evaluate their agronomic performance under field conditions. Aiming to obtain a reaction to PLRV, clones were inoculated through infected aphids (Myzus persicae) and, in order to detect the presence of the Rladg allele, we used the SCAR RGASC850 molecular marker, specific to the Rladg allele. For the agronomic performance, the clones were evaluated in the field regarding total tuber production, tuber specific gravity, tuber shape and general appearance. Of the experimental clones inoculated with PLRV using infected aphids, 49.3% presented negative results in the serological test at 30 and 40 days after inoculation, which might indicate that these clones are resistant to PLRV. In regard to the clones evaluated through the SCAR marker, 31% presented the 850bp band, characteristic of the Rladg allele, demonstrating that the transference of this PLRV resistance allele is possible. Of the total number of clones evaluated in the field and submitted to the molecular test, 48 (40%) presented the Rladg allele, highlighting clones OGC 6-45, OGC 6-16, OGC 6-68, OGC 5-80, OGC 6-104, OGC 6-34, OGC 1-02, OGC 6-44, OGC 6-20 and OGC 5-79 for presenting total tuber production, tuber specific gravity and/or general appearance of tubers superior to the other clones. These results indicate that these clones bearing the PLRV resistance allele and with desirable agronomic traits may be used in future breeding programs as non-recurrent parents in backcrosses.
Description: Dissertação apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Genética e Melhoramento de Plantas, área de concentração em Genética e Melhoramento de Plantas, para a obtenção do título de Mestre.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2133
Publisher: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
???metadata.dc.language???: pt_BR
Appears in Collections:DBI - Genética e Melhoramento de Plantas - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
DISSERTAÇÃO Associação do início da tuberização e duração do ciclo vegetativo com a tolerância ao calor em batata.pdf587.73 kBAdobe PDFView/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback