Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DAE - Departamento de Administração e Economia >
DAE - Artigos publicados em periódicos >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/219

Título: Relações de gênero e subjetividade na mineração: um estudo a partir da fenomenologia social
Título Alternativo: Gender relations and subjectivity: a study from social phenomenology
Autor(es): Boava, Diego Luiz Teixeira
Cappelle, Monica Carvalho Alves
Oliveira, Maria de Lourdes Souza
Assunto: Subjetividade
Gênero
Fenomenologia social
Mineração
Gender
Subjectivity
Social phenomenology
Data de publicação: 2012
Referência: MACEDO, F. M. F. et al. Relações de gênero e subjetividade na mineração: um estudo a partir da fenomenologia social. Revista de Administração Contemporânea, Curitiba, v. 16, n. 2, p. 217-236, mar./abr. 2012.
Resumo: As mulheres vêm ganhando espaço na esfera pública, no que tange ao mercado de trabalho e às representações sociais. Neste cenário, pode-se destacar o setor de extração mineral, que vem aceitando mulheres em toda a sua extensão funcional. Diante disso, pretende-se analisar como se processam as relações de gênero no contexto organizacional de uma empresa de extração mineral. Como referencial, são utilizadas as discussões que pautam o estudo das relações de gênero e subjetividade no universo do trabalho. Já a metodologia de pesquisa se fundamenta na fenomenologia social idealizada por Alfred Schütz. Conclui-se que a mulher na mineração vem conseguindo conquistas, entretanto tais conquistas se devem à sua masculinização, sem existência de respeito e valorização das diferenças. A legitimação do trabalho feminino somente ocorre quando este está adequado aos padrões de desempenho masculino. Dessa forma, o presente estudo se faz relevante em sua contribuição para as pesquisas científicas sobre gênero, ao estudar as relações entre homens e mulheres em um ambiente com características tão singulares quanto o da mineração. No mais, no trabalho apresenta-se como diferencial o emprego da fenomenologia social na pesquisa sobre gênero, podendo servir de aporte para investigações vindouras.
Abstract: Women are gaining space in the public sphere, in relation to the labor market and social representations. In this context, the mineral extraction sector stands out, as it has been accepting women in all its functional extensions. Given this, we intend to analyze the process of gender relations in the organizational context of a mining company. Discussions that guide the study of gender relations and subjectivity in work are used as reference. Research methodology is based on social phenomenology as conceived by Alfred Schütz. We conclude that women have managed gains in the mining industry, but these achievements are due to masculinization, as in fact there is no respect and appreciation for their differences. The legitimacy of women's work occurs only according to existing standards of male performance. Thus, this work is relevant in its contribution to scientific research on gender, and to study the relationships between men and women in an environment with such unique characteristics as the mining industry. In addition, the work features a unique use of phenomenology in social research on gender and might serve as a reference for future investigations.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/219
Idioma: other
Aparece nas coleções: DAE - Artigos publicados em periódicos

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
ARTIGO_Relações de gênero e subjetividade na mineração um estudo a partir da fenomenologia social.pdf570,14 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback