Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DAE - Departamento de Administração e Economia >
DAE - Programa de Pós-graduação >
DAE - Administração - Mestrado (Dissertações) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2231

Title: O processo de construção da tecnologia Flex Fuel no Brasil: uma análise sob a ótica da "Plataforma de negócio" (Bussiness Platform)
Other Titles: The Building Process of the Flex Fuel Technology in Brazil: an analysis under the concept of the "Business Platform"
???metadata.dc.creator???: Mesquita, Daniel Leite
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Sugano, Joel Yutaka
???metadata.dc.contributor.referee1???: Brito, Mozar José de
???metadata.dc.description.concentration???: Organizações, Mudanças e Gestão Estratégica
Keywords: Plataforma de negócios
Tecnologia flex-fuel
Inovação
Álcool combustível
Estratégia
Flex Fuel Technology
Business Platform
Innovation
Strategy
???metadata.dc.date.submitted???: 17-Feb-2009
Issue Date: 5-Aug-2014
Citation: MESQUITA, D. L. O processo de construção da tecnologia flex fuel no Brasil: uma análise sob a ótica da “Plataforma de negócio” (Business platform). 2009. 97 p. Dissertação (Mestrado em Administração)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2009.
???metadata.dc.description.resumo???: The approach of "Business Platform", attempts to demonstrate that nowadays, industries can establish innovations together, by means of formal exchange of competencies between "a leader firm and its complementors". So, strategical gains for several organizations of a sector are obtained, through a competitive and differentiated product. In this way, the general objective of the research consisted in elaborating a model of "Flex-fuel platform in Brazil", based on exchange of competencies among involved organizations (suppliers of Flex Fuel technology and automakers). The methodology of the research was qualitative and exploratory with techniques of grounded theory and thematic content analyses of five deep interviews made with suppliers of Flex Fuel technology and automakers. The Flex Fuel technology, on interviewee´s perception was considered a factor of expansion of present and future innovations for the Brazilian auto industry. This work came to a mixed grid of analysis, with categories from interview´s route and three more open categories related to "Business Platform" theory. The Flex Fuel technology as "Business Platform" presented the following results: There were changes on flex-fuel engine architecture related to its components. Technology architecture can be considered integral and stable, but small changes were made from the previous engine, that interfered on car´s performance and on its demand. The Flex Fuel technology rose from a strong exchange of competencies among "modules" (suppliers of Flex Fuel technology and automakers). The interviewees also stated the existence of co-design on Flex Fuel´s development and application. The power of automakers is relevant on architecture of "Flex-Fuel platform" because of its leadership position in the automotive chain. This fact allowed automakers to standardize of components provided by systemists (first tier suppliers) and subsystemists (second tier suppliers). At the end, a model of "Flex-fuel platform´´ and a conceptual grid of interrelationship were elaborated. The conclusion was that the "Flex-fuel platform´´ is driven by automakers that hold the engine architecture as a central element. High value innovation as Flex Fuel technology, demands partnership and standardization of "complementors" (suppliers of technology and small firms). The evidence was that "Flex-fuel platform´´ has the engine as driving element of: creating innovations, competition and adaptation of "complementors", indicating the existence of "Flex-fuel platform´´.
A perspectiva da "plataforma de negócio" pretende demonstrar que, na conjuntura atual, indústrias podem estabelecer inovações em conjunto, por meio de trocas formais de competências entre uma "firma líder e seus complementares". Assim, se obtêm ganhos estratégicos para as diversas organizações do setor, com um produto diferenciado e competitivo. Dessa forma, o objetivo geral da pesquisa consistiu na elaboração de um modelo da "plataforma "flex-fuel" no Brasil, a partir da troca de competências entre as organizações envolvidas (as montadoras e os sistemistas fornecedores da tecnologia). A pesquisa foi de caráter qualitativo e exploratório, com a utilização das técnicas grounded theory e da análise temática de conteúdo de cinco entrevistas em profundidade feitas nas montadoras e com fornecedores da tecnologia flex-fuel. A tecnologia flex-fuel, na percepção dos entrevistados, é considerada um fator de expansão de inovações presentes e futuras para a indústria automobilística nacional. Este trabalho chegou a uma grade mista de análise, com as categorias do roteiro de entrevista e mais três "abertas", relacionadas à teoria da "plataforma de negócio". A tecnologia flex-fuel, como uma "plataforma de negócios", apresentou os seguintes resultados: ocorreram modificações na arquitetura do motor flex-fuel, relacionadas a seus componentes; a arquitetura da tecnologia pode ser considerada estável e integral, mas foram feitas pequenas mudanças, a partir do motor já existente, que interferiram no desempenho do carro e na demanda pelo mesmo; a tecnologia surgiu a partir de uma relação forte de troca de competências entre os "módulos" (os sistemistas e as montadoras). Os entrevistados afirmaram a existência de codesign na parte de aplicação e desenvolvimento desta tecnologia. O poder das montadoras, na "arquitetura" da plataforma flex-fuel, também é destaque pela posição de liderança na cadeia automotiva. Isso possibilitou às montadoras a "padronização" de componentes vindos dos sistemistas (fornecedores de primeiro nível) e subsistemistas (fornecedores de segundo nível). Por fim, elaborou-se um modelo da "plataforma de negócio flex-fuel", a partir dos conceitos extraídos das entrevistas e uma grade de inter-relações entre esses conceitos. Concluiu-se que a plataforma flex-fuel é comandada pelas montadoras que detêm o elemento central da arquitetura do motor. Inovações de alto valor agregado, como o caso do flex-fuel, exigem parcerias e padronização com "complementares" (fornecedores da tecnologia e pequenos fornecedores). Constatou-se que a plataforma flex-fuel tem como elemento direcionador o motor, capaz de direcionar as inovações, gerar competição e adequação das firmas complementares, indicando a existência da "plataforma de negócio flex-fuel".
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2231
Publisher: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
???metadata.dc.language???: pt_BR
Appears in Collections:DAE - Administração - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
DISSERTAÇÃO_O processo de construção da tecnologia Flex Fuel no Brasil.pdf538.17 kBAdobe PDFView/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback