Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DCF - Departamento de Ciências Florestais >
DCF - Programa de Pós-graduação >
DCF - Engenharia Florestal - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2272

Título: Estrutura genética em populações naturais de Dimorphandra mollis Benth. (Fabaceae)
Título Alternativo: Genetic variability of Dimorphandra mollis Benth (Fabaceae) in nature population
Autor(es): Gonçalves, Ana Cecília
Orientador: Carvalho, Dulcinéia de
Membro da banca: Scolforo, José Roberto Soares
Louzada, Júlio Neil Cassa
Área de concentração: Manejo Ambiental
Assunto: Izoenzima
Populações naturais
Dimorphandra mollis
Conservação genética
Manejo
Fava d´anta
Izoenzime
Nature population
Dimorphandra mollis
Genetic conservation
Management
Data de Defesa: 7-Mar-2006
Data de publicação: 6-Ago-2014
Referência: GONÇALVES, A. C. Estrutura genética em populações naturais de Dimorphandra mollis Benth. (Fabaceae). 2006. 83 p. Dissertação (Mestrado em Engenharia Florestal)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2006.
Resumo: Este trabalho procura mostrar a importância de uma espécie nativa do Cerrado Dimorphandra mollis Benth., conhecida popularmente como fava d´anta e que apresenta grande potencial econômico, principalmente pela retirada de um princípio ativo, conhecido como rutina, de seus frutos. Devido à sua importância comercial, a espécie tem sido alvo de intensa exploração. Para minimizar os efeitos da exploração, têm surgido diversas propostas para uma coleta mais ordenada, mas existem poucas informações com relação à biologia e à genética da espécie. Para que programas de conservação sejam delineados, é necessário que se conheçam os níveis de variação genética existentes em suas populações naturais. Assim, realizou-se o estudo da estrutura genética e da distribuição espacial por meio de marcadores moleculares (isoenzimas) em populações naturais de D. mollis. A partir dos dados de 180 indivíduos, distribuídos em três populações naturais, Campina Verde, Vargem da Cruz e Pau de Fruta, localizadas no norte de Minas Gerais, Brasil, foi feita a caracterização genética da espécie. Os resultados obtidos por marcadores isoenzimáticos indicam alta variabilidade genética para a espécie ( = 0,464 e = 0,4715). A análise da estrutura genética indicou que a maior parte da variabilidade genética da espécie encontra-se dentro de suas populações ( = 0,025). Verificou-se a ausência de endogamia dentro das populações ( = -0,018) e para o conjunto das populações ( = 0,007). O fluxo gênico estimado para o conjunto das populações foi alto, com igual a 4,0. O tamanho efetivo para o conjunto das populações foi igual a 43, que é o número mínimo de matrizes indicado para a coleta de sementes. A análise da estrutura genética espacial mostrou estruturação dos genótipos nas populações Campina Verde e Vargem Grande. A população Pau de Fruta não apresentou estruturação espacial dos genótipos. A estimativa da correlação de Mantel entre as matrizes de distâncias genética e geográfica foi positiva e significativa (r = 0,81), sugerindo que as populações Pau de Fruta e Campina Verde podem estar se diferenciando por um processo estocástico, com fluxo gênico dependente da distância.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2272
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DCF - Engenharia Florestal - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO_ESTRUTURA GENÉTICA EM POPULAÇÕES NATURAIS DE Dimorphandra mollis Benth. (FABACEAE).pdf2,19 MBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback