Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2298
Título: Análise anatômica e quantificação de taninos de stryphnodendron adstringens (Mart.) coville em diferentes estratos da copa e entre períodos de coleta
Título(s) alternativo(s): Anatomical analysis and tannins quantification of stryphnodendron adstringens (Mart.) coville in different between crown heights and periods of collection
Autor : Ribeiro, Alessandra de Oliveira
Primeiro orientador: Mori, Fábio Akira
Primeiro membro da banca: Tonoli, Gustavo Henrique Denzin
Castro, Ana Hortência Fonseca
Área de concentração: Ciência e Tecnologia da Madeira
Palavras-chave: Barbatimão
Taninos
Folhas
Produtos florestais não-madeireiros
Cerrado
Leaf
Tannins
Non wood products
Data da publicação: 2014
Referência: RIBEIRO, A. O. Análise anatômica e quantificação de taninos de stryphnodendron adstringens (Mart.) coville em diferentes estratos da copa e entre períodos de coleta. 2011. 68 p. Dissertação (Mestrado em Ciência e Tecnologia da Madeira)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2011.
Resumo: Stryphnodendron adstringens (Mart.) Coville, conhecida popularmente como barbatimão, é uma espécie nativa do Cerrado, cujas folhas e cascas são importantes fonte de taninos vegetais, de grande importância comercial. Objetivou-se, com a realização deste trabalho, comparar os teores de fenóis totais, fenóis residuais, taninos, flavonoides, clorofilas a, b e razão a/b, entre os diferentes estratos da copa e entre períodos, considerando os meses de fevereiro, maio, setembro e dezembro; comparar os teores de taninos pelos métodos de folin-ciocalteu e difusão radial e pelas características biométricas (altura, diâmetro da copa e IAF) e verificar possíveis modificações anatômicas nos foliólulos. As coletas foram realizadas no município de Lavras, sul de Minas Gerais. O experimento foi conduzido em um delineamento inteiramente casualizado, em esquema fatorial 3x4, sendo o primeiro fator a posição (base, meio e topo) e o segundo fator, os meses (fevereiro, maio, setembro e dezembro). Os dados provenientes do experimento foram analisados por meio da análise de variância e do teste de Tukey, ambos com nível de significância de 5%. Para avaliar a correlação entre altura, diâmetro e índice de área foliar com os teores de taninos, utilizou-se o coeficiente de Correlação de Pearson. Os resultados obtidos permitiram verificar que as folhas de S. adstringens produzem fenóis totais e taninos em maiores concentrações nas posições topo (23,05% e 18,23%) e base (21,42% e 16,61%) da copa e nos meses de maio (25,79% e 20,85%) e setembro (25,57% e 20,50%), respectivamente. Entretanto, não houve diferenças nos teores de fenóis residuais e flavonoides entre as posições da copa e nos meses de coleta. Os teores de taninos obtidos pelo ensaio de difusão radial foram menores do que os teores obtidos pelo ensaio de Folin-Ciocalteu, pois as metodologias empregadas para o presente estudo são baseadas em diferentes propriedades químicas dos taninos. As características biométricas, como altura e diâmetro da copa, não estão associadas à produção de taninos, sendo esta influenciada apenas em relação ao índice de área foliar (IAF). Secções paradérmicas revelaram maior número de estômatos na face abaxial, sendo a folha classificada como anfi-hipoestomática. A concentração de clorofila a foi maior em folhas localizadas no topo (10,428 mg/100mL) e na base (9,799 mg/100mL) da copa e a clorofila b atingiu maior valor no meio da copa (3,472mg/100mL).
Abstract: Stryphnodendron adstringens (Mart.) Coville, popularly known as "barbatimão", is a native species and its leaves and bark are important sources of vegetal tannin of great commercial importance. The aim of this work was to compare contents of total phenols, residual phenols, tannin, flavonoids, chlorophylls a, b and a/b relation between crown heights and periods considering February, May, September and December, to compared tannin extraction by folin-ciocalteu and radial diffusion methods and by biometric characteristics (height, crown diameter and IAF) and to verify possible anatomical modifications in the folios. The collections were carried at Lavras, South of Minas Gerais. The experiment was conducted in an entirely randomized design disposed in a 3 x 4 factorial scheme, being position the first factor and (base, middle and top) and months the second factor (February, May, September and December). The data was analyzed through analysis of variance and Tukey test both with significance level at 5%. To evaluate correlation between height, diameter and leaf area index, Person correlation coefficient was used. The results showed that S. adstringens leaves produce higher concentrations of total phenols and tannin in top (23.05% and 18.23%) and base positions (21.42% and 16.61%) in May (25.79% and 20.85%) and September (25.57% and 20.50%) months respectively. However, there was no difference for residual phenols and flavonoids between crown positions and collection months. Tannin content obtained by radial diffusion method was lower than those extracted by Folin-Ciocalteu method, which occurred because the methods are based on different chemical properties of tannin. Biometric characteristics such as height and diameter are not related to tannin production and are affected only by leaf area index. Para-dermal sections revealed a higher stomata number in the abaxial face, being the leaf classified as amphi hypostomatic. The α chlorophyll concentration was higher in top (9,799 mg/100mL) and base (10,428 mg/100mL) leaves. Chlorophyll β had higher value in the middle of the crown (3,472mg/100mL).
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2298
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DCF - Ciência e Tecnologia da Madeira - Mestrado (Dissertações)



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.