Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2347
Título: Determinantes da degradabilidade entre clones de cana-de-açúcar no rúmen de bovinos.
Título(s) alternativo(s): Determinants of degradability among sugarcane clones in bovine rumen.
Autor : Teixeira, Celson Bitencourt
Primeiro orientador: Pereira, Marcos Neves
Primeiro membro da banca: Ramalho, Magno Antonio Patto
Andrade, Gustavo Augusto de
Júnior, João Chrysostomo de Resende
Área de concentração: Produção de ruminantes
Palavras-chave: Cana-de-açúcar
Características químicas
Características agronômicas
Rúmen
Sugarcane
Rumen
Chemical traits
Agronomical traits
Data da publicação: 6-Ago-2014
Referência: TEIXEIRA, C. B. Determinantes da degradabilidade entre clones de cana-de-açúcar no rúmen de bovinos. 2004. 84 p. Dissertação (Mestrado em Zootecnia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2004.
Resumo: O objetivo deste trabalho foi avaliar a variabilidade do valor nutritivo entre clones de cana-de-açúcar, estimar a correlação entre digestibilidade e produtividade da planta e definir quais as características químicas e agronômicas seriam mais importantes na determinação do valor nutritivo. Vinte clones industriais de cana-de-açúcar foram avaliados por delineamento em blocos ao acaso com quatro repetições. Os clones cultivados em Campos, RJ, foram provenientes do Programa de Melhoramento de Cultivares para Produção de Açúcar e Álcool da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. As plantas foram colhidas com Brix superior a 18%, com idade entre 370 e 374 dias após o corte da segunda soca. Nove características agronômicas, dez características químicas e as degradabilidades ruminais in situ da FDN e da MS foram avaliadas. A produtividade foi 21,2 ± 5,67 toneladas de MS/hectare e a degradabilidade ruminal foi 57,1 ± 2,64% da MS (média ± desvio padrão). A % de FDA (r2 negativo), o comprimento do colmo (r2 negativo) e a porcentagem de colmos (r2 positivo) foram as únicas varáveis incluídas no modelo de regressão multivariada correlacionando a degradabilidade ruminal da MS às características químicas e agronômicas. A obtenção de clones que conciliam alta produtividade de colmos com alta digestibilidade foi viável, pois a correlação tanto fenotípica como genética entre esses caracteres foi de pequena magnitude. A h2 para a característica degradabilidade ruminal da matéria seca foi superior a 85%. A melhoria da digestibilidade via seleção indireta parece não se justificar, pois características indiretamente correlacionadas à digestibilidade apresentaram estimativas de h2 inferiores à obtida para à característica degradação da matéria seca no rúmen.
The objective of this work was to evaluate the variability of nutritive value among sugarcane clones, to estimate the correlation between plant digestibility and productivity, and to define which agronomical and chemical traits would be most important as determinants of nutritive value. Twenty sugarcane industrial clones were evaluated in a completely randomized block design with four replicates. Clones cultivated in Campos, RJ state, originated from the Plant Breeding Program for Sugar and Alcohol Production of the Federal Rural University of Rio de Janeiro. Plants were harvested when the Brix was superior to 18%, at an age between 370 and 374 days after the second ratoon cut. Nine agronomical traits, ten chemical traits and the ruminal NDF and dry matter (DM) in situ degradability were evaluated. Productivity was 21.2 ± 5.67 t DM/hectare and ruminal DM degradability was 57.1 ± 2.64 % of DM (mean ± standard deviation). The percentage of ADF (negative r2), stalk length (negative r2) and stalk percentage (positive r2) were the only variables included in the multivariate regression model correlating ruminal DM degradability to chemical and agronomical traits. Obtaining clones that conciliate high stalk yield to high digestibility was feasible, since the phenotypic as well as the genetic correlation between these traits were of low magnitude. The estimated h2 for the ruminal DM degradability trait was superior to 85%. Improving digestibility by indirect selection did not seem justifiable, since traits indirectly correlated to the digestibility had smaller estimated h2 values than the value obtained for the ruminal DM degradability trait.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2347
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DZO - Zootecnia - Mestrado (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO_Determinantes da degradabilidade entre clones de cana-de-açúcar no rúmen de bovinos.pdf366,4 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.