Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2372
Título: Identidade genética entre clones de seringueira Hevea spp., de diferentes procedências, baseada em marcadores RAPD
Título(s) alternativo(s): Genetic identity among rubber tree Hevea spp., clones, from different origins, based on RAPD markers
Autor : Bicalho, Karine Cristina
Primeiro orientador: Oliveira, Luiz Edson Mota de
Primeiro membro da banca: Santos, João Bosco dos
Carvalho, Dulcinéia de
Área de concentração: Fisiologia Vegetal
Palavras-chave: Seringueira
Marcador molecular
Clones
Similaridade genética
RAPD markers
Genetic similarity
Hevea spp.
Data da publicação: 7-Ago-2014
Referência: BICALHO, K. C. Identidade genética entre clones de seringueira Hevea spp., de diferentes procedências, baseada em marcadores RAPD. 2006. 55 p. Dissertação (Mestrado em Fisiologia Vegetal)–Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2006.
Resumo: A seringueira (Hevea spp.) é uma espécie nativa da região amazônica e é considerada a maior fonte natural de borracha do mundo. Em busca de condições mais favoráveis para cultivo e da auto-suficiência em borracha natural, a heveicultura se expandiu para outras regiões do Brasil. Nessas regiões as fontes fornecedoras de material genético são as mais variadas, podendo gerar dúvidas quanto a real identidade de clones. Estudos comparativos entre materiais de procedências distintas são recomendáveis para garantir a confiabilidade e conferir mais segurança na utilização de materiais genéticos. Neste contexto, marcadores RAPD foram utilizados para comparar clones, existentes no plantio experimental e jardim clonal, ambos pertencentes ao setor de Fisiologia Vegetal da UFLA, MG, com clones pertencentes ao IAC, SP, além de estimar a similaridade genética entre eles. O intuito foi o de estabelecer o possível grau de parentesco e a semelhança genética entre o material estudado e confirmar a identidade de clones. A caracterização genética foi efetuada em 41 indivíduos, representados por 17 clones diferentes, com base em 19 primers, os quais geraram 121 fragmentos polimórficos. A partir dos fragmentos polimórficos, foi estimada a similaridade genética por meio do coeficiente de Dice, agrupadas pelo método das médias (UPGMA) e representadas em dendrograma. A similaridade genética entre o material analisado variou de 0,56 a 1,00 e 18 grupos foram observados. Os clones RRIM 600, GT 1, PB 235, PL PIM e FX 2261, utilizados em diferentes repetições, comprovaram a identidade genética de cada indivíduo. Isto é, não se observou variação genética entre as plantas de um mesmo clone, apresentando similaridade genética igual a 1,00. Entretanto, os clones identificados por RRIM 701 não foram idênticos. Os resultados obtidos sugerem que o material instalado na UFLA (Lavras) é o mesmo cultivado no IAC (São Paulo), com exceção do RRIM 701, retratando uma variabilidade genética relativamente alta, estabelecendo a identidade de cada clone e evidenciando a ampla base genética disponível para estudos e propagação da cultura.
The rubber tree (Hevea spp.) is a native specie from amazon region, and represent the largest source of natural rubber in the world. In order to find more favorable conditions for its cultivation and to increase the production of natural rubber, the rubber tree crop has had an expansion to other Brazil´s regions. In these regions the sources of genetic material have high variability, that can cause doubts about the true clone identity. Comparative studies among the materials from different places are desirable in order to assure the real clone identity. RAPD markers were utilized to compare rubber tree clones originated from different brazilian regions, like Lavras-MG (UFLA) and Campinas-SP (IAC) and to estimate the genetic similarity among these clones, with aim to establish the possible level of relationship and genetic likeness in the material studied and to confirm the clone identities. The genetic characterization was made in 41 individuals, represented by 17 different clones, using 19 primers, which generated 121 polymorphic fragments. The genetic similarity was estimated among the polymorphic fragments, by using the coefficient of Dice, grouped by the method of averages (UPGMA) and represented in a dendrogram. The genetic similarity among the materials analysed had a variation from 0,56 to 1,00 and 18 groups were observed. The clones RRIM 600, GT 1, PB 235, PL PIM and FX 2261, utilized in different replicates, confirmed the genetic identity of each individual. There were no genetic variation among the plants of the same clone, and the similarity showed was 1,00. However, the clones identified like RRIM 701 were not identical. The results suggest that the material obtained from UFLA (Lavras) is the same of the IAC (São Paulo), except the RRIM 701, showing relatively high genetic variability, determining the identity of each clone and evidencing the wide genetic basis available the for studies and propagation of rubber tree culture.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2372
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DBI - Agronomia/Fisiologia Vegetal - Mestrado (Dissertações)



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.