Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DMV - Departamento de Medicina Veterinária >
DMV - Programa de Pós-graduação >
DMV - Ciências Veterinárias - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2378

Título: Níveis de lisina para leitões na fase inicial, submetidos ou não a ativação do sistema imune
Título Alternativo: Lysine levels for post-weaned piglets submitted or not to immune system activation
Autor(es): Cantarelli, Vinícius de Souza
Fialho, Elias Tadeu
Sousa, Raimundo Vicente de
Zangerônimo, Márcio Gilberto
Assunto: Challenge
Vacinação
Suínos
Proteínas de fase aguda
Creche
Metabolismo
Desafio
Metabolism
Nursery
Acute phase proteins
piglets
Vaccination
Data de publicação: 7-Ago-2014
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Referência: SILVEIRA, H. Níveis de lisina para leitões na fase inicial, submetidos ou não a ativação do sistema imune. 2011. 100 p. Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2011.
Resumo: Dois experimentos foram conduzidos no Centro Experimental de Suínos da Universidade Federal de Lavras. No Experimento I, avaliou-se o desempenho e os parâmetros sanguíneos de leitões recebendo dietas com diferentes níveis de lisina, submetidos ou não a ativação do sistema imune com o uso de vacinas. Foram utilizados 168 leitões (6,630,31 kg), machos castrados e fêmeas alojados em grupos de três com delineamento em blocos casualizados e esquema fatorial 4x2, sendo quatro níveis de lisina digestível (0,96, 1,08, 1,20 e 1,32) para animais vacinados e não vacinados, totalizando oito tratamentos e sete repetições. Foram utilizadas vacinas para Haemophilus parasuis e Actinobacillus pleuropneumoniae. O experimento teve duração de 44 dias e as coletas de sangue foram realizadas aos 15, 23 e 44 dias de experimento. Não foi observado interação (P>0,05) entre os níveis de lisina e a ativação do sistema imune dos animais sobre o desempenho e os parâmetros sanguíneos. Os níveis de lisina influenciaram (P<0,05) o peso dos animais aos 68 dias de vida, o ganho de peso diário (GPD), a concentração de Leucócitos totais (LET) aos 46 dias de vida, a concentração de albumina (AB) aos 46 e aos 68 dias de vida e a concentração de ureia plasmática aos 46 dias de vida. Pode-se observar efeito da ativação do sistema imune (P<0,05) aumentando o consumo de ração diário, a conversão alimentar, as proteínas de fase aguda, e a concentração de LET aos 46 e 53 dias de vida, e reduzindo o GPD, e a concentração de AB aos 46 dias de vida. No Experimento II, avaliou-se o balanço de nitrogênio de leitões recebendo dietas com diferentes níveis de lisina, submetidos ou não a ativação do sistema imune com o uso de vacinas. Foram utilizados 48 suínos machos castrados (11,512,24 kg) alojados individualmente em gaiolas de metabolismo. Foi adotado o mesmo delineamento do experimento I, porém com dois períodos de coleta na subparcela, o curto (quatro primeiros dias de coleta) e longo (do quarto ao oitavo dia de coleta). Houve efeito da interação entre o desafio imunológico e o período de coleta (P<0,05), sendo que os animais vacinados no período curto apresentaram uma maior percentagem de nitrogênio retido e percentagem de retido sobre o absorvido. Os níveis de lisina reduziram de forma linear (P<0,05) a porcentagem de nitrogênio absorvido nos animais não vacinados em ambos os períodos de avaliação. No período curto, os níveis de lisina influenciaram de forma quadrática (P<0,05) a percentagem de nitrogênio retido. Conclui-se que a ativação do sistema imune não influencia as exigências de lisina de leitões sobre o desempenho, entretanto, altera a retenção de nitrogênio em animais vacinados. Dietas desbalanceadas proporcionam pior resposta imune frente ao desafio.
Two experiments were conducted at the Experimental Center of Porcine at the Federal University of Lavras. In Experiment I evaluated the performance and blood parameters in piglets fed diets with different levels of lysine, subjected or not to immune system activation with the use of vaccines. One hundred sixty eight piglets were used (6,63  0,31 kg), barrows and females housed in groups of three with randomized block design and factorial scheme 4x2, with four levels of digestible lysine (0,96, 1,08, 1,20 and 1,32) for vaccinated and unvaccinated animals, total of eight treatments and seven replications. Vaccines were used for Haemophilus parasuis and Actinobacillus pleuropneumoniae. The experiment lasted 44 days and blood samples were taken at 15, 23 and 44 days of experiment. No interaction was observed (P>0,05) between levels of lysine and immune system activation on animal performance and blood parameters. The lysine levels affected (P<0,05) weights of animals at 68 days of life, the average daily gain (ADG), the concentration of total leukocytes (LET) at 46 days of life, the concentration of albumin (AB) at 46 and 68 days of life and concentration of urea plasma at 46 days of life. It can be observed the effect of immune system activation (P<0,05) increased the daily feed intake, feed conversion, the acute phase proteins, and the concentration of LET at 46 and 53 days of life, and reducing the ADG and the concentration of AB at 46 days of life. In Experiment II, was evaluated the nitrogen balance of piglets fed diets with different levels of lysine, subjected or not to immune system activation with the use of vaccines. A total of 48 barrows (11,512,24 kg) housed individually in metabolism cages. It was adopted the same design of the experiment I, but with two collection periods in the sub-plot, the short (first four days of sampling) and long (the fourth to eighth day of collection). A significant interaction between the immune challenge and test period (P<0,05), and the animals vaccinated in a short period had a higher percentage of nitrogen retained and retained percent on absorbed. The lysine levels decreased linearly (P<0,05) the percentage of nitrogen absorbed in unvaccinated animals in both periods. In short periods, lysine levels influenced quadratically (P<0,05) the percentage of nitrogen retained. It was conclude that activation of the immune system does not influence lysine requirements of piglets on performance, however, alter the nitrogen retention in vaccinated animals. Unbalanced diets provide worse immune response upon challenge.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2378
Aparece nas coleções: DMV - Ciências Veterinárias - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO_Níveis de lisina para leitões na fase inicial, submetidos ou não a ativação do sistema imune.pdf586,8 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback