Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DAE - Departamento de Administração e Economia >
DAE - Programa de Pós-graduação >
DAE - Administração - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2394

Título: Valores organizacionais, prazer e sofrimento no trabalho: um estudo entre petroleiros na Bolívia
Título Alternativo: Organizational values, pleasure and pain at work: a study among oil in Bolivia
Autor(es): Cirbián Tejerina de Canedo, Katiusha María
Orientador: Brito, Mozar José de
Membro da banca: Cappelle, Mônica Carvalho Alves
Vilas Boas, Ana Alice
Castro Júnior, Joel de Lima Pereira
Área de concentração: Organizações, Estratégia e Gestão
Assunto: Psicodinâmica do trabalho
Trabalho petroleiro
Cultura organizacional
Psychodynamic work
Work tanker
Organizational culture
Data de Defesa: 30-Mar-2010
Data de publicação: 7-Ago-2014
Referência: CIRBIAN TEJERINA DE CANEDO, K. M. Valores organizacionais, prazer e sofrimento no trabalho: um estudo entre petroleiros na Bolívia. 2010. 119 p. Dissertação (Mestrado em Administração)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2010.
Resumo: Este estudo foi realizado com o objetivo de investigar a relação entre valores organizacionais nas vivências de prazer e sofrimento dos trabalhadores que atuam em estações terrestres petroleiras das empresas localizadas na Bolívia. Utilizaram-se os pressupostos teóricos da psicodinâmica do trabalho e o modelo tridimensional de valores organizacionais para estudar a organização do trabalho e o ambiente da empresa. O prazer e o sofrimento são apresentados como construto teórico de comportamento dialético em razão da coexistência das duas vivências em um único contexto. Foram analisados os valores reais e desejáveis percebidos pelos trabalhadores e o predomínio de determinadas dimensões de valores na organização que pode repercutir na definição, manutenção ou transformação da relação indivíduo-organização e situações de trabalho. A metodologia integrou a abordagem quantitativa e qualitativa na coleta e análise dos dados. Utilizaram-se como instrumentos validados o Inventário de Valores Organizacionais (IVO) e a Escala de Indicadores de Prazer-Sofrimento (EIPST), sendo analisados por meio de estatísticas descritivas e análises inferênciais no Statistical Package for Social Science (SPSS). Efetuaram-se duas entrevistas coletivas e 16 entrevistas individuais, ambas submetidas à Análise de Núcleo do Sentido. Os destaques dos polos de valores reais são: conservação, hierarquia e autonomia; os valores desejáveis são: conservação, hierarquia e estrutura igualitária. Os resultados indicam predomínio da vivência de prazer - reconhecimento e vivência moderada de sofrimento - desgaste. O sofrimento se explica em razão da repetitividade das tarefas, do volume excessivo de trabalho e do distanciamento familiar e social por períodos contínuos na percepção dos empregados. As vivências de prazer emergem em função da percepção de valorização e reconhecimento dos pares e chefia.
This study was conducted to investigate the relationship between organizational values in the experiences of pleasure and suffering of workers who work at ground stations of oil companies located in Bolivia. We used the theoretical assumptions of the psychodynamic of work and three-dimensional model of organizational values to study the organization of work and enterprise environment. The pleasure and suffering are presented as theoretical construct of dialectical behavior due to the coexistence of the two experiences in one context. We analyzed the actual and perceived desirable by workers and the prevalence of certain dimensions of values that can affect the organization in defining, maintaining or transformation of the relationship between individual and organization and work situations. The methodology incorporated the quantitative and qualitative approach in gathering and analyzing data. We used validated instruments such as the Survey of Organizational Values (BOI) and the Scale of Pleasure-Pain Indicators (EIPST) and analyzed using descriptive statistics and inferential analysis in Statistical Package for Social Science (SPSS). We carried out two interviews and 16 individual interviews, both subjected to analysis of core Sense. Highlights of the poles of the actual values are: conservation, hierarchy and autonomy, the desirable values are: conservation, hierarchy and egalitarian structure. The results indicate a preponderance of the experience of pleasure - the recognition and experience moderate pain - wear. Suffering is explained as a result of repetitive tasks, the excessive volume of work and family and social distancing for continuous periods in the perception of employees. Experiences of pleasure emerge depending on the perception of recovery and recognition from peers and managers.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2394
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DAE - Administração - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO_Valores organizacionais, prazer e sofrimento no trabalho.pdf910,3 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback