Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2418
Título: Sistema de prognose do crescimento e produção para Pinus taeda L. sujeito a regimes de desbastes e podas
Título(s) alternativo(s): Growth and yield forecasting system for Pinus taeda L. submitted to thinning and pruning regimes
Autor : Ferraz Filho, Antonio Carlos
Primeiro orientador: Scolforo, José Roberto Soares
Primeiro membro da banca: Veiga, Ruben Delly
Mello, José Márcio de
Oliveira, Antonio Donizette de
Área de concentração: Ciências Florestais
Palavras-chave: Manejo florestal
Biometria
Modelagem
Estatística
Data da publicação: 8-Ago-2014
Referência: FERRAZ FILHO, A. C. Sistema de prognose do crescimento e produção para Pinus taeda L. sujeito a regimes de desbastes e podas. 2009. 140 p. Dissertação (Mestrado em Engenharia Florestal)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2009.
Resumo: Este estudo retrata modelos de crescimento e produção para Pinus taeda conduzidos no sistema de manejo intensivo localizados no norte do Uruguai pertencentes à empresa Colonvade S.A. O primeiro capítulo é composto de uma revisão bibliográfica. O capítulo 2 mostra o desenvolvimento do sistema de prognose compatível em área basal a modelos de povoamento e modelos por classe diamétrica. Um total de 1552 parcelas permanentes foram usadas, onde 163 foram reservadas para validação e depois recolocadas na base de dados, para gerar o ajuste dos modelos finais. A validação mostra que o sistema possui boa capacidade projeção, onde no teste de Kolmogorov-Smirnov apenas doze das 163 parcelas não apresentaram aderência dos dados estimados, pela função de Weibull comparada aos valores observados. O capítulo 3 retrata a influência da poda no crescimento florestal. Para isso, três diferentes experimentos que retratam vários regimes de poda foram utilizados. Concluiu-se que podas a qualquer intensidade causam o declínio em DAP, quando comparado a plantios sem poda. O menor declínio em DAP foi causado por podas onde 60% da copa viva foi mantida. Podas, deixando 40% de copa viva, causam perdas razoáveis no desenvolvimento do DAP. Em relação à altura das árvores, os resultados indicam que podas leves podem influenciar as árvores a crescerem mais em altura do que árvores sem poda, mas para podas mais severas a altura é diminuída em relação a árvores não podadas. Foi constatado que a podas mais severas geram árvores menos cônicas. Os dados dos experimentos foram agrupados em três classes de poda, a que gera uma tora, duas ou três toras podadas. Utilizando o comprimento de copa como variável independente, o desenvolvimento em DAP e altura foram modelados para regimes de poda únicos e mistos nos três diferentes grupos de podas. Os valores de DAP e altura foram projetados até 22 anos e, utilizando a integral da função de afilamento ajustada para cada grupo de poda, a produção de madeira livre de nós foi estimada. O regime de podas que produziu a maior quantidade de madeira livre de nós foi, onde todas as árvores do talhão foram podadas até 5,75m de altura (2 toras de 2,8m podadas), enquanto o que maximizou a produção de madeira total produzida foi, onde todas as árvores foram podadas até 2,95m (1 tora podada de 2,8m).
This research studied growth and yield models for Pinus taeda under intensive management located in the north of Uruguay. The plantations belong to Colonvade S.A. The first chapter is composed of a bibliographical revision. The second chapter presents the development of a forecasting system compatible in basal area to the whole stand and diameter class models. A total of 1552 permanent plots were used, of which 163 were reserved for validation, and afterwards regrouped in order to generate the final models. The validation showed that the system has good projection capacities. By using the Kolmogorov-Smirnov test, only twelve of the 163 validation plots did not present statistical equality between the observed data and the predicted data of the Weibull function. Three experiments comprising several pruning regimes were used. Thus, pruning in any intensity causes a decline in DBH development, when compared to unpruned stands. The smallest decline in DBH was caused when a live crown of 60% in relation to total height was maintained. Pruning regimes, in which 40% of live crown is maintained, cause acceptable losses of DBH development. In relation to height, light pruning can stimulate trees to grow more in height than unpruned trees, but heavy pruning can stun height growth in relation to unpruned trees. Pruning affects the stem form and a heavier one can generate stems more cylindrical stems. The data of the experiments were grouped in three distinct pruning groups: one, two or three pruned logs per tree. Using age, dominant height and crown length as independent variables, the development in height and DBH were modeled for pure and mixed pruning regimes for the three pruning groups. Total height and DBH were projected to the age of 22 years, and using the integral of the tapering function adjusted to each pruning group, clear wood production was estimated. The pruning regime that produced the greatest amount of clear wood was the one in which all the trees were pruned to a height of 5,75m (2 pruned logs of 2,8m), while the regime that produced the greatest amount of wood was the one where all the trees were pruned to a height of 2,95m (1 pruned log of 2,8m).
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2418
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DCF - Engenharia Florestal - Mestrado (Dissertações)
LEMAF - Teses e Dissertações



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.