Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DQI - Departamento de Química >
DQI - Programa de Pós-graduação >
DQI - Agroquímica - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2469

Título: Estudo fitoquímico de plantas ativas contra o bicho mineiro do cafeeiro
Título Alternativo: Phytochemical studies of plants active against the coffee leaf miner
Autor(es): Paula, Priscila de
Orientador: Oliveira, Denilson Ferreira de
Membro da banca: Freitas, Matheus Puggina de
Veloso, Márcia Paranho
Cunha, Elaine Fontes Ferreira da
Área de concentração: Agroquímica
Assunto: Geonoma schottiana
Actinostemon concolor
Café
Bicho mineiro
Flavonóides
Poliprenóis
Diidronaftoquinona
Coffee
Coffee leaf miner
Flavonoids
Polyprenol
Dihydroquinone
Data de Defesa: 1-Ago-2008
Data de publicação: 11-Ago-2014
Referência: PAULA, Priscila de. Estudo fitoquímico de plantas ativas contra o bicho mineiro do cafeeiro. 2008. Dissertação (Mestrado em Agroquímica)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2008.
Resumo: O bicho mineiro do cafeeiro causa grande prejuízo aos cafeicultores brasileiros pois ataca suas folhas diminuindo a sua produtividade. Em decorrência, buscou-se contribuir para o desenvolvimento de métodos de controle do referido inseto pelo estudo fitoquímico das folhas de duas plantas encontradas no estado de Minas Gerais, Geonoma schottiana Mart. e Actinostemon concolor (Spreng.) Müll. Arg., cujos extratos mostraram-se ativos contra tal praga. De G. schottiana foram isolados os flavonóides glicosilados vitexina e isovitexina, que têm atividade inseticida conhecida. De A. concolor foi obtida uma mistura de poliprenóis, identificados como ficaprenol-10, -11 e -12, além de uma diidronaftoquinona inédita que, assim como a referida mistura, apresentou atividade contra o bicho mineiro do cafeeiro. Novos estudos deverão ser realizados com vistas a avaliar melhor a eficiência dos mencionados extratos e substâncias no controle de tal inseto.
The coffee leaf miner causes great losses to Brazilian coffee farmers, since the production is reduced by the attacks of such insect to plant leaves. As a consequence, this work was aimed to contribute for the development of new methods to control the coffee leaf miner by phytochemical studies of two plants widespread in the south of Minas Gerais State: Geonoma schottiana Mart. and Actinostemon concolor (Spreng.) Müll. Arg. From the former were isolated the glycosilated flavonoids vitexin and isovitexin, which have already been described as insecticides. From A. concolor was obtained a new dihydroquinone and a polyprenol mixture comprising ficaprenol-10, -11 and -12, which like the quinone, was active against the coffee leaf miner. Future studies should be carried out to evaluate the above mentioned extracts and substances on the control of such insect.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2469
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DQI - Agroquímica - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO_ Estudo fitoquímico de plantas ativas contra o bicho mineiro do cafeeiro.pdf4,58 MBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback