Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DAE - Departamento de Administração e Economia >
DAE - Programa de Pós-graduação >
DAE - Administração - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2520

Título: Perspectivas do bioetanol: uma análise sob a ótica dos principais agentes da cadeia produtiva na microrregião de Piracicaba - SP
Título Alternativo: Prospects of Bioetanol: an analysis in the viewpoint of the main actors in the production chain micro region of Piracicaba-SP
Autor(es): Bragion, Nivaldo
Orientador: Santos, Antônio Carlos dos
Membro da banca: Baptista, Antônio Sampaio
Antonialli, Luiz Marcelo
Área de concentração: Dinâmica e Gestão de Cadeias Produtivas
Assunto: Bioetanol
Proálcool
Cadeia produtiva
Veículo flex
Combustível limpo
Bioethanol
Production chain
Flex vehicle
Clean fuel
Data de Defesa: 5-Ago-2010
Data de publicação: 11-Ago-2014
Referência: BRAGION, N. Perspectivas do bioetanol: uma análise sob a ótica dos principais agentes da cadeia produtiva na microrregião de Piracicaba-SP. 2010. 108 p. Dissertação (Mestrado em Administração)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2010.
Resumo: Diante de todo otimismo que vem sendo demonstrado com a produção de bioetanol na atualidade cabe fazer algumas perguntas: existe o perigo de toda esta empolgação vir a se acabar à semelhança do Proálcool? Quais as variáveis fazem o período atual de produção de bioetanol ser diferente do período de produção do Proálcool que desacelerou e entrou em crise? Buscando resposta para tais questões definiu como objetivo para a presente pesquisa avaliar as perspectivas do bioetanol segundo a ótica dos principais agentes da cadeia produtiva do produto, na microrregião de Piracicaba-SP. Mais especificamente buscou-se caracterizar os agentes da cadeia produtiva do bioetanol ligados à microrregião de Piracicaba-SP; identificar variáveis que, nas perspectivas dos principais agentes, diferenciam o período atual de produção de bioetanol do período do Proálcool, que desacelerou e entrou em crise e verificar se existem variáveis que podem sustentar o crescimento atual. A pesquisa, de natureza qualitativo-quantitativa, foi realizada com os agentes que produzem e distribuem o produto e com os consumidores usuários de veículo flex. Foi constatado que sete variáveis as quais não estavam presentes na época do Proálcool são fortes o suficiente para não permitir que ocorra uma desaceleração e crise como o ocorrido no passado. As sete variáveis são: "vendas de veículos flex", "leis para adição de álcool na gasolina em vários países", "acordos de redução de emissões de gases para conter o aquecimento global", "interesse internacional pelo etanol brasileiro", "novas tecnologias no processo produtivo", "experiência desenvolvida no Proálcool" e "custo de produção do etanol mais baixo do mundo". Os consumidores se mostram, em sua maioria, satisfeitos ou muito satisfeitos com o veículo flex, que é o principal veículo consumidor de álcool no país. Desta forma, conclui-se que, segundo a ótica dos envolvidos com o setor, a produção de álcool combustível não irá desacelerar como ocorreu no Proálcool.
Before all that optimism has been demonstrated with the production of bioethanol at present, it´s possible do a few questions: Is there a danger of all this excitement is likely to end up like the Proálcool What are the variables that make the current period of bioethanol production be different from the production period Proálcool that slowed and fell into crisis? Seeking answers to such questions as defined goal for this research to assess the prospects of bioethanol from the viewpoint of the main actors of the productive chain of the product, in the micro region of Piracicaba-SP. More specifically sought to characterize agents in the production chain of bioethanol linked to micro region of Piracicaba-SP, identifying variables that, from the perspectives of the main agents, differentiate the current period of bioethanol production period Proálcool, that slowed and fell into crisis and check if there are variables that can sustain the current growth. The research, qualitative and quantitative in nature, was performed with agents that produce and distribute the product with consumers users of flex vehicle. It was found that seven variables that weren´t present at the time of the Proálcool are strong enough to not allow a slowdown occurs and crisis as occurred in the past. The seven variables are: "Sales of flexfuel vehicles," "laws for adding alcohol to gasoline in many countries", "agreements to reduce greenhouse gas emissions to curb global warming," "international interest in Brazilian ethanol," "new technologies in the production process, "experience develop in the Proálcool " and "cost of producing ethanol lowest in the world". Consumers show, mostly satisfied or very satisfied with the vehicle flex, which is the main vehicle consumer of alcohol in the country. Thus, was concluding that, from the viewpoint of those involved with the industry, the production of fuel ethanol will not slow as in the Proálcool.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2520
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DAE - Administração - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO_Perspectivas do bioetanol.pdf401,93 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback