Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DAE - Departamento de Administração e Economia >
DAE - Programa de Pós-graduação >
DAE - Administração - Mestrado (Dissertações) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2553

Title: Cruzando fronteiras invisíveis: desvendando relações de gênero em um assentamento rural organizado pelo MST no sul de Minas Gerais
Other Titles: Crossing invisible borders: unrevealing gender relations in a rural settlement organized by MST in the south of Minas Gerais
???metadata.dc.creator???: Magrini, Pedro Rosas
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Oliveira, Maria de Lourdes Souza
???metadata.dc.contributor.advisor-co???: Alves, Jacqueline Magalhães
???metadata.dc.contributor.referee1???: Cappelle, Mônica Carvalho Alves
Oliveira, Benedito Anselmo Martins de
???metadata.dc.description.concentration???: Gestão Social, Ambiente e Desenvolvimento
Keywords: Relações sociais de gênero
Assentamentos de reforma agrária
Movimentos sociais
Social relations of gender
Agrarian reform settlements
Social movements
???metadata.dc.date.submitted???: 26-Feb-2010
Issue Date: 11-Aug-2014
Citation: MAGRINI, Pedro Rosas. Cruzando fronteiras invisíveis: desvendando relações de gênero em um assentamento rural organizado pelo MST no sul de Minas Gerais. 2010. 112 p. Dissertação (Mestrado em Administração)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2010.
???metadata.dc.description.resumo???: On the structure which seeks to enable the functioning of settlements organized by MST, there are political divisions organized (PDO), such as: internal organization sectors, cores of families, regional brigades, cooperatives, associations, among others. This study aimed to understand the functioning of these spaces, on the light of gender relations, and the main implications in the daily household seated. Focused on gender relations modifications through different behaviors of gender from the management of production/reproduction activities and in the process of political representation.The object of study was the Santo Dias settlement, located in the municipality of Guapé in the south of the state of Minas Gerais. In a total area of 1.788 hectares, the settlement is comprised 49 families of rural workers, organized by MST. The qualitative research was carried out with semi-structured interviews, focal groups, examination of documents and mainly in note participant. Visits were made to develop and deepen the research. As a conclusion, we realized that there is a large participation of women as representatives of coordinating cores of families, internal organization sectors and the settlement´s association. The process of collective organization characterized by horizontal approach to search, interfered in different social roles of women in rural areas, among other things, stimulating everyday participation of women in decision-making bodies of the settlement, is for changes and/or relaxation of gender relations. However, relational patterns are also played forfeiter which female and male naturalize assignments, especially in traditional home where relations between men and women appear to still be at work, home, in care of children and consequently in the accumulation of activities. Anyway, we cannot leave aside the progress in gender equality search, whether they originate in the struggle for land and assimilation of MST´s political lines, mainly in the joint land by titration double and quotas for women in the OPD, but, above all, by the conquest of men and women who fight against any kind of inequality in day to day.
Dentro da estrutura que procura viabilizar o funcionamento de assentamentos organizados pelo MST, existem divisões político-organizativas (DPO), como: setores de organização interna, núcleos de famílias, brigadas regionais, cooperativas e associações, entre outras. Este estudo foi realizado com o objetivo de compreender o funcionamento desses espaços, à luz de relações de gênero, e as principais implicações no cotidiano das famílias assentadas. Focalizaram-se modificações de relações de gênero, por meio de diferentes comportamentos de gênero, a partir da gestão das atividades de produção/reprodução e no processo de representação política. O objeto do estudo foi o Assentamento Santo Dias, situado no município de Guapé, região sul do estado de Minas Gerais. Em uma área total de 1.788 hectares, o assentamento é formado por 49 famílias de trabalhadores e trabalhadoras rurais, organizados pelo MST. A pesquisa de cunho qualitativo foi realizada com base em entrevistas semi-estruturadas, grupos focais, análise de documentos e, principalmente, na observação participante. Foram feitas inúmeras visitas e duas vivências no local, com o objetivo de desenvolver e aprofundar a investigação. Como conclusão, percebeu-se que há uma expressiva atuação das mulheres como representantes dos núcleos de famílias, coordenadoras dos setores de organização interna e na associação do assentamento. O processo de organização coletiva, caracterizado pela busca de horizontalidade, interferiu nos diferentes papéis socialmente atribuídos às mulheres no âmbito rural, entre outras questões, pelo fato de estimular cotidianamente a participação das mulheres nas instâncias decisórias do assentamento, seja por mudanças e/ou flexibilização de relações de gênero. No entanto, também são reproduzidos padrões relacionais fixos, os quais naturalizam atribuições femininas e masculinas tradicionais, sobretudo no espaço doméstico, onde as relações entre homens e mulheres ainda parecem desiguais, seja no trabalho doméstico, no cuidado de filhos(as) e, conseqüentemente, no acúmulo de atividades. Mesmo assim, não se podem deixar de lado os perceptíveis avanços conquistados na busca de igualdade de gênero, sejam eles originários do processo de luta pela terra e/ou na assimilação das linhas políticas do MST, principalmente na titulação conjunta da terra pelo casal e as cotas para mulheres nas DPOs, mas, sobretudo, pela conquista de mulheres e homens que lutam contra qualquer tipo de desigualdade no dia a dia.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2553
Publisher: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
???metadata.dc.language???: pt_BR
Appears in Collections:DAE - Administração - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
DISSERTAÇÃO_Cruzando fronteiras invisíveis.pdf881.73 kBAdobe PDFView/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback