Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DAE - Departamento de Administração e Economia >
DAE - Artigos publicados em periódicos >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/259

Título: A fenomenologia social na pesquisa em estratégia
Autor(es): Macedo, Fernanda Maria Felício
Boava, Diego Luiz Teixeira
Antonialli, Luiz Marcelo
Assunto: Estratégia
Estrategista
Fenomenologia social
Método
Data de publicação: 2012
Referência: MACEDO, F. M. F.; BOAVA, D. L. T.; ANTONIALLI, L. M. A fenomenologia social na pesquisa em estratégia. Revista de Administração Mackenzie, São Paulo, v. 13, n. 5, p. 171-213, set./out. 2012.
Resumo: A investigação científica em estratégia vem passando, no decorrer do tempo, por transformações que podem ser analisadas como uma evolução da produção do conhecimento nesse campo. Tal evolução processa-se via tentativa de formulação de um saber estratégico voltado para organizações e ambientes dinâmicos. Dessa forma, o conhecimento estratégico elaborado até o momento relaciona-se com várias ferramentas para auxiliar o gestor no processo de tomada de decisão. Todavia, observam-se outras dimensões na estratégia, as quais existem por si e em si mesmas, mas que, por variados motivos, são exploradas de maneira pouco aprofundada, como o estrategista. Isso se dá não por desinteresse dos pesquisadores, mas por necessidades de natureza prática, que são orientadas pelo modo de produção capitalista – ideologia. Isso ocorre quando a ciência estuda a realidade posta e não a origem ou os primeiros princípios. Dessa forma, investiga-se, neste trabalho, como se processa a pesquisa em estratégia, com a constatação do predomínio de uma visão funcionalista na pesquisa sobre esse fenômeno. Diante desse contexto, emerge a necessidade de abordar o tema a partir de outras perspectivas, como a interpretativa. Pretende-se propor outro modo de acesso ao fenômeno estratégico a partir do emprego da fenomenologia social. Tal vertente, que pertence à orientação paradigmática interpretativa, trata de questões como intersubjetividade, alter ego, mundo da vida, processo de significação, tipificação, conduta e ação social, teoria da motivação e construção de esquemas típicos – ideias que apresentam grande potencial de contribuição para o avanço da compreensão holística da estratégia. O paradigma interpretativo oferece algo a mais à estratégia, buscando conhecer o fenômeno estratégico à luz da subjetividade do estrategista, considerando tanto sua racionalidade substantiva quanto sua experiência de vida. Destaca-se que esse olhar é uma proposta de aprofundamento dos estudos a partir de outra linha paradigmática de pesquisa, não apresentando tal orientação maior ou menor relevância que a linha vigente funcionalista. Portanto, neste trabalho, pretende-se contribuir para o avanço das pesquisas em estratégia, ainda que seu escopo seja propedêutico, elaborando uma proposta de abordagem inovadora do fenômeno estratégico.
Abstract: Scientific research in strategy, over time, has undergone transformations that can be analyzed as a trend in the production of knowledge in this field. This evolution takes place via the attempt to formulate a strategic knowledge toward for dynamics organizations and environments. Thus, the strategic knowledge developed so far is related to several tools to assist managers in decision-making process. However, there is strategy in other dimensions that exist per se and in themselves, but for various reasons are explored so little depth, as the strategist. This happens not for lack of interest among researchers, but by the needs of a practical nature, which are driven by the capitalist mode of production – ideology. This occurs when science studies the reality brought, not the origin or first principles. Thus, this paper investigates how the process strategy research, with the finding of the predominance of a functionalist view of research on this phenomenon. Given this context, emerged the need to to approach the topic from other perspectives, such as interpretation, for example. Thus, we intend to propose a other way to access the phenomenon from the strategic use of social phenomenology. This aspect, which belongs to the interpretative guidance paradigm, addressing issues such as intersubjectivity, alter ego, the world of life, the process of signification, typification, behavior and social action, motivation theory, construction of schemes typical ideas that have great potential to contribute to advance the understanding of the holistic strategy. The interpretive paradigm offers something extra to the strategy seeking to understand the phenomenon in light of the strategic strategist of subjectivity, considering his substantive rationality and life experience. It is noteworthy that this look is a proposal for further studies from other line of research paradigm. This approach did not show greater or lesser relevance to the current functionalist line. Therefore, this study intends to contribute to the advancement of research in strategy, although its scope is introductory, developing an innovative approach to the proposed strategic phenomenon.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/259
Idioma: other
Aparece nas coleções: DAE - Artigos publicados em periódicos

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
ARTIGO_A fenomenologia social na pesquisa em estratégia.pdf841,31 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback