Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DMV - Departamento de Medicina Veterinária >
DMV - Programa de Pós-graduação >
DMV - Ciências Veterinárias - Mestrado (Dissertações) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2598

Title: Morfofisiologia ruminal de vacas leiteiras alimentadas no pré-parto com dietas de diferentes teores energéticos
Other Titles: Rumen morphophysiology of dairy cows fed diets of different energy levels before partum
???metadata.dc.creator???: Teófilo, Tiago da Silva
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Resende Júnior, João Chrysostomo de
???metadata.dc.contributor.advisor-co???: Costa, Suely de Fátima
???metadata.dc.contributor.referee1???: Alves, Nadja Gomes
Drummond, Cristina Delarete
???metadata.dc.description.concentration???: Ciências Veterinárias
Keywords: Periparto
Dieta de transição
Nutrição animal
Acidose ruminal
Transition diet
Peripartum
Animal nutrition
Ruminal acidosis
???metadata.dc.date.submitted???: 23-Mar-2010
Issue Date: 12-Aug-2014
Citation: TEÓFILO, T. da S. Morfofisiologia ruminal de vacas leiteiras alimentadas no pré-parto com dietas de diferentes teores energéticos. 2010. 50 p. Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2010.
???metadata.dc.description.resumo???: Vacas leiteiras, após o parto, recebem dietas ricas em carboidratos rapidamente fermentáveis no ruminorretículo, levando à produção de AGV em alta velocidade o que pode levar a um quadro de acidose ruminal (AR). O objetivo desse trabalho foi verificar se a dieta de transição, fornecida nas últimas semanas de gestação, contribui efetivamente para o controle da AR em vacas leiteiras no pós parto. Para isso, seis vacas da raça holandesa, alocadas em um delineamento em blocos casualisados, de acordo com a data prevista de parto. Seis semanas antes do parto esperado, foram submetidas a uma dieta de padronização e quatro semanas antes do parto foram submetidas às dietas com baixo ou alto teor de carboidratos não fibrosos (CNF) na dieta. Após o parto, todas as vacas receberam dieta de lactação. As vacas que receberam dieta de alto CNF apresentaram maior ingestão de matéria seca e maior produção leiteira. Dieta com alto teor de CNF propiciou maior extensão da superfície absortiva do rúmen do que a dieta com baixo teor de CNF, sugerindo que a dieta de transição tem efeito na capacidade ruminal de absorção de AGV, a qual tem alta correlação com a superfície absortiva do rúmen, sendo importante no controle da AR. A extensão da superfície absortiva antes do parto foi menor do que após o parto, provavelmente refletindo o efeito da dieta lactacional altamente energética. O fornecimento de dieta com elevado teor de CNF no pré-parto pode ser uma boa alternativa no controle da acidose ruminal pós-parto em vacas leiteiras de alta produção, por promover um maior desenvolvimento da superfície absortiva do rúmen podendo dessa forma evitar o acúmulo de AGV neste compartimento. A maior ingestão de matéria seca e a maior produção leiteira associada à dieta com alto teor de CNF no pré-parto parecem ter sido reflexo de melhores condições fisiológicas do rúmen desses animais.
Dairy cows after calving, receiving diets rich in reticulorumen rapidly fermentable carbohydrates, leading to VFA production at high speed. This high VFA production could lead to ruminal acidosis (RA). The aim of this study was to determine whether transition diet, given in the last weeks of pregnancy, contributes effectively to the control of post partum RA in dairy cows. Six Holstein cows divided in a randomized block design, according to the expected date of birth. Six weeks before the expected calving were fed a standardization diet. Four weeks before calving were subjected to diets with low or high content of non-fiber carbohydrates (NFC).. After calving, all cows were fed a highly energetic lactation diet. Cows fed the diet high NFC had higher dry matter intake and increased milk production. Diet high in NFC caused greater extension of the rumen absorptive surface than the diet low in NFC. This suggesting that transition diet has positive effect on the VFA ruminal absorption, which is important in RA controlling. The extent of the absorptive surface before parturition was lower than after delivery, probably reflecting the effect of high energy lactation diet. Providing a diet with high content of NFC in the pre-partum may be a good alternative in controlling postpartum RA in dairy cows of high milk production. Promoting the further development of the absorptive surface of the rumen can thus avoid the accumulation of AGV in this compartment. The higher dry matter intake and increased milk production associated with diets high in NFC in the pre-birth seem to have been a reflection of better physiological condition of the rumen of these animals.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2598
Publisher: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
???metadata.dc.language???: pt_BR
Appears in Collections:DMV - Ciências Veterinárias - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
DISSERTAÇÃO_Morfofisiologia ruminal de vacas leiteiras alimentadas no pré-parto com dietas de diferentes teores energéticos.pdf446.84 kBAdobe PDFView/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback