Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DZO - Departamento de Zootecnia >
DZO - Programa de Pós-graduação >
DZO - Zootecnia - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2607

Título: Concentração plasmática de N-ureico e de progesterona e dinâmica folicular em ovelhas Santa Inês alimentadas com proteínas de diferentes degradabilidades.
Título Alternativo: Plasma urea nitrogen and progesterone levels and follicle dynamics in Santa Ines ewes fed with proteins of different degradability.
Autor(es): Lazarin, Gustavo Bianchi
Orientador: Alves, Nadja Gomes
Coorientador(es): Pérez, Juan Ramón Olalquiaga
Membro da banca: Lima, Renato Ribeiro de
Garcia, Íraides Ferreira Furusho
Área de concentração: Produção animal
Assunto: Farelo de soja
Glúten de milho
Folículo ovariano
Sobrealimentação
Taxa de ovulação
Soybean meal
Corn gluten meal
Ovarian follicle
Flushing
Ovulation rate
Data de Defesa: 25-Fev-2010
Data de publicação: 12-Ago-2014
Referência: LAZARIN, G. B. Concentração plasmática de N-Ureico e de progesterona e dinâmica folicular em ovelhas Santa Inês alimentadas com proteínas de diferentes degradabilidades. 2010. 107 p. Dissertação (Mestrado em Zootecnia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2010.
Resumo: O excesso de proteína da dieta, principalmente de proteína degradável no rúmen, tem sido associado à elevação da concentração de N-ureico no sangue e à redução da fertilidade. Os objetivos deste estudo foram avaliar os efeitos da sobrealimentação (flushing) antes e durante um ciclo estral com dietas contendo fontes de proteína de diferentes degradabilidades ruminais sobre a condição corporal, a concentração plasmática de N-ureico e de progesterona, a taxa de ovulação e a dinâmica folicular ovariana em ovelhas da raça Santa Inês. Foram utilizadas 12 ovelhas distribuídas em um delineamento em blocos casualizados, sendo os blocos formados por quatro faixas de peso. Duas dietas de flushing isonergéticas e isonitrogenadas, formuladas com farelo de soja ou com glúten de milho, e uma dieta de mantença foram fornecidas por 28 dias antes da ovulação e durante o ciclo estral seguinte, resultando em três tratamentos: flushing com farelo de soja (n=4), flushing com glúten de milho (n=4) e dieta de mantença (n=4). O protocolo de sincronização de estros foi iniciado no dia 17 após o início do fornecimento das dietas. Amostras de sangue para dosagem de N-ureico foram coletadas nos dias sete, 14, 21 e 28 após o início do fornecimento das dietas e nos dias três, seis, nove, 12 e 15 do ciclo estral. Para análise de progesterona, as amostras de sangue foram coletadas nos dias três, seis, nove, 12 e 15 do ciclo estral. A dinâmica folicular ovariana foi monitorada diariamente por ultrassonografia durante o ciclo estral sincronizado. O consumo de matéria seca (1,23 e 1,28 vs 0,78 kg/dia, P<0,01) e de proteína bruta (163 e 174 vs 87 g/dia, P<0,01), o ganho de peso (4,82 e 5,35 vs -0,10 kg, P=0,01), o ganho de peso médio diário (0,11 e 0,13 vs -0,01 kg, P=0,01), a concentração de N-ureico no plasma antes da ovulação (23,9 e 19,8 vs 17,6 mg/dL, P<0,01), o número de ovulações (2,50 e 2,00 vs 1,50, P=0,04), o diâmetro do maior folículo da primeira (6,05 e 5,57 vs 4,10 mm, P<0,05) e da segunda ondas (5,10 e 4,57 vs 4,5 mm, P<0,01) e a taxa de crescimento do maior folículo da primeira onda (0,56 e 0,75 vs 0,55 mm/dia, P=0,08) foram maiores nas ovelhas que receberam flushing (Contraste 1). A taxa de crescimento do maior folículo da terceira onda (0,67 e 0,64 vs 0,83 mm/dia, P<0,01) foi maior nas ovelhas que receberam dieta de mantença (Contraste 1). A espessura de gordura subcutânea (0,40 vs 0,31 cm, P=0,04), as concentrações de N-ureico no plasma antes da ovulação (23,9 vs 19,8 mg/dL, P<0,01) e de progesterona (7,28 vs 4,63 ng/mL, P<0,05), o diâmetro do maior folículo da segunda onda (5,10 vs 4,57 mm, P<0,01) e a taxa de crescimento do maior folículo da terceira onda (0,67 vs 0,64 mm/dia, P<0,05) foram maiores nas ovelhas que receberam flushing com farelo de soja (Contraste 2). A taxa de crescimento do maior folículo da primeira onda foi maior (0,56 vs 0,75 mm/dia, P<0,01) nas ovelhas que receberam flushing com glúten de milho (Contraste 2). A concentração de N-uréico no plasma após a ovulação foi maior nas ovelhas que receberam flushing apenas nos dias seis, nove e 12 e foi maior nas que consumiram farelo de soja apenas nos dias 9, 12 e 15 (Interação tratamento x dia de coleta, P<0,05). O flushing com alimentos protéicos, nos níveis utilizados neste estudo, pode ser uma estratégia para aumentar o número de ovulações em ovelhas Santa Inês. O fornecimento da dieta de flushing com farelo de soja pode ser uma prática eficaz para aumentar a concentração plasmática de progesterona em ovelhas Santa Inês.
Excessive intake of proteins, specifically of rumen degradable protein, has been associated with higher blood urea nitrogen levels and reduced fertility. The aims of this study were to assess the effects of overfeeding (flushing) before and during one estrous cycle with diets containing protein sources of different rumen degradability on body condition, plasma urea nitrogen and progesterone levels, ovulation rate and ovarian follicle dynamics in Santa Ines ewes. Twelve ewes were assigned in a randomized block design formed by four bodyweight ranges. The ewes were fed with isoenergetic and isonitrogenous flushing diets formulated with soybean meal or corn gluten meal or a maintenance diet for 28 days before ovulation and during the next estrous cycle, resulting in three treatments: flushing with soybean meal (n=4), flushing with corn gluten meal (n=4) and maintenance diet (n=4). The estrous synchronization protocol was initiated on Day 17 after beginning the treatments. Blood samples for analysis of urea nitrogen levels were taken on days 7, 14, 21, and 28 after beginning treatments and on days 3, 6, 9, 12, and 15 into the estrous cycle. Blood samples for analysis of progesterone levels were collected on days 3, 6, 9, 12, and 15 into the estrous cycle. Ovarian follicle dynamics was monitored daily by ultrasound examination during the synchronized estrous cycle. Dry matter (1.23 and 1.28 vs. 0.78 kg/day, P<0.01) and crude protein intake (163 and 174 vs. 87 g/day, P<0.01), weight gain (4.82 and 5.35 vs. -0.10 kg, P=0.01), average daily weight gain (0.11 and 0.13 vs. -0.01 kg, P=0.01), plasma urea nitrogen levels before ovulation (23.9 and 19.8 vs. 17.6 mg/dl, P<0.01), number of ovulations (2.50 and 2.00 vs. 1.50, P=0.04), maximum diameter of the largest follicle of the first wave (6.05 and 5.57 vs. 4.10 mm, P<0.05) and of the second wave (5.10 and 4.57 vs. 4.5 mm, P<0.01), and the growth rate of the largest follicle in the first wave (0.56 and 0.75 vs. 0.55 mm/day, P=0.08) were greater in the ewes fed with flushing diets (Contrast 1). The growth rate of the largest follicle in the third wave (0.67 and 0.64 vs. 0.83 mm/day, P<0.01) was greater in the ewes fed with maintenance diet (Contrast 1). Subcutaneous fat layer thickness (0.40 vs. 0.31 cm, P=0.04), plasma urea nitrogen levels before ovulation (23.9 vs. 19.8 mg/dl, P<0.01), plasma progesterone levels (7.28 vs. 4.63 ng/ml, P<0.05), maximum diameter of the largest follicle of the second wave (5.10 vs. 4.57 mm, P<0.01) and growth rate of the largest follicle in the third wave (0.67 vs. 0.64 mm/day, P<0.05) were greater in ewes fed with flushing with soybean meal (Contrast 2). The growth rate of the largest follicle in the first wave was greater (0.56 vs. 0.75 mm/day, P<0.01) in ewes fed with flushing with corn gluten meal (Contrast 2). Plasma urea nitrogen levels after ovulation were higher in ewes fed with flushing diets only on days 6, 9, and 12 and were higher in ewes fed with soybean meal only on days 9, 12, and 15 (treatment vs. blood sampling day interaction, P<0.05). Flushing with protein-rich feeds in the levels described in this study may be used as a strategy to increase the number of ovulations in Santa Ines ewes. Flushing with soybean meal may be effective in increasing plasma progesterone levels in Santa Ines ewes.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2607
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DZO - Zootecnia - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO_Concentração plasmática de N-ureico e de progesterona e dinâmica folicular em ovelhas Santa Inês alimentadas com proteínas de diferentes degradabilidades.pdf613,38 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback