Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DBI - Departamento de Biologia >
DBI - Programa de Pós-graduação >
DBI - Botânica Aplicada - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2635

Título: Anatomia, nutrição e fisiologia de Echinodorus grandiflorus (Cham. & Schltdl.) Micheli ssp. grandiflorus submetida ao Chumbo
Título Alternativo: Anatomy, physiology and nutrition of Echinodorus grandiflorus (Cham & Schldl.) Micheli ssp. grandiflorus posted to lead
Autor(es): Ribeiro, Estefânia Santos
Orientador: Pereira, Fabricio José
Coorientador(es): Castro, Evaristo Mauro de
Membro da banca: Souza, Thiago Corrêa de
Oliveira, Cynthia de
Área de concentração: Botânica Aplicada
Assunto: Chapéu-de-couro
Macrófita aquática
Fitorremediação
Metal pesado
Ecofisiologia vegetal
Anatomia vegetal
Large burhead
Water macrophytes
Phytoremediation
Heavy metals
Plant ecophysiology
Plant anatomy
Data de Defesa: 14-Mar-2014
Data de publicação: 12-Ago-2014
Agência de Fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Referência: RIBEIRO, E. S. Anatomia, nutrição e fisiologia de Echinodorus grandiflorus (Cham. & Schltdl.) Micheli ssp. grandiflorus submetida ao Chumbo. 2014. 78 p. Dissertação (Mestrado em Botânica Aplicada) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2014.
Resumo: Objetivou-se, neste trabalho, avaliar os mecanismos anatômicos e fisiológicos relacionados à tolerância de Echinodorus grandiflorus, quando exposta a diferentes concentrações de chumbo (Pb), pois a identificação desses mecanismos podem direcionar estudos para fins fitorremediadores. Foram realizados experimentos com plantas de E. grandiflorus, expondo-as a diferentes concentrações de chumbo [0, 0,75, 1,5, 3,0, e 9,0 μM de Pb(NO3)2], conduzido por um período de 90 dias. Após o período experimental, foram avaliadas: as trocas gasosas foliares, características de crescimento, concentração de chumbo, macro e micro nutrientes na biomassa das plantas e as modificações na anatomia de raízes e folhas. Os dados foram submetidos à análise de variância e as médias comparadas pelo teste de Scott-Knott, ou submetidos à regressão. A espécie E. grandiflorus não apresenta modificações na alocação de biomassa, produção de massa fresca e no crescimento do sistema radicular na presença de chumbo. O chumbo também não modifica a condutância estomática, taxa fotossintética, relação Ci/Ca e aumenta a transpiração das plantas. A planta acumula o chumbo até valores de 113,74 mg kg-1 e esse elemento fica compartimentalizado, principalmente nas raízes com reduzida translocação para a parte aérea. Ocorreram modificações nas concentrações de macro e micro nutrientes mas sem restrições nutricionais e com evidente intensificação da absorção de cálcio. A anatomia da espécie não demonstra necrose ou evidências de toxicidade do chumbo. Ocorrem modificações no xilema das folhas e raízes otimizando a condução de água e nutrientes e espessamento da endoderme e do córtex radicular, que restringem o fluxo de chumbo para a parte aérea. Portanto, E. grandiflorus é tolerante aos efeitos do chumbo devido à manutenção do crescimento, ausência de necrose e melhorias na funcionalidade de seus tecidos radiculares e foliares, manutenção da fotossíntese e nutrição mineral, mesmo acumulando chumbo em seus tecidos.
Abstract: The objective of this work was to evaluate the anatomic and physiological mechanisms related to the Echinodorus grandiflorus tolerance when exposed to different concentrations of lead (Pb), since identifying these mechanisms may direct studies in phytoremediation. We conducted experiments with E. grandiflorus plants, exposing them to different concentrations of lead [0, 0.75, 1.5, 3.0, and 9.0 μM of Pb(NO3)2] for a period of 90 days. After the experimental period, we evaluated: leaf gas exchanges, growth characteristics, lead concentrations, macronutrient and micronutrient levels in plant biomass and the modifications in root and leaf anatomy. The data were submitted to analysis of variance and the means were compared by the Scott-Knott test, or submitted to regression analysis. The E. grandiflorus species did not show any modifications in biomass allocation, fresh mass production and in the root system growth under lead contamination. Lead also did not modify stomatal conductance, photosynthetic rate, Ci/Ca ratio, but increased plant transpiration. The plant accumulates up to 113.74 mg kg-1 of lead and this element is mainly compartmentalized in the roots with reduced translocation to the shoots. Modifications occurred in the concentrations of macronutrients and micronutrients, however, without any nutritional restrictions and with evident increase in calcium absorption. The specie’s anatomy does not demonstrate necrosis or evidence of lead intoxication. Modifications also occurred in leaf and root xylem optimizing water and nutrient conduction as well as thickening of endodermis and radicular cortex, which limits the flow of lead to the shoot. Therefore, E. grandiflorus is tolerant to the effects of lead due to growth maintenance, absence of necrosis and improvement in the functionalities of its radicular and foliar tissues, photosynthesis maintenance and mineral nutrition, even accumulating lead in the tissues.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2635
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DBI - Botânica Aplicada - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTACAO_Anatomia, nutrição e fisiologia de Echinodorus grandiflorus (Cham. & Schltdl.) Micheli ssp. grandiflorus submetida ao Chumbo.pdf1,46 MBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback