Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DFP - Departamento de Fitopatologia >
DFP - Programa de Pós-graduação >
DFP - Agronomia/Fitopatologia - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2664

Título: Bactérias endosporogênicas no manejo de doenças do algodoeiro
Título Alternativo: Bacteria sporogenic in the management of cotton diseases
Autor(es): Ferro, Henrique Monteiro
Orientador: Souza, Ricardo Magela de
Coorientador(es): Pomella, Alan William Vilela
Campos, Vicente Paulo
Membro da banca: Alves, Eduardo
Gomes, Luiz Antônio Augusto
Área de concentração: Fitopatologia
Assunto: Biocontrole
Gossypium hirsutum
Bacillus subtilis
Paenibacillus lentimorbus
Xanthomonas axonopodis pv. malvacearum
Sclerotinia sclerotiorum
Colletotrichum gossypii var. cephalosporioides
Biocontrol
Data de Defesa: 1-Nov-2009
Data de publicação: 12-Ago-2014
Referência: FERRO, H. M. Bactérias endosporogênicas no manejo de doenças do algodoeiro. 2009. 122 p. Dissertação (Mestrado em Fitopatologia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2009.
Resumo: A cultura do algodoeiro requer intenso controle fitossanitário para garantir boa produtividade e consequente rentabilidade ao produtor. Assim, há a necessidade de desenvolver métodos alternativos de controle de doenças para a racionalização do uso de fungicidas. Portanto, o presente trabalho foi realizado com o objetivo de avaliar 4 isolados bacterianos endosporogênicos (Bacillus subtillis UFLA285, B. subtillis ALB629, Bacillus spp. UFLA401 e Paenibacillus lentimorbus MEN2) no controle das principais doenças foliares do algodoeiro, como ramulose (Colletotrichum gossypii var. cephalosporioides), mancha-angular (Xanthomonas axonopodis pv. malvacearum), mofo-branco (Sclerotinia sclerotiorum), mancha-de-alternária (Alternaria sp.) e podridão-das-maçãs (complexo de patógenos). Foram avaliados métodos de aplicação dos isolados em ensaios realizados no período de 2007 a 2009, em casa de vegetação e em campo. Em casa de vegetação, todos os isolados foram eficazes no controle da mancha-angular e da ramulose, destacando-se UFLA285, que proporcionou melhor controle da mancha-angular. Em campo, todos os isolados foram eficazes no controle de mofo-branco, ramulose e podridão-das-maçãs. Os isolados UFLA285, ALB629 e MEN2 proporcionaram melhores controles de mofo-branco, podridão-das-maçãs e manha-de-alternária do algodoeiro. A combinação dos três isolados antagonistas proporcionou melhor controle da ramulose e maior produtividade no campo, além da maior porcentagem de fibra. Os isolados endosporogênicos avaliados em casa de vegetação apresentaram diferentes níveis de controle da ramulose e mancha-angular quanto ao método de aplicação, exceto UFLA401, que não diferiu dentre as formas de aplicação no controle da ramulose. No campo, o melhor método e número de aplicação dos antagonistas foi o tratamento de sementes + 2 pulverizações para o controle da ramulose. UFLA285 não diferiu quanto ao método de aplicação no controle da podridão das maçãs em condições de campo. Portanto, com base na consistência dos resultados obtidos nas repetições dos ensaios, os isolados avaliados apresentam grande potencial no manejo integrado de doenças do algodoeiro.
The cotton cultivation requires intensive pest control to ensure good productivity and consequent profitability to the farmer. Thus, there is need to develop alternative disease control methods for the rational fungicide use. Therefore, this study aimed to evaluate 4 sporogenic bacterial isolates (Bacillus subtilis UFLA285, B. subtilis ALB629, Bacillus spp. UFLA401 and Paenibacillus lentimorbus MEN2) in the control of major cotton foliar diseases: ramulosis (Colletotrichum gossypii var. cephalosporioides), bacterial blight (Xanthomonas campestris pv. malvacearum), alternaria leaf spot (Alternaria sp.), the soilborne white mold (Sclerotinia sclerotiorum) or boll rot (pathogen complex). We evaluated different application forms of isolates from trials from 2007 to 2009, under greenhouse and field conditions. In greenhouse, all isolates were effective in control of bacterial blight and ramulosis, especially UFLA285 which provided better control of bacterial blight. In the field, all isolates were effective in control of white mold, ramulosis and boll rot. Isolates UFLA285, ALB629 and MEN2 provided better control of white mold, boll rot and alternaria leaf spot. The combination of the three antagonistic isolates provided better control of ramulosis and increased productivity in the field, and the highest fiber percentage. Sporogenic isolates assessed in greenhouse showed different control levels of ramulosis and cotton bacterial blight on the method of application, except UFLA401 which did not differ among the forms of application in the control of ramulosis. In the field, the best method and number of antagonist applications s was the seed treatment + 2 sprays for ramulosis control. UFLA285 did not differ in the method of application in the control of the boll rot under field conditions. Therefore, based on the consistency of results obtained in the repetitions of the trials, the isolates have great potential in cotton integrated disease management.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2664
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DFP - Agronomia/Fitopatologia - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO_Bactérias endosporogênicas no manejo de doenças do algodoeiro.pdf1,41 MBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback