Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DCF - Departamento de Ciências Florestais >
DCF - Programa de Pós-graduação >
DCF - Engenharia Florestal - Mestrado (Dissertações) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2688

Title: Estrutura de uma floresta ombrófila densa montana com monodominância de dossel por Eremanthus erythropappus (DC.) MacLeish (candeia) na Serra da Mantiqueira, em Itamonte, Minas Gerais
Other Titles: Structure of a Montane Rain Forest with canopy monodominance by Eremanthus erythropappus (DC.) MacLeish (Candeia) in the Mantiqueira Mountain, in Itamonte, Minas Gerais
???metadata.dc.creator???: Santana, Géorgea da Cruz
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Fontes, Marco Aurelio Leite
???metadata.dc.contributor.referee1???: Santos, Rubens Manoel dos
Solá, Maria Elisa Castellanos
???metadata.dc.description.concentration???: Ciências Florestais
Keywords: Florestas montanas
Formação candeial
Cobertura do dossel
Regeneração natural
High altitude forests
Candeial vegetation
Canopy cover
Natural regeneration
???metadata.dc.date.submitted???: 16-Jun-2010
Issue Date: 13-Aug-2014
Citation: SANTANA, G.da C. Estrutura de uma floresta ombrófila densa montana com monodominância de dossel por Eremanthus erythropappus (DC.) MacLeish (candeia) na Serra da Mantiqueira, em Itamonte, Minas Gerais. 2010. 58 p. Dissertação (Mestrado em Engenharia Florestal)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2010
???metadata.dc.description.resumo???: O objetivo deste trabalho foi descrever e analisar a composição florística e estrutura fitossociológica de uma área de regeneração antiga (há 63 anos) de Floresta Ombrófila Densa Montana em transição para Altomontana com monodominância de dossel por Eremanthus erythropappus (candeial), localizada em Itamonte, Minas Gerais, região da Serra da Mantiqueira, para avaliar o estágio sucessional da área e se essa monodominância de cobertura vegetal expressa a monodominância também em nível de estrutura da comunidade, ou seja, em área basal e ou número de indivíduos. A hipótese a ser testada é que a monodominância de dossel por E.erythropappus expressa as monodominâncias por área basal e número de indivíduos. O levantamento florestal foi realizado pelo emprego de 15 parcelas de 400 m², onde todos os indivíduos arbóreos com CAP  15,7 cm foram amostrados. Para a descrição da estrutura horizontal utilizaram-se os parâmetros densidade, dominância, frequência e valor de importância por espécie e foram calculados os índices de diversidade de Shannon (H´) e de equabilidade de Pielou (J´). Os indivíduos amostrados foram agrupados em classes com intervalos de 2 m de altura e 5 cm de diâmetro e as espécies foram classificadas nas estratégias de regeneração pioneiras, clímax exigente de luz e clímax tolerante à sombra. Foram registradas 67 espécies pertencentes a 51 gêneros e 30 famílias e amostrados 1169 indivíduos. A família que mais se destacou foi Myrtaceae e a espécie com o maior valor de importância foi E erythropappus, seguida por Myrsine umbellata. O índice de diversidade de Shannon e o índice de eqüabilidade de Pielou para a comunidade foram de 3,21 e 0,76, respectivamente. Segundo a classificação ecológica, 64,18% das espécies foram classificadas em clímax exigente de luz, 20,9% como tolerantes à sombra e 13,43% como pioneiras. A hipótese de que a monodominância de cobertura vegetal do dossel expressa a monodominância em nível de estrutura da comunidade, ou seja, em área basal e ou número de indivíduos, foi rejeitada pelos resultados encontrados, apesar de E. erythroppapus ter sido a espécie de maior dominância e valor de importância no estudo fitossociológico. O estágio de sucessão da área foi avaliado como estágio médio de regeneração em que E. erythroppapus vem desempenhando a função de fechamento do dossel, tornando o ambiente propício ao estabelecimento de espécies do grupo ecológico clímax tolerantes à sombra e contribuindo para o avanço do estágio sucessional da comunidade.
The objective of this work was both to describe and to analyze the floristic composition and phytosociological structure of an old area of regeneration (63 years) in the Rain Forest Montane in the transition to upper montane with canopy monodominance by Eremanthus erythropappus (Candeal), located in Itamonte- MG, region of the Mantiqueira Mountain, in order to assess the successional stage of the area and to find out whether this monodominance in vegetation cover also shows the monodominance on the level of community structure, ie, basal area or number of individuals. The hypothesis to be tested is that the canopy monodominance by E. erythropappus showed the monodominance by basal area and number of individuals. The forest survey was carried out by using 15 400-square-meter plots, where all individual CAP ³ 15,7 cm trees were sampled. In order to describe the horizontal structure parameters of density, dominance, frequency, as well as importance value by species were used. Both the Shannon diversity (H´) and the Pielou evenness (J´) indexes were calculated. Individuals sampled were grouped into classes with intervals of 2 m in height and 5 cm in diameter and species were classified for the regeneration strategies pioneer, climax light demanding and climaxshade tolerance. 67 species belonging to 51 genera and 30 families were registered. 1169 individuals were sampled. The family that stood out was Myrtaceae and the species with the highest importance value were E. erythropappus, followed by Myrsine umbellata. The Shannon diversity index (H´) and the Pielou evenness (J´) for the community were 3.21 and 0.76, respectively. According to the ecological classification, 64.18% of the species were classified as climax light demanding 20.9% as shade tolerant and 13.43% as pioneer. The hypothesis stating that the canopy monodominance of the vegetation expresses the monodominance on the level of community structure was rejected by the results, although E. erythroppapus has been found to be the most dominant species and to have the importance value in phytosociological study. The are succession stage was classified as intermediate stage of regeneration in which E. erythroppapus is playing the role of canopy closure, making the environment conducive to the establishment of the climax ecological group of climax shade tolerant species and contributing to the advance of successional stage of the community.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2688
Publisher: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
???metadata.dc.language???: pt_BR
Appears in Collections:DCF - Engenharia Florestal - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
DISSERTAÇÃO_Estrutura de uma floresta ombrófila densa montana com monodominância de dossel por Eremanthus erythropappus.pdf935.24 kBAdobe PDFView/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback