Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DEN - Departamento de Entomologia >
DEN - Programa de Pós-graduação >
DEN - Entomologia - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2764

Título: Controle Biológico do pulgão Aphis gossypii Glover (Hemiptera: Aphidae) em cultivo protegido de pepino com cravo-de-defunto (Tageres erecta L.)
Título Alternativo: Biological control of Aphis gossypii Glover (Hemiptera: Aphididae) in protected crop of cucumber using Marigold (Tagetes erecta L.)
Autor(es): Mertz, Natalia Ramos
Orientador: Silveira, Luís Cláudio Paterno
Membro da banca: Castro, Daniel Melo de
Silva, Rogério Antonio
Área de concentração: Entomologia Agrícola
Assunto: Controle conservativo
Afídeo
Inimigos naturais
Cultivo protegido
Manejo do habitat
Conservation control
Aphid
Natural enemies
Protected crop
Habitat management
Data de Defesa: 6-Mar-2009
Data de publicação: 13-Ago-2014
Referência: MERTZ, N. R. Controle biológico do pulgão Aphis gossypii glover (Hemiptera: Aphidae) em cultivo protegido de pepino com cravo-de-defunto (Tagetes erecta). 2009. 54 p. Dissertação (Mestrado em Agronomia/Entomologia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2009.
Resumo: O cultivo em ambiente protegido é uma prática agrícola comum no Brasil e no mundo. Mas características como, clima elevado e estável e grande disponibilidade de alimento, favorecem a ocorrência de insetos praga nestes sistemas, como o pulgão Aphis gossypii. Esses insetos normalmente são controlados com produtos químicos, os quais, quando utilizados em sistemas protegidos, sofrem pouca dispersão e têm sua concentração elevada, facilitando a resistência de insetos. A utilização de plantas com flores que atraem, mantêm e aumentam a população de inimigos naturais nestes sistemas, pode ser uma alternativa de controle eficiente, prática e de baixo custo. O trabalho objetivou avaliar a ação da planta cravo-de-defunto no controle conservativo de A. gossypii em pepino, em casa-de-vegetação. Para tal, avaliou-se primeiramente se o cravo, quando cultivado com o pepino, não favoreceria o pulgão, aumentando a sua gama de plantas hospedeiras. Em outro experimento, avaliou-se se a localização das plantas hospedeiras (pepino), em relação às de cravo, influenciava no crescimento populacional do pulgão, assim como em sua taxa de parasitismo, sendo feito o levantamento dos inimigos naturais que ocorriam no sistema. No primeiro experimento observou-se que o cravo não é bom hospedeiro para o pulgão. No segundo, notou-se que a proximidade do cravo influenciou negativamente o crescimento populacional do pulgão e positivamente a sua taxa de parasitismo. Além disso, os inimigos naturais mais abundantes no cravo não coincidiram com os no pepino, com destaque para Orius insidiosus, e parasitóides Scelionidae e Aphelinidae na primeira, e larvas predadoras Syrphidae e Coccinellidae e adultos de Hippodamia convergens, na segunda. Com isto, conclui-se que o cravo tem potencial para ser utilizado para o controle biológico conservativo de A. gossypii em cultivo protegido.
Protected crop is a used practice in Brazil and abroad. Some characteristics like stable climate, high temperature and availability of food, favor the occurrence of pests on these systems, among them the Aphis gossypii. These insects are usually controlled chemically, which when applied in closed systems have little dispersion, thereby increasing its concentration and favoring the insects´ resistance. The use of attractive flowering plants, keep and increase the natural enemies population on these systems, can be an efficient alternative, practical and low cost. The objective of this work was to evaluate the potential of the marigold plant (Tagetes erecta) in the conservation control of A. gossypii on cucumber crop in greenhouse. Firstly was evaluated if the marigold, if grown with the cucumber, would not favor the aphids, increasing its host plants range. In another experiment, it was evaluated if the location of host plants (cucumber) related to the marigold, would influence on the aphid population growth, as well as their parasitism rate and the survey of natural enemies occurring in the system was made. On the first experiment, we observed that the T. erecta is not a good aphid host. On the second one, it was noted that the proximity of the marigold influenced negatively the aphid population growth and positively on the parasitism rate. The most abundant natural enemies in marigold were not the same for the cucumber, with emphasis on Orius insidiosus and parasitoids of the Scelionidae and Aphelinidae families in the first, and predatory larvae of the Syrphidae and Coccinellidae families and adults of Hippodamia convergens in the second plant. In conclusion, the marigold has potential to be used on conservation biological control of A. gossypii crop systems.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2764
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DEN - Entomologia - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO_Controle Biológico do pulgão Aphis gossypii Glover (Hemiptera Aphidae) em cultivo protegido de pepino com cravo-de-defunto (Tageres erecta L.).pdf357,37 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback