Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DEN - Departamento de Entomologia >
DEN - Programa de Pós-graduação >
DEN - Entomologia - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2765

Título: História de vida de Neoseiulus californicus (McGregor, 1954) tendo como alimento Tetranychus urticae Koch, 1836 (Acari: Phytoseiidae, Tetranychidae) e pólen de mamoneira (Ricinus communis L.)
Título Alternativo: Life history of Neoseiulus californicus (McGregor, 1954) feed on Tetranychus urticae Koch, 1836 (Acari: Phytoseiidae, Tetranychidae) and on pollen of castor bean (Ricinus communis L.)
Autor(es): Marafeli, Patrícia de Pádua
Orientador: Reis, Paulo Rebelles
Membro da banca: Santa-Cecília, Lenira Viana Costa
Carvalho, Geraldo Andrade
Área de concentração: Entomologia
Assunto: Ácaro rajado
Ácaro predador
Predação
Tabela de vida de fertilidade
Spider mite
Predatory mite
Fertility life table
Predation
Data de Defesa: 23-Fev-2011
Data de publicação: 13-Ago-2014
Referência: MARAFELI, P. de P. História de vida de Neoseiulus californicus (McGregor, 1954) tendo como alimento Tetranychus urticae Koch, 1836 (Acari: Phytoseiidae, Tetranychidae) e polén de mamoneira (Ricinus communis L.). 2011. 76 p. Dissertação (Mestrado em Agronomia/Entomologia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2011.
Resumo: A produção de flores e plantas ornamentais por suas características peculiares necessita de um alto controle de pragas e doenças, pois, qualquer sinal de suas presenças deprecia o produto final. Ainda, o fato de não se tratar de alimento, admite o uso maciço de agroquímicos trazendo conseqüências desde intoxicação dos operadores até a contaminação ambiental. Estudos em cultivos protegidos de ornamentais identificaram o ácaro-rajado, Tetranychus urticae Koch, 1836 (Acari: Tetranychidae), como um dos maiores problemas na cultura da roseira (Rosa spp.), junto com tripes e afídeos, exigindo o uso de 40 a 50 aplicações de agroquímicos por ano. Ácaros predadores têm sido usados para controle de ácaros-praga cultivos em casa-de-vegetação, e também sob condições experimentais, efetivamente controlando ácaros tetraniquídeos em roseira e outras ornamentais. Assim, o conhecimento da espécie-praga e dos inimigos naturais que ocorrem nos cultivos de ornamentais, auxilia a obtenção de êxito no uso do controle biológico. Foi objetivo deste trabalho estudar a história de vida do ácaro predador Neoseiulus californicus (McGregor, 1954) (Phytoseiidae) avaliando o potencial de predação dessa espécie para o uso como agente de controle biológico de T. urticae em roseiras. Os estudos foram conduzidos no laboratório de Acarologia da EPAMIG-EcoCentro, no Campus da Universidade Federal de Lavras - UFLA, em Lavras, MG, a 25 ± 2°C, 70 ± 10% de UR e 14 horas de fotofase. Foram avaliados os aspectos biológicos, tabela de vida, atividade predatória e respostas funcional e numérica em função da densidade de presa. Quando alimentado com pólen de mamoneira (Ricinus communis L.) foi constatada longevidade de 32,94 dias para fêmeas adultas e 40,36 dias para machos. A estimativa da capacidade inata de crescimento da população (rm) foi 0,17 e a duração média de uma geração (T) foi de 17,2 dias. A população dobrou a cada 4,07 dias. Para a capacidade de predação foram oferecidos 40 T. urticae/arena de folha de feijão de porco [Canavalia ensiforme (L.) DC.] para um espécime de cada fase de N. californicus. As fêmeas adultas foram mais eficientes na predação das formas imaturas, seguidas das ninfas. Para o estudo das respostas funcional e numérica, T. urticae foi oferecido nas densidades de 0,14 a 28,2 nas formas imaturas/cm2 de arena feitas com discos de folha de feijão de porco. A predação e oviposição de N. californicus aumentaram com o aumento da densidade de presa, com uma correlação positiva e altamente significativa. A análise de regressão realizada sugere uma resposta funcional do tipo II.
The production of flowers and ornamental plants owing to its unique characteristics requires a high control of pests and diseases, because any signal of their presences undervalues the final product. Further, the fact of not being a food, admits the use of massive amounts of agrochemicals bringing consequences since the operators´ intoxication to the environmental contamination. Studies in protected cultivations of ornamentals have identified the spider mite, Tetranychus urticae Koch, 1836 (Acari: Tetranychidae), as one of the major problems in rose growing (Rosa spp.), along with both thrips and aphids, requiring the use of 40 to 50 pesticide applications a year. Predatory mites have been used for the control of pest mites in greenhouse cultivations and also under experimental conditions, effectively controlling tetranychidae mites on rose bushes and other ornamentals. So, the knowledge of the pest species and of the natural enemies which occur in ornamental cultivations aids the obtaining of success in the use of biologic control. The objective of this work was investigating the life history of the predatory mite Neoseiulus californicus (McGregor, 1954) (Phytoseiidae) and evaluating the predation potential of that species for use as a biological control agent of T. urticae on rose bushes. The studies were conducted in the EPAMIG-EcoCentro Acarology Laboratory, on the Universidade Federal de Lavras - UFLA campus, in Lavras, MG, at 25 ± 2°C, 70 ± 10% of RH and 14 hours´ photophase. The biological aspects, life table, predatory activity and functional and numeric responses in relation to the prey density were evaluated. When supplied with castor oil plant pollen (Ricinus communis L.), longevity of 32.94-day was found for adult females and 40.36-days for males. The estimate of the inherent growth capacity of the population (rm) was 0.17 and the average duration of a generation (T) was of 17.2 days. The population doubled every 4.07 days. To the predation capacity were fed 40 T. urticae/arena of jack bean leaf [Canavalia ensiforme (L.) DC.] to a specimen in each phase of N. californicus. The adult females were more efficient in preying immature forms, followed by the nymphs. For the study of the functional and numeric responses, T. urticae was given at the densities of 0.14 to 28.2 in the immature forms/cm2 of arena made with jack bean leaf disks. Both the predation and oviposition of N. californicus increased with increasing prey density with a positive and highly significant correlation. The regression analysis performed suggests a functional response of the type II.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2765
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DEN - Entomologia - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO_História de vida de Neoseiulus californicus (McGregor, 1954) tendo como alimento Tetranychus urticae Koch, 1836 (Acari Phytoseiidae, Tetranychidae.pdf464,67 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback