Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DZO - Departamento de Zootecnia >
DZO - Programa de Pós-graduação >
DZO - Zootecnia - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2814

Título: Consumo e desempenho de grupos genéticos zebuínos confinados
Título Alternativo: Intake and performance of Bos indicus genetics groups, kept in feedlot
Autor(es): Ribeiro, Julimar do Sacramento
Orientador: Ladeira, Márcio Machado
Membro da banca: Sousa, Raimundo Vicente de
Alves, Nadja Gomes
Gonçalves, Tarcísio de Moraes
Área de concentração: Nutrição e produção de ruminantes
Assunto: Confinamento
Guzerá
Indicadores
Nelore
Exigências nutricionais
Tabapuã
Data de Defesa: 4-Mar-2008
Data de publicação: 14-Ago-2014
Referência: RIBEIRO, J. do S. Consumo e desempenho de grupos genéticos zebuínos confinados. 2008. 92 p. Dissertação (Mestrado em Zootecnia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2008.
Resumo: As raças zebuínas, por apresentarem grande capacidade de adaptação, representam grande parte do rebanho nacional. Porém, dados relacionados ao consumo e ao desempenho dessas raças, quando mantidas em confinamento, bem como a comparação destes parâmetros entre elas, são escassos na literatura. Este trabalho foi realizado com o objetivo de determinar o consumo alimentar e o desempenho de animais Nelore PO, Nelore LA, Tabapuã PO e Guzerá PO, mantidos em confinamento e avaliar os sistemas BR-CORTE (2006), CNCPS 5.0 e NRC (2000), para a predição destas variáveis. O experimento foi conduzido no Centro de Avaliação de Desempenho de Ruminantes, no Departamento de Zootecnia da Universidade Federal de Lavras, utilizando-se 44 novilhos, sendo 19 Nelore PO, 7 Nelore LA, 10 Tabapuã PO e 8 Guzerá PO, com peso vivo inicial médio de 243+37kg. A duração do experimento foi de 168 dias, com 56 dias de adaptação e 112 dias experimentais, divididos em quatro períodos de 28 dias. As pesagens foram realizadas ao final de cada período, após jejum alimentar de 16 horas. Ao final dos 112 dias, foram tomadas as medidas de área de olho de lombo (AOL), espessura de gordura (EG) e espessura de gordura na garupa (P8) por meio de ultra-sonografia. Os animais receberam ração ad libitum, com relação volumoso:concentrado de 30:70. O consumo de matéria seca (CMS) foi estimado por meio dos indicadores LIPE®, óxido crômico e FDAi (fibra em detergente ácido indigestível). Os grupos Nelore PO, Tabapuã PO e Guzerá PO não apresentaram diferença no consumo de matéria seca (CMS), que foi de 8,74, 9,61 e 8,87 kg/dia, respectivamente. Entretanto, estes valores foram diferentes do apresentado pelo Nelore LA, que foi 7,51 kg/dia. Houve variação nos resultados quando o CMS foi comparado em outras unidades, % do peso vivo (%PV) e em gramas por quilo de peso vivo metabólico (g/kg PV0,75). A eficiência alimentar encontrada foi de 0,106; 0,133; 0,095 e 0,107, para os novilhos Nelore PO, Nelore LA, Tabapuã PO e Guzerá PO, respectivamente. Os valores de ganho de peso médio diário (GPD) foram semelhantes entre os grupos genéticos (1,075, 1,038, 1,061, 1,042 kg/dia), não apresentando diferença também nas características de carcaça AOL (78,5, 75,8, 76,2 e 80,7 cm2), EG (5,0, 4,4, 4,8 e 3,9 mm) e P8 (6,3, 5,5, 7,0 e 6,8 mm), nos grupos Nelore PO, Nelore LA, Tabapuã PO e Guzerá PO, respectivamente. As estimativas de CMS e GPD, com base na energia disponível, feitas por meio dos sistemas CNCPS 5.0 e NRC (2000) foram semelhantes ao observado nos grupos Nelore PO e Nelore LA. As estimativas de CMS feitas por meio do BR-CORTE foram semelhantes às observadas nos animais Nelore PO e LA e Guzerá. Isto também ocorreu quando foram agrupados todos os animais. Porém, por meio do BR-CORTE, superestimou-se o GPD com base na energia disponível, em todos os grupos. Os grupos genéticos zebuínos apresentaram diferença no consumo, indicando exigências nutricionais diferenciadas entre si. Entretanto, os diferentes grupos genéticos não apresentaram diferenças no desempenho final e nas características de carcaça, quando submetidos ao regime de confinamento. Os sistemas NRC (2000) e CNCPS 5.0 são eficientes para a predição de CMS e GPD, apenas para animais Nelore. O BR-CORTE (2006) é eficiente para predizer o consumo de zebuínos, mas não se mostrou adequado para predizer desempenho.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2814
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DZO - Zootecnia - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO_Consumo e desempenho de grupos genéticos zebuínos confinados.pdf415,65 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback