Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/28157
Título: Utilização de óleo de soja associado ao óleo de linhaça em dietas para frangos de corte
Título(s) alternativo(s): Use of soybean oil associated to flaxseed oil in diets for broiler chicken
Autor : Amorim, Bruno Guimarães
Lattes: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4609565Y4
Primeiro orientador: Bertechini, Antônio Gilberto
Primeiro coorientador: Sousa, Raimundo Vicente de
Primeiro membro da banca: Bertechini, Antônio Gilberto
Segundo membro da banca: Sousa, Raimundo Vicente de
Terceiro membro da banca: Teixeira, Alexandre de Oliveira
Palavras-chave: Frango de corte – Carcaças – Desempenho
Frango de corte – Alimentação e rações
Ácidos graxos Ômega-3
Broilers (Chickens) – Carcasses – Performance
Broilers (Chickens) – Feeding and feeds
Omega-3 fatty acids
Data da publicação: 23-Nov-2017
Referência: AMORIM, B. G. Utilização de óleo de soja associado ao óleo de linhaça em dietas para frangos de corte. 2017. 39 p. Dissertação (Mestrado em Zootecnia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2017.
Resumo: O presente estudo objetivou avaliar os efeitos da substituição parcial e total do óleo de soja por um óleo comercial, constituído, predominantemente, por ácidos graxos poli-insaturados (AGPI) ômega 3 (n-3), na dieta de frangos de corte sobre o desempenho, rendimento de carcaça, perfil de ácidos graxos e características físico-químicas da carne. Foram utilizados 180 pintos Cobb-500, machos, de um dia de idade, distribuídos em delineamento inteiramente ao acaso, com três tratamentos e seis repetições. Os tratamentos foram T1 = 0% de óleo comercial e 2,55% de óleo de soja, T2 = 2% de óleo comercial e 0,85% de óleo de soja e T3 = 3% de óleo comercial e 0% de óleo de soja. O período experimental foi de 21 dias, e o fornecimento das dietas experimentais teve início a partir do 22° dia de idade das aves. Não foram observadas diferenças significativas entre os tratamentos com relação ao ganho de peso, consumo de ração, conversão alimentar, rendimento de carcaça, peito, coxa/sobrecoxa e gordura abdominal e teor de lipídeos totais nos cortes de peito e coxa/sobrecoxa das aves. Com relação ao perfil de ácidos graxos no peito, observou-se resposta quadrática da deposição de ácido palmítico, redução linear da deposição dos ácidos linoleico (AL) e gama-linolênico e aumento linear da deposição dos ácidos alfa-linolênico (ALA), eicosapentaenoico (EPA) e docosaexaenoico (DHA) à medida que se aumentou o nível de suplementação do óleo comercial. Nos cortes de coxa/sobrecoxa, a suplementação levou a uma redução linear da deposição de AL e a uma resposta quadrática na deposição de ALA, EPA e DHA. Com relação às características físico-químicas do peito de frango, o pH, a luminosidade (L*) e o teor de amarelo (b*) não foram influenciados pela substituição do óleo de soja pelo óleo comercial. Já o teor de vermelho (a*) respondeu de forma quadrática à suplementação. Dessa forma, conclui-se que o óleo comercial, nos níveis avaliados, não influencia a produção das aves e as características físico-químicas dos cortes de peito e coxa/sobrecoxa. No entanto, a utilização do óleo comercial resultou em maior deposição de AGPI n-3 e menor deposição de AGPI ômega 6 (n-6) nos cortes avaliados, o que pode contribuir para a promoção da saúde em humanos que consomem esses produtos.
Abstract: The objective of this study was to evaluate the effects of the partial and total replacement, in the broiler chicken diet, of soybean oil for a commercial oil consisting, predominantly, of omega 3 (n-3) polyunsaturated fatty acids (PUFA) over performance, carcass yield, fatty acid profile and physicochemical traits of the meat. One hundred and eighty male Cobb-500 chicks, of one day of age, were distributed in a completely randomized design with three treatments and six replicates. The treatments were as follows: T1 = 0% commercial oil and 2.55% soybean oil; T2 = 2% commercial oil and 0.85% soybean oil; and T3 = 3% commercial oil and 0% soybean oil. The experimental period was of 21 days, beginning the supplementation of the experimental diets when the birds completed 22 days of age. There were no significant differences between treatments regarding weight gain, feed intake, feed conversion, carcass yield, breast, thigh and abdominal fat yield and total lipid content in breast and thigh. Concerning the fatty acid profile in the breast, a quadratic response of the deposition of palmitic acid, linear reduction of the deposition of linoleic (LA) and gama-linolenic acids, and a linear increase of the deposition of alpha-linolenic (ALA), eicosapentaenoic (EPA) and docosahexaenoic (DHA) acids was verified with the increase in the level of commercial oil supplementation. The supplementation led to a linear reduction of LA deposition and a quadratic response in the deposition of ALA, EPA and DHA in the thigh. Regarding the physicochemical traits of the chicken breast, pH, luminosity (L*) and yellow content (b*) were not influenced by the replacement of soybean oil for commercial oil. Meanwhile, the red content (a*) responded to the supplementation in a quadratic manner. In conclusion, the evaluated levels of commercial oil did not influence production or the physicochemical traits of breast and thigh. However, the use of commercial oil resulted in higher deposition of n-3 PUFAs and lower deposition of omega 6 (n-6) PUFAs in the evaluated meat cuts, which may contribute to health promotion in humans that consume these products.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/28157
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: por
Aparece nas coleções:DZO - Zootecnia - Mestrado (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO_Utilização de óleo de soja associado ao óleo de linhaça em dietas para frangos de corte.pdf366,69 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.