Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/28232
metadata.artigo.dc.title: Viabilidade de pólen de milho em diferentes períodos de armazenamento em baixa temperatura
metadata.artigo.dc.creator: Davide, Lívia Maria Chamma
Pereira, Roselaine Cristina
Abreu, Guilherme Barbosa
Souza, João Cândido de
Von Pinho, Édila Vilela de Rezende
metadata.artigo.dc.subject: Conservação
Germinação
Grão de pólen
Zea mays
Conservation
Germination
Pollen grain
metadata.artigo.dc.publisher: Associação Brasileira de Milho e Sorgo
metadata.artigo.dc.date.issued: 2009
metadata.artigo.dc.identifier.citation: DAVIDE, L. M. C. et al. Viabilidade de pólen de milho em diferentes períodos de armazenamento em baixa temperatura. Revista Brasileira de Milho e Sorgo, Sete Lagoas, v. 8, n. 2, p. 199-206, 2009.
metadata.artigo.dc.description.resumo: O armazenamento de grãos de pólen se justifica em programas de melhoramento de milho, devido à não coincidência do florescimento das linhagens e/ ou cultivares a serem cruzadas. Por essa razão, têm sido procuradas técnicas que possam armazenar os grãos de pólen sem que esses percam a eficiência. O objetivo do trabalho foi verificar a viabilidade do pólen armazenado, por meio de testes in vivo e in vitro. Grãos de pólen de quatro cultivares de milho foram armazenados em freezer por 2, 4, 8, 14 e 15 dias. A viabilidade dos mesmos foi verificada pela determinação da produção de sementes por espigas e por meio de testes de coloração e germinação dos grãos de pólen em meio de cultura. A porcentagem de germinação dos grãos de pólen in vitro e a produção de sementes, independente do tempo de armazenamento, foi, em média, 13%. No teste de coloração, todas as cultivares analisadas apresentaram viabilidade acima de 95%, independente da taxa de germinação in vitro e produção de sementes por espigas. O armazenamento de pólen de milho é um procedimento viável, porém há necessidade de adequação das técnicas de armazenamento e dos testes para a determinação da viabilidade dos mesmos.
metadata.artigo.dc.description.abstract: Pollen grain storage is justifiable in maize breeding programs due to the non-coincident flowering of lines and/or cultivars to be bred. Thus, pollen storage techniques have been developed which preserve pollen efficiency. The aim of this work was to verify the viability of stored pollen through in vivo and in vitro tests. Pollen grains of four maize cultivars were stored in freezer for 2, 4, 8, 14 and 15 days. Pollen viability was assessed through determination of seed production per ear, color tests and in vitro pollen germination. The percentage of in vitro pollen germination and seed production, independent of storage time, was 13 percent on average. In the color test, all analyzed cultivars presented more than 95% viability, independent of in vitro germination percentage and seed production per ear. The storage of maize pollen is a viable procedure; however, it is necessary to adjust the storage techniques, as well as the tests for assessing pollen viability.
metadata.artigo.dc.identifier.uri: http://rbms.cnpms.embrapa.br/index.php/ojs/article/view/281
http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/28232
metadata.artigo.dc.language: pt_BR
Appears in Collections:DAG - Artigos publicados em periódicos

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.