Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2859
Título: Métodos de inoculação de Colletotrichum gloeosporioides e efeito de óleos essenciais no controle da antracnose em frutos de mamoeiro
Título(s) alternativo(s): Methods of inoculation of Colletotrichum gloeosporioides and effect of essential oils in the control of the antracnose in papaya fruits
Autor : Gomes, Lahyre Izaete Silveira
Primeiro orientador: Alves, Eduardo
Primeiro membro da banca: Santana, Enilton nascimento de
Souza, Paulo Estevão de
Área de concentração: Fitopatologia
Palavras-chave: Carica papaya
Pós-colheita
Estádio de maturação
Syzygium aromaticum
Cymbopogon citraus
Fumigação e imersão
Data da publicação: 15-Ago-2014
Referência: Gomes, L.I.S. Métodos de inoculação de Colletotrichum gloeosporioides e efeito de óleos essenciais no controle da antracnose em frutos de mamoeiro. 2008. 54 p. Dissertação (Mestrado em Agronomia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2008.
Resumo: O trabalho foi desenvolvido em dois experimentos. O primeiro experimento teve como objetivo estabelecer um método simples e confiável de inoculação de Colletotrichum gloeosporioides em frutos de mamão combinado com o estádio de maturação do fruto para reproduzir sintomas de antracnose em laboratório. Frutos de mamão nos estádios de maturação 1 (com até 15% da casca amarela), 2 (com até 25 % da casca amarela) e 3 (com até 50% da casca amarela) foram feridos de duas formas e posteriormente foram inoculados com uma suspensão de 2,5 x 106 conídios/mL de C. gloeosporioides. Os frutos foram submetidos à câmara úmida por 48 horas, sendo armazenados à temperatura variando de 23 a 27 °C. A avaliação do ensaio foi realizada aos 5 dias após a inoculação, onde foi medido o diâmetro das lesões de antracnose. Os estádios de maturação 2 e 3 associados ao tipo de ferimento 1 - cinco ferimentos feitos com agulha de metal no 6, mostraram-se mais eficientes na reprodução de sintomas de antracnose em condição de laboratório. Já no segundo experimento o objetivo foi avaliar o efeito dos óleos essenciais de Syzygium aromaticum, Cymbopogon citratus e Thymus vulgaris pelo método de fumigação e de contato (imersão) sobre o crescimento micelial de C. gloeosporioides in vitro e in vivo. Dos óleos essenciais utilizados in vitro, o que foi mais eficiente na redução do crescimento micelial do fungo por contato foi o óleo de S. aromaticum. Pelo método de fumigação os tratamentos, exceto o de C. citratus na menor concentração inibiram o crescimento total do fungo. No teste in vivo o óleo essencial de S. aromaticum mostrou-se promissor para o controle da doença nos frutos pelo método de imersão.
This study was composed by two experiments. The first experiment aimed to establish a simple and reliable method to inoculate Colletotrichum gloeosporioides on papaya fruits. The methods studied combined the maturation stage and two types of wounding to reproduce anthracnose symptoms in the laboratory. Papaya fruits in the 1 (with up to 15% of the yellowing skin), 2 (with up to 25% of the yellowing skin) and 3 (with up to 50% of the yellowing skin) maturation stages were wounded in two ways with needle number 6 and entomologic needle number 7 and then inoculated with a conidial suspension containing 2.5 x 106 conidia/mL of C. gloeosporioides. The fruits were kept in moist chamber during 48 hours, being stored at 23 to 27 °C. The evaluation of anthracnose symptoms was carried out 5 days after inoculation, where the diameter of the anthracnose lesions was measured. The maturation stages 2 and 3 associated with wound type 1 - five wounds made with a needle, showed to be efficient in the reproduction of anthracnose symptoms in laboratory conditions. In the second experiment the objective was to evaluate the effect of the essential oils of Syzygium aromaticum, Cymbopogon citratus and Thymus vulgaris using the fumigation and contact (immersion) methods on the micelial growth of C. gloeosporioides in vitro and in vivo. From the essential oils used in vitro, the most efficient in reducing the micelial growth by contact was the oil of S. aromaticum. By the fumigation treatment, except to C. citratus oil, in the lowest concentration, inhibited totally the growth of the fungus. In the in vivo test the essential oil of S. aromaticum showed to be promising for the control of the disease on the fruits by the immersion method.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2859
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DFP - Agronomia/Fitopatologia - Mestrado (Dissertações)



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.