Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DFP - Departamento de Fitopatologia >
DFP - Programa de Pós-graduação >
DFP - Agronomia/Fitopatologia - Doutorado (Teses) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2862

Title: Resistência de híbridos de sorgo e diversidade de Colletotrichum sublineolum
Other Titles: Resistance of sorghum hybrids and diversity of the Colletotrichum sublineolum
???metadata.dc.creator???: Silva, Dagma Dionísia da
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Castro, Hilário Antônio de
???metadata.dc.contributor.advisor-co???: Casela, Carlos Roberto
???metadata.dc.contributor.referee1???: Pinho, Renzo Garcia Von
Santos, João Bosco dos
Alves, Eduardo
???metadata.dc.description.concentration???: Fitopatologia
Keywords: Colletotrichum sublineolum
Sorghum bicolor
Resistência genética
Virulência
Variabilidade
Diversidade genética
Genetic resistance
Virulence
Variability
Genetic diversity
Issue Date: 15-Aug-2014
Citation: SILVA, D. D. da. Resistência de híbridos de sorgo e diversidade de Colletotrichum sublineolum. 2009. 175 p. Tese (Doutorado em Fitopatologia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2009.
???metadata.dc.description.resumo???: O principal entrave para a contínua expansão da cultura do sorgo (Sorghum bicolor) no Brasil é a antracnose (Colletotrichum sublineolum Henn.), a mais severa doença dessa cultura, que está disseminada em todas as regiões produtoras de sorgo no país. O conhecimento da diveridade do patógeno e da reação a doença, de híbridos, em diferentes locais, pode ajudar no adequado manejo dessa doença. Os objetivos deste trabalho foram caracterizar a diversidade de C. sublineolum em locais de ocorrência de severas epidemias da doença, identificar híbridos com resistência a essas populações e combinações entre híbridos que possam ser utilizados em estratégias de manejo da doença no Brasil. Quinze híbridos de sorgo foram avaliados quanto à reação a C. sublineolum em cinco locais. Alta resistência em campo foi observada nos híbridos Volumax, DAS740, 735005 e 1G150, em todos os locais. A inoculação dos híbridos com 158 isolados permitiu identificar 121 raças do patógeno. Utilizaram-se coeficientes de associação de patogenicidade (CAP) e de virulência (CAV), para verificar a ocorrência de dissociação ou associação de virulência a essas combinações. Os híbridos Volumax, DAS740 e a linhagem SC283 apresentaram o maior número de combinações com dissociação de virulência de acordo com CAP e CAV. A estrututra populacional e a distribuição de C. sublineolum foram analisadas por meio de três índices de diversidade fenotípica, de um índice de complexidade e por diversidade genética. Maiores diversidade e complexidade foram verificadas em Sete Lagoas. Cinquenta e quatro genótipos de C. sublineolum foram identificados por meio de marcador ISSR. Não houve relação entre raças de C. sublineolum, virulência em plantas e marcadores ISSR utilizados. O agrupamento dos isolados por origem geográfica foi observado.
The increase in cropped sorghum (Sorghum bicolor) in Brazil is hampered by anthracnose (Colletotrichum sublineolum Henn.), the most severe sorghum disease, which is disseminated throughout growing fields in the country. The knowledge of pathogen diversity and the reaction of hybridis to the disease in different areas can help in the disease suitable management. The objective of this work was to characterize the diversity of C. sublineolum populations in areas where severe epidemics occur, to identify hybrids with resistance to those populations and to identity sorghum hybrid combinations able to control the disease in different areas of Brazil. Fifteen sorghum hybrids were evaluated for the reaction to C. sublineolum in five areas. Higher field resistance was observed in Volumax, DAS740, 735005 and 1G150 hybrids throughout the studied sites. Thehybrid inoculation with 158 isolates allowed to identity 121 races of the pathogen. Coefficients of pathogenicity associations (PAC) and virulence associations (VAC) were used to verify the occurrence of virulence dissociation or association to those combinations. According to the CAP and CAV the Volumax and DAS740 hybrids and the SC283 line showed the higher number of combinations with virulence dissociation. The population structure and distribution of C. sublineolum in five areas were analyzed through three phenotypic diversity indexes and through molecular markers. The highest diversity and complexity were verified in Sete Lagoas. Fifty four genotypes of C. sublineolum were identified through ISSR marker. No association between races of the pathogen and virulence in plants was verified with the molecular markers. The clustering of isolates with geographic origin was observed.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2862
Publisher: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
???metadata.dc.language???: pt_BR
Appears in Collections:DFP - Agronomia/Fitopatologia - Doutorado (Teses)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
TESE_Resistência de híbridos de sorgo e diversidade de Colletotrichum sublineolum.pdf1.97 MBAdobe PDFView/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback