Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/28621
metadata.artigo.dc.title: A influência da privação visual nas respostas psicológicas de indivíduos adultos após exercício em leg press 45º
metadata.artigo.dc.creator: Ribeiro, Luciana Botelho
Andrade, Eric Francelino
Rogatto, Gustavo Puggina
Valim-Rogatto, Priscila Carneiro
metadata.artigo.dc.subject: Exercício resistido
Autoeficácia
Percepção da capacidade física
Resistance exercise
Self-efficacy
Perceived physical ability
metadata.artigo.dc.date.issued: 2014
metadata.artigo.dc.identifier.citation: RIBEIRO, L. B. et al. A influência da privação visual nas respostas psicológicas de indivíduos adultos após exercício em leg press 45º. Revista Brasileira de Psicologia Aplicada ao Esporte e à Motricidade Humana, [S.l.], v. 4, p. 49-53, 2014.
metadata.artigo.dc.description.resumo: O objetivo do presente estudo foi verificar se a privação visual interfere na percepção de capacidade física de jovens durante um teste de força máxima dinâmica. Participaram do estudo 14 homens saudáveis e praticantes de exercício resistido. Após a definição da carga, os indivíduos realizaram duas sessões distintas de exercícios nas cargas relativas a 50%, 75%, 90% e 100% de 10 Repetições Máximas em Leg Press 45º. Em uma das sessões foi feita a privação visual, enquanto na outra sessão os participantes visualizavam a carga deslocada. Em ambas as situações as cargas relativas foram selecionadas de forma aleatória. Ao final de cada sessão, os voluntários responderam à subescala “Capacidade Física Percebida” da “Escala de Autoeficácia Física”. Os dados foram analisados pelo teste de ShapiroWilk e para a comparação dos resultados utilizou-se o teste Wilcoxon (p<0,05). O valor mínimo da capacidade física percebida dos indivíduos vendados foi de 30 pontos enquanto que nos não vendados este valor foi de 32 pontos. O escore máximo dos indivíduos vendados foi 53 pontos e para os indivíduos não vendados 51 pontos. Observou-se melhor capacidade física percebida nos indivíduos que realizaram o exercício sem privação visual (Z = 1,73; p = 0,04). Concluiu-se que a visualização da carga durante o exercício de Leg Press 45º promoveu melhor percepção da capacidade física em relação à situação sem visualização da carga.
metadata.artigo.dc.description.abstract: The aim of this study was to examine whether visual deprivation interferes on physical ability perception of young people during a dynamic strength test. The study included 14 healthy men that were involved in resistance exercise training. After defining the load, subjects performed two different exercise sessions with intensity equivalent to 50%, 75%, 90% and 100% of 10 maximum repetition test load in Leg Press 45o. In the first session individuals were submitted to visual deprivation, while in the other session participants visualized the load shifted. In both situations relative loads were randomly selected. At the end of each session, subjects answered the "Perceived Physical Ability" subscale from "Physical Self-efficacy Scale". Data were analyzed by the Shapiro-Wilk test and means were compared by the Wilcoxon test (p<0.05). The minimum value of perceived physical ability of blindfolded participants was 30 points, while in non-blindfolded situation was 32 points. The maximum score of this variable was 53 points for blindfolded and 51 points for non-blindfolded condition. Perceived physical ability was higher when volunteers performed exercise without visual deprivation (Z = 1.73, p = 0.04). It was concluded that load visualization during Leg Press 45o exercise promoted better physical ability perception in relation to the situation without load visualization.
metadata.artigo.dc.identifier.uri: http://www.psicologiadoesporte.esp.br/Pdf/REVISTA_IV_CBPAEMH_2014_2.pdf
http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/28621
metadata.artigo.dc.language: pt_BR
Appears in Collections:DEF - Artigos publicados em periódicos

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.