Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/28644
Título: Suplementação proteica para vacas de corte no final da gestação afeta a expressão gênica no músculo esquelético materno e aminoácidos circulantes no plasma: suplementação proteica para vacas de corte
Título(s) alternativo(s): Protein supplementation in late gestation for beef cows affects maternal skeletal muscle gene expression and plasma circulating amino acids
Autor : Lopes, Rodrigo Cístolo
Lattes: http://lattes.cnpq.br/8969204767609159
Primeiro orientador: Gionbelli, Mateus Pies
Primeiro membro da banca: Casagrande, Daniel Rume
Segundo membro da banca: Machado Neto, Otávio Rodrigues
Palavras-chave: Expressão de mRNA
Bovinos de corte - Suplementação proteica
Bovinos de corte - Gestação
Nutrição de ruminantes
Proteína bruta
Crude protein
Beef Cattle - Protein supplementation
Beef Cattle - Gestation
Nutrition of ruminants
Data da publicação: 21-Fev-2018
Agência(s) de fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Referência: LOPES, R. C. Suplementação proteica para vacas de corte no final da gestação afeta a expressão gênica no músculo esquelético materno e aminoácidos circulantes no plasma: suplementação proteica para vacas de corte. 2018. 31 p. Dissertação (Mestrado em Zootecnia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2017.
Resumo: No final da gestação de vacas de corte, as exigências de nutrientes aumentam para atender à taxa de crescimento do concepto e estas matrizes podem alterar o metabolismo no tecido esquelético, hepático e modificar os níveis plasmáticos circulantes de aminoácidos (AA) em função da suplementação de proteína bruta (PB). Quarenta e três vacas Nelore gestantes de fetos machos, [idade média = 6 anos; peso médio = 500 kg] em 193 ± 30 (SD) dias (d) de gestação foram divididas em oito grupos (unidades experimentais, com 4 a 5 vacas cada). Os tratamentos foram 1) Controle (CON, n = 4), dieta baseada em pastagem sem suplementação de proteína bruta (PB) e 2) Suplemento (SUP, n = 4), dieta baseada em pastagem acrescida da suplementação de 2 g / kg de peso corporal de suplemento proteico. Foram coletadas através de biópsia, amostras de fígado e músculo para a análise de expressão relativa de mRNA e amostras de sangue para níveis de AA plasmáticos circulantes. Vacas do grupo CON apresentaram tendência (P = 0.057) para maiores níveis de AA circulantes em comparação ao SUP. Níveis de AA glicogênios foram maiores (p = 0.035) no grupo CON em relação ao SUP. Vacas do grupo CON apresentaram maiores concentrações de Histidina (P = 0.015), Metionina (P = 0.007) e Alanina (P = 0.036) em relação ao grupo SUP. Ambos grupos, CON e SUP não apresentaram diferenças significativas gliconeogênese, transporte de acido graxo e eixo somatotrófico. As vacas CON tenderam a apresentar maiores valores para marcadores relacionados a síntese de tecido muscular esquelético, p7056k (P = 0.060) e GSK3B (P = 0.096). Não foi encontrado diferenças significativas para marcadores relacionados a degradação de tecido muscular esquelético. A suplementação de proteína bruta para vacas de corte no terço final da gestação e mantidas em pastagens altera o perfil de aminoácidos circulantes no plasma e a síntese no tecido muscular esquelético.
Abstract: In late pregnancy of beef cows, nutrients requirements increase to meet the growth rate of conceptus and dams may alters metabolism in liver and skeletal tissue, and modify the circulating plasma levels of amino acids (AA) in function of crude protein (CP) supplementation. Fourty tree pregnant Nellore cows gestating male fetuses, [average age = 6 years; average weight = 500 kg] at 193 ± 30 (SD) days (d) of gestation were divided into eight groups (experimental units, with 4 to 5 cows each). Treatments were 1) Control (CON, n = 4), pasture-based (PB) diet without crude protein (CP) supplementation and 2) Supplemented (SUP, n = 4), PB diet supplemented with 2 g/kg of body weight of CP supplement. Liver and muscle biopsies for relative mRNA expression, and circulating plasma levels of AA were recorded. The CON-fed cows tended to have greater (P = 0.057) total circulating AA than SUP-fed cows. Circulating glycogenic AA was greater (p = 0.035) in CON than in SUP cows. CON cows was greater for Histidine (P = 0.015), Methionine (P = 0.007) and Alanine (P = 0.036) than SUP cows. CON and SUP-fed shown no significant differences for gluconeogenesis, fatty acid transport and signaling axis. CON cows tended to be greater than SUP cows in mRNA expression of markers related to Skeletal muscle synthesis, p7056k (P = 0.060) and GSK3B (P = 0.096). No significant differences were found for mRNA expression of markers related to Skeletal muscle degradation. Crude protein supplementation for late pregnant beef cows in a pasture-based diet change the profile of plasma circulating AA and synthesis of skeletal muscle tissue.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/28644
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: por
Aparece nas coleções:DZO - Zootecnia - Mestrado (Dissertações)



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.