Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/28938
metadata.artigo.dc.title: Chemical and biochemical properties of Araucaria angustifolia (Bert.) Ktze. forest soils in the state of São Paulo
metadata.artigo.dc.title.alternative: Propriedades químicas e bioquímicas do solo em florestas de araucaria angustifolia (Bert.) Ktze no estado de São Paulo
metadata.artigo.dc.creator: Carvalho, Fernanda de
Moreira, Fatima Maria de Souza
Cardoso, Elke Jurandy Bran Nogueira
metadata.artigo.dc.subject: Qualidade do solo
Biomassa microbiana
Enzimas do solo
Respiração do solo
Soil quality
Microbial biomass
Soil enzymes
Soil respiration
metadata.artigo.dc.publisher: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo
metadata.artigo.dc.date.issued: Jul-2012
metadata.artigo.dc.identifier.citation: CARVALHO, F. de; MOREIRA, F. M. de S.; CARDOSO, E. J. B. N. Chemical and biochemical properties of Araucaria angustifolia (Bert.) Ktze. forest soils in the state of São Paulo. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, MG, v. 36, n. 4, p. 1189-1201, July./Aug. 2012.
metadata.artigo.dc.description.resumo: Araucaria angustifolia, comumente chamada de araucária, é uma espécie nativa brasileira considerada a mais explorada devido à qualidade de sua madeira. Por isso, encontra-se na atualidade ameaçada de extinção. Apesar da importância do solo na produção florestal, pouco se conhece sobre as propriedades edáficas das florestas de araucária, as quais estão altamente fragmentadas. O presente trabalho teve como objetivo investigar a utilização de propriedades químicas e bioquímicas do solo como indicadores de conservação e interferência antrópica em florestas de araucária, em diferentes períodos de amostragem. A pesquisa foi realizada em dois parques no Estado de São Paulo: Parque Estadual Turístico do Alto do Ribeira e Parque Estadual de Campos do Jordão. As propriedades bioquímicas do solo avaliadas foram: carbono e nitrogênio da biomassa microbiana (C-BM e N-BM), respiração basal (RB), quociente metabólico (qCO2.) e atividade das enzimas b-glicosidase, urease e hidrólise do diacetato de fluoresceína (FDA). A época de amostragem (estação seca/chuvosa) influenciou os valores encontrados, principalmente nas propriedades C-BM, N-BM, RB e qCO2. As propriedades químicas e bioquímicas do solo avaliados, com exceção da variável K, foram indicadores sensíveis para detectar diferenças nos estádios de conservação e interferência antrópica das florestas de araucária. Embora diferentes com relação às propriedades químicas e biológicas do solo, as florestas envolvidas neste estudo foram eficientes no uso e na conservação da energia, já que apresentaram baixo qCO2, sugerindo que elas se encontram em estádio mais avançado de sucessão.
metadata.artigo.dc.description.abstract: Araucaria angustifolia, commonly named Araucaria, is a Brazilian native species that is intensively exploited due to its timber quality. Therefore, Araucaria is on the list of species threatened by extinction. Despite the importance of soil for forest production, little is known about the soil properties of the highly fragmented Araucaria forests. This study was designed to investigate the use of chemical and biological properties as indicators of conservation and anthropogenic disturbance of Araucaria forests in different sampling periods. The research was carried out in two State parks of São Paulo: Parque Estadual Turístico do Alto do Ribeira and Parque Estadual de Campos de Jordão. The biochemical properties carbon and nitrogen in microbial biomass (MB-C and MB-N), basal respiration (BR), the metabolic quotient (qCO2) and the following enzyme activities: β-glucosidase, urease, and fluorescein diacetate hydrolysis (FDA) were evaluated. The sampling period (dry or rainy season) influenced the results of mainly MB-C, MB-N, BR, and qCO2. The chemical and biochemical properties, except K content, were sensitive indicators of differences in the conservation and anthropogenic disturbance stages of Araucaria forests. Although these forests differ in biochemical and chemical properties, they are efficient in energy use and conservation, which is shown by their low qCO2, suggesting an advanced stage of succession.
metadata.artigo.dc.identifier.uri: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/28938
metadata.artigo.dc.language: pt_BR
Appears in Collections:DCS - Artigos publicados em periódicos



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons