Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/28980
metadata.artigo.dc.title: Spatial variability of apparent electrical conductivity and soil properties in a coffee production field
metadata.artigo.dc.title.alternative: Variabilidade espacial da condutividade elétrica aparente e das propriedades do solo em área de produção de café
metadata.artigo.dc.creator: Valente, Domingos Sárvio Magalhães
Queiroz, Daniel Marcal de
Pinto, Francisco de Assis Carvalho
Santos, Fabio Lucio
Santos, Nerilson Terra
metadata.artigo.dc.subject: Geostatistical
Management zone
Sensors
Geoestatística
Zonas de manejo
Sensores
metadata.artigo.dc.publisher: Associação Brasileira de Engenharia Agrícola
metadata.artigo.dc.date.issued: 2014
metadata.artigo.dc.identifier.citation: VALENTE, D. S. M. et al. Spatial variability of apparent electrical conductivity and soil properties in a coffee production field. Engenharia Agrícola, Jaboticabal, v. 34, n. 6, p. 1224-1233, nov./dez. 2014.
metadata.artigo.dc.description.resumo: A agricultura de precisão baseada nas propriedades físicas e químicas do solo exige uma amostragem densa para se determinar a variabilidade espacial no campo. Essa amostragem densa, muitas vezes, apresenta custo e tempo consumido elevados. Uma das técnicas para reduzir o número de amostras é definir zonas de manejo em função de informações coletadas no campo. Alguns pesquisadores têm demonstrado a importância desempenhada pelas variáveis elétricas do solo para definir zonas de manejo. Dessa forma, este trabalho teve como objetivo avaliar a relação entre a variabilidade espacial da condutividade elétrica aparente e as propriedades do solo em regiões de produção de cafés de montanha. Os mapas de variabilidade espacial foram gerados utilizando-se de técnicas de geoestatística. Com base nos resultados espacializados, foi realizada uma análise de correlação, utilizando-se do índice de Moran bivariado, entre o mapa de condutividade elétrica e as propriedades do solo. Observou-se que os mapas de potássio (K) e fósforo remanescente (P-rem) foram os que mais se aproximaram do padrão de variabilidade espacial da condutividade elétrica aparente do solo.
metadata.artigo.dc.description.abstract: Precision agriculture based on the physical and chemical properties of soil requires dense sampling to determine the spatial variability of these properties. This dense sampling is often expensive and time-consuming. One technique used to reduce sample numbers involves defining management zones based on information collected in the field. Some researchers have demonstrated the importance of soil electrical variables in defining management zones. The objective of this study was to evaluate the relationship between the spatial variability of the apparent electrical conductivity and the soil properties in the coffee production of mountain regions. Spatial variability maps were generated using a geostatistical method. Based on the spatial variability results, a correlation analysis, using bivariate Moran's index, was done to evaluate the relationship between the apparent electrical conductivity and soil properties. The maps of potassium (K) and remaining phosphorus (P-rem) were the closest to the spatial variability pattern of the apparent electrical conductivity.
metadata.artigo.dc.identifier.uri: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/28980
metadata.artigo.dc.language: pt_BR
Appears in Collections:DEG - Artigos publicados em periódicos



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons