Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/29250
metadata.artigo.dc.title: Surto de intoxicação por monensina em avestruzes e equinos no sul do Brasil
metadata.artigo.dc.title.alternative: Outbreak of monensin poisoning in ostriches and horses in southern Brazil
metadata.artigo.dc.creator: Pavarini, Saulo P.
Wouters, Flademir
Bandarra, Paulo M.
Souza, Felipe S.
Dalto, André G. C.
Gomes, Danilo C.
Cruz, Cláudio E. F.
Driemeier, David
metadata.artigo.dc.subject: Antibiótico ionóforo
Monensina - Intoxicação
Necrose muscular
Antibiotic ionophore
Monensina - Intoxication
Muscle necrosis
metadata.artigo.dc.publisher: Colégio Brasileiro de Patologia Animal / Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária
metadata.artigo.dc.date.issued: Oct-2011
metadata.artigo.dc.identifier.citation: PAVARINI, S. P. et al. Surto de intoxicação por monensina em avestruzes e equinos no sul do Brasil. Pesquisa Veterinária Brasileira, Rio de Janeiro, v. 31, n. 10, p. 844-850, Oct. 2011.
metadata.artigo.dc.description.resumo: Descreve-se um surto de intoxicação por monensina em avestruzes e equinos em uma propriedade no Rio Grande do Sul. Oito dias antes do aparecimento dos primeiros sinais clínicos, uma ração comercial formulada para bovinos, cuja composição incluía monensina (177ppm), foi introduzida na dieta dos animais. Três equinos manifestaram dificuldade de movimentação, cólica, sudorese e decúbito permanente; dois morreram em 48 horas após o inicio dos sinais. Três avestruzes adoeceram, dois apresentaram decúbito esternal permanente, o outro estava apático e relutante ao movimento. Dois avestruzes morreram 15 e 30 dias após o início dos sinais. Nas necropsias dos equinos, observou-se miocárdio com palidez multifocal, hemorragia no endocárdio e no epicárdio (principalmente ao redor dos vasos coronarianos) e musculatura esquelética com áreas branco-amareladas bilaterais e focalmente extensas. Essas alterações corresponderam histologicamente, à miopatia e cardiomiopatia necróticas. Nos avestruzes, músculos esqueléticos difusamente pálidos e com múltiplos pequenos pontos brancos corresponderam à necrose segmentar polifásica, com alterações necróticas e regenerativas.
metadata.artigo.dc.description.abstract: An outbreak of monensin poisoning affected ostriches and horses from a farm in Rio Grande do Sul. Eight days before the onset of clinical signs, a commercial cattle concentrate containing monensin (177ppm) was introduced in the diet of the animals. Three horses showed difficulty moving, cramping, sweating and permanent recumbency, and death within 48 hours. Three ostriches showed sternal permanent recumbency or sluggish and reluctance to move. Two ostriches died 15 and 30 days after the onset of signs. Gross changes in the horses included multifocal myocardial pallor, endocardial and epicardial hemorrhages mainly around the coronary vessels, and bilateral yellowish white foci in skeletal muscles. Histological lesions were necrotic myopathy and cardiomyopathy. At necropsy of ostriches, skeletal muscles were diffusely pale with multiple small white spots, which corresponded to polyphasic segmental necrosis and regenerative changes.
metadata.artigo.dc.identifier.uri: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/29250
metadata.artigo.dc.language: pt_BR
Appears in Collections:DMV - Artigos publicados em periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ARTIGO_Surto de intoxicação por monensina em avestruzes e equinos no sul do Brasil.pdf2,68 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons