Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DCF - Departamento de Ciências Florestais >
DCF - Programa de Pós-graduação >
DCF - Ciência e Tecnologia da Madeira - Doutorado (Teses) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2930

Título: Variação nas características da madeira e do carvão de um clone de eucalyptus grandis w. hill ex maiden x eucalyptus urophylla s. t. blake
Título Alternativo: Variation in the characteristics of the wood and coal of a clone of eucalyptus grandis w. hill ex maiden x eucalyptus urophylla s. t. blake
Autor(es): Arantes, Marina Donária Chaves Arantes
Orientador: Trugilho, Paulo Fernando
Coorientador(es): Silva, José Reinaldo Moreira da
Membro da banca: Alves, Eduardo
Lima, José Tarcísio
Guerreiro, Mário César
Área de concentração: Processamento e Utilização da Madeira
Assunto: Eucalyptus
Carvão
Densidade aparente
Dicroscopia eletrônica
Charcoal
Apparent density
Electron microscopy
Data de Defesa: 22-Dez-2009
Data de publicação: 18-Ago-2014
Referência: ARANTES, M. D. C. Variação nas características da madeira e do carvão de um clone de eucalyptus grandis w. hill ex maiden x eucalyptus urophylla s. t. blake. 2009. 137 p. Tese (Doutorado em Ciência e Tecnologia da Madeira)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2009.
Resumo: Este trabalho foi realizado com o objetivo de determinar a variabilidade existente nas características da madeira e do carvão de um clone de Eucalyptus grandis x Eucalyptus urophylla. Foi utilizado um clone de híbrido de Eucalyptus grandis x Eucalyptus urophylla, aos 6 anos, plantado município de Martinho Campos, MG. Utilizaram-se cinquenta árvores, as quais foram distribuídas em três classes de diâmetro. A amostragem consistiu na retirada de discos, de 2,5 cm de espessura, a 2%, 10%, 30% e 70% da altura comercial, além de um a 1,30 m do solo (DAP) e baguetas de 2 cm de diâmetro no DAP, com trado motorizado. Foram tomadas amostras ao longo do raio nos discos, considerando os dois lados opostos à medula. Pelos resultados, verificou-se que a classe diamétrica 14,2 cm apresentou maior proporção de cerne em relação às demais classes, com média de 45%. Os valores mais altos de densidade aparente da madeira utilizando a técnica de raios X foram encontrados para as classes diamétricas de 14,1 e 11,4 cm, com 0,589 e 0,576 g/cm3, respectivamente. A espessura da parede celular reduziu com a diminuição da classe diamétrica. O comprimento da fibra apresentou, de modo geral, valor mais elevado na maior classe diamétrica e idêntico nas outras duas classes. A largura e o diâmetro do lume das fibras apresentaram comportamento bem semelhante, ou seja, maiores valores nas classes 14,2 e 8,1 cm e a classe 11,4 cm, o menor valor médio. Os teores de extrativos e lignina na madeira apresentaram, no geral, padrão decrescente de variação com a distância da medula e tenderam à maior concentração nas partes mais baixas do tronco das árvores. O teor de carbono tendeu a reduzir com a distância da medula, enquanto os teores de hidrogênio e oxigênio tenderam a aumentar. A classe diamétrica 14,2 cm apresentou a maior estimativa de massa de carbono média imobilizada por árvore, sendo de 36,91 kg, o que permite um incremento médio anual de 9211,76 kg/ha.ano, considerando-se 1.500 árvores por hectare. Em relação ao carvão vegetal, concluiu-se que, para a primeira carbonização, a classe diamétrica influenciou significativamente o rendimento gravimétrico em carvão vegetal, em líquido pirolenhoso e o teor de cinzas do carvão vegetal produzido; o rendimento em gás não condensável, teor de materiais voláteis e de carbono fixo não foi influenciado pela classe diamétrica; o teor de cinzas foi maior na menor classe diamétrica. Para a segunda carbonização, o rendimento gravimétrico aumentou da casca para a medula para todas as classes diamétricas e ocorreu redução desta característica com a diminuição das classes diamétricas; os valores de densidade relativa aparente tendem a aumentar no sentido medula-casca em todas as classes diamétricas. A técnica de densitometria por raios x mostrou-se confiável para a determinação da densidade relativa aparente do carvão vegetal. Os valores de densidade relativa aparente média do carvão tendem a diminuir com a diminuição da classe diamétrica, ocorrendo um aumento da mesma no sentido medula-casca, para todas as amostras.
This work was intended to determine the variability existing in the characteristics of the wood and coal of a clone of Eucalyptus grandis x Eucalyptus urophylla. A clone of hybrid of Eucalyptus grandis x Eucalyptus urophylla at 6 years, planted in the town of Martinho Campos, MG was utilized. Fifty trees were utilized, which were distributed into three diameter classes. The sampling consisted of the taking of disks 2.5 cm thick at 2%, 10%, 30% e 70% of the commercial height, in addition of one at 1.30 meters from soil (BHD) and increment cores 2 cm in diameter at BHD, with a motorized auger. Samples along the ray on the disks were taken, considering the two sides opposite the pith. From the results, it was found that the diameter class 14.2 cm presented higher proportion of heartwood relative to the other classes with a mean of 45%. The highest values of apparent density of the wood utilizing the x-ray technique were found for the diameter classes of 14.1 and 11.4 cm with 0.589 and 0.576 g/cm3, respectively. The thickness of the cell wall reduced with decreasing diameter class. The fiber length presented, in general, a higher value in the greatest diameter class and identical in the two other classes. Both the width and diameter of the lumen of the fibers showed a quite similar behavior, that is, increased values in the classes 14.2 and 8.1 cm and the class 11.4 cm did the lowest average value. The contents of extractives and lignin in the wood presented, in general, a decreasing standard of variation with the distance of the pith and tended to increased concentration at the lowest parts of the trunk of the trees. Carbon content tended to reduce with the distance form the pith, while the hydrogen contents tended to increase. The diameter class 14.2 cm presented the greatest estimate of average carbon mass immobilized per tree, namely 36.91 kg, which allowed an annual average increase of 9211.76 kg/ha.year, considering 1500 trees per hectare. In relation to charcoal, it follows that for the first carbonization, the diameter class influenced significantly the gravimetric yield in charcoal, in pirogalyc liquid and as content of charcoal produced; the incondensable gas yield, the content of volatile matters and fixed carbon were not influenced by the diameter class; ash content was greatest in the smallest diameter class. For the second carbonization, the gravimetric yield increased from the bark to the pith for all the diameter classes and reduction of that characteristic took place with decreasing of the diameter classes; the values of apparent relative density tend to increase in the pith-bark direction in all the diameter classes. The X ray densitometry technique proved reliable for determination of the apparent relative density of charcoal. The values of average apparent relative density of charcoal tend to decrease with decreasing diameter class; an increase occurring of it in the pith-bark direction for all the samples.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2930
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DCF - Ciência e Tecnologia da Madeira - Doutorado (Teses)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
TESE_Variação nas características da madeira e do carvão de um clone de Eucalyptus grandis W. Hill ex Maiden x Eucalyptus urophylla S. T. Blake.pdf3,69 MBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback