Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DCF - Departamento de Ciências Florestais >
DCF - Programa de Pós-graduação >
DCF - Engenharia Florestal - Doutorado (Teses) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2949

Título: Campos de altitude sob interferência na mineração de bauxita no planalto de Poços de Caldas, MG
Autor(es): Barros, Dalmo Arantes de
Orientador: Pereira, José Aldo Alves
Membro da banca: Barbosa, Ana Carolina Maioli Campos
Ferreira, Mozart Martins
Carvalho, Warley Augusto Caldas
Botezelli, Luciana
Área de concentração: Ciências Florestais
Assunto: Campo de altitude
Mineração de bauxita
Avaliação de impacto ambiental
Recuperação de área minerada
Ecologia vegetal
Altitude fields
Bauxite mining
Environmental impact evaluation
Recovery of mining areas
Vegetation ecology
Data de Defesa: 21-Fev-2014
Data de publicação: 19-Ago-2014
Agência de Fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Referência: BARROS, D. A. de. Campos de altitude sob interferência na mineração de bauxita no planalto de Poços de Caldas, MG. 2014. 141 p. Tese (Doutorado em Engenharia Florestal) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2014.
Resumo: Este trabalho visa contribuir ao conhecimento ambiental envolvido no processo de mineração de bauxita, bem como acerca dos campos altimontanos sobre pressão dos projetos minerários. Foi caracterizada a atividade de mineração de bauxita na região do planalto de Poços de Caldas, definindo seus principais impactos socioambientais (Capítulo I). Foram avaliadas as propriedades físicas dos solos em campos sobre corpos de bauxita, comparando-as com aquelas encontradas após a lavra (Capítulo II). E foi caracterizada a estrutura e composição das comunidades campestres de altitude, possibilitando inferências sobre espécies potenciais para recuperação ambiental das áreas mineradas (Capítulo III). Para testar a hipótese inicial, de acordo com o objetivo no capítulo I, foram levantadas as principais atividades dentro do processo minerário, correlacionando seus impactos ambientais mais significativos. A mineração de bauxita realizada no planalto de Poços de Caldas, nas situações estudadas, normalmente mitiga seus respectivos impactos socioambientais negativos, além de gerar impactos sociais positivos; os métodos de restauração dos ecossistemas perturbados pela mineração vêm sendo aperfeiçoados continuamente e há necessidade que sejam reproduzidos nos empreendimentos de pequeno e médio porte. No capítulo II, avaliaram-se as propriedades do solo antes da intervenção minerária comparando-as com aquelas encontradas depois da recuperação ambiental. Foram determinados para cada amostra de solo: granulometria, argila dispersa em água, índice de floculação, densidade de partículas, índice de pedregosidade, estabilidade de agregados, matéria orgânica, densidade do solo, volume total de poros, macroporos e microporos. Após a recuperação da área minerada, ocorreu: homogeneização da pedregosidade entre as camadas; aumento do grau de floculação do solo; alterações estruturais do solo na camada superior e redução da estabilidade de agregados, embora tenha mantido bons níveis, podendo ser atribuído ao processo de recuperação. Por fim, para atingir os objetivos propostos para o capítulo III, foi realizado o levantamento florístico e o estudo fitossociológico através do método de parcelas, para tanto foram distribuídas sistematicamente em campo 56 parcelas com 1 m², onde todos os indivíduos herbáceos e arbustivos maiores que 2 cm foram contabilizados e identificados. Para avaliar a cobertura das espécies contabilizadas e a porcentagem de solo exposto foi utilizada a escala de Braun-Blanquet. Foram calculados os parâmetros fitossociológicos e o índice de diversidade de Shannon e a equabilidade de Pielou. Os campos altimontanos são ambientes que apresentam riqueza elevada. Existem espécies nativas campestres importantes na comunidade estudada que podem potencializar a possibilidade de sucesso nos projetos de restauração ambiental.
This work aims to contribute to the environmental knowledge involved in bauxite mining process and in the interference of mining projects on upper montanes fields. Thus, the work was divided into three sections. First, the activity of bauxite mining in the plateau region of Poços de Caldas was characterized, defining its main social and environmental impacts (Chapter I). Sequentially the physical properties of soils naturally occupied by the altitude fields in bauxite bodies were evaluated by comparing them with those found after mining activity (Chapter II). Finally, the structure and composition of the upper montanes campestral community over bauxite bodies was characterized allowing inferences about potential campestral species for use in the processes of environmental rehabilitation of mined areas (Chapter III). In order to test the initial hypothesis, according to the purpose of Chapter I, we surveyed the main activities in the mining process correlating the most significant environmental impacts. Bauxite mining performed in Poços de Caldas plateau in most situations studied mitigates their respective negative social and environmental impacts satisfactorily and generate positive social impacts; methods of restoration of ecosystems disturbed by mining have been continually improved and it is necessary to reproduced them in enterprises of small and medium companies. In Chapter II, from a DBC (3x2x4, n = 24) the properties of the soil before mining intervention was evaluated comparing them with those found after environmental recovery. We determined for each soil sample: particle size, dispersed clay in water, flocculation, particle density, stoniness index, aggregate stability, organic matter, soil density, total porosity, macropores and micropores. After recovery of the mined area, occurred: homogenization of stoniness between the layers, increase of the degree of flocculation of the soil, soil structural changes, reduction of aggregate stability, although it had good levels what may be attributed to the recovery process. Finally, to achieve the proposed objectives for Chapter III, the floristic survey was conducted through the method of walking and the phytosociological study by evaluating the surface by plot method. Thus, 56 plots with 1m² were distributed, where all herbaceous and shrubs larger than 2cm were counted and identified. In order to assess the coverage of the species counted and the percentage of exposed soil, Braun-Blanquet scale was used. The phytosociological parameters as well as the Shannon diversity index and Pielou evenness were calculated. The upper montanes fields are truly diverse environments, with high wealth. There are important campestral native species in the studied community that can enhance the possibility of success in environmental restoration projects.
Informações adicionais: Tese apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Florestal, área de concentração em Ciências Florestais, para a obtenção do título de Doutor.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2949
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DCF - Engenharia Florestal - Doutorado (Teses)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
TESE_Campos de altitude sob interferência na mineração de bauxita no planalto de Poços de Caldas, MG.pdf770,87 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback