Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DCF - Departamento de Ciências Florestais >
DCF - Programa de Pós-graduação >
DCF - Ciência e Tecnologia da Madeira - Doutorado (Teses) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2996

Title: Lenho de tração em eucalyptus spp cultivado em diferentes topografias
Other Titles: Tension wood in eucalyptus cultivated on different topographies
???metadata.dc.creator???: Ferreira, Sérgio
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Lima, José Tarcísio
???metadata.dc.contributor.referee1???: Silva, José Reinaldo Moreira da
Calegario, Natalino
Trugilho, Paulo Fernando
???metadata.dc.description.concentration???: Madeira como Matéria-Prima
Keywords: Lenho de tração
Topografia
Fibra
Resistência
Qualidade
???metadata.dc.date.submitted???: 21-Dec-2007
Issue Date: 20-Aug-2014
Citation: FERREIRA, S. Lenho de tração em eucalyptus spp cultivado em diferentes topografias. 2007. 169 p. Tese (Doutorado Ciência e Tecnologia da Madeira)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2007.
???metadata.dc.description.resumo???: Plantações clonais de Eucalyptus estabelecidas na região do Vale do Rio Doce (MG) vêm sofrendo a ação de tempestades de verão que causam danos e prejudicam o seu desenvolvimento. Esses danos são mais evidentes quando as plantações atingem dois anos de idade. A topografia da região, onde os eucaliptais são implantados, compreende áreas de baixadas e de encostas. Diferentes níveis de tolerâncias dessas plantações às tempestades evidenciam a formação do lenho de tração. Entretanto, ainda não existem estudos que abordem a relação entre o comportamento dos clones frente às tempestades e a ocorrência de lenho de tração nas árvores. Assim, o objetivo deste trabalho foi investigar se assimetrias nos caules de árvores de clones de Eucalyptus, com dois anos de idade, que crescem em diferentes topografias, apresentam características distintas, conduzindo à identificação de lenho de tração. Para isso, foram amostradas quatro árvores de cada um de quatro clones que forneceram amostras para determinar várias características da madeira. Todos os quatro clones eram plantados em áreas de baixada, encosta leve e encosta forte. Para simular o efeito das tempestades foram avaliadas as resistências mecânicas de duas árvores dos clones. Pôde-se concluir que: i) a excentricidade da medula indica a existência de lenho de tração em todos os clones e topografias estudadas; ii) a densidade básica, a contração volumétrica, o módulo de elasticidade em flexão estática e o ângulo de microfibrilas foram maiores no lenho de tração do que no lenho oposto; iii) o comprimento das fibras e o teor de lignina parecem não serem características mais adequadas para diferenciar o lenho de tração do lenho oposto, uma vez que os valores foram muito próximos tanto entre topografias como entre clones; iv) várias associações entre módulo na ruptura das árvores e as características da madeira foram identificadas. As mais evidentes foram que a contração volumétrica e o diâmetro do lume se relacionam inversamente com o módulo na ruptura.
Clonal plantations of Eucalyptus established at the region of Rio Doce valley, Minas Gerais State, Brazil, have jeopardized their own development under the action of summer storms. The damages have been more evident when the plantations are two-years-old. The topography of the region, where the Eucalyptus clones are cultivated, comprises flat and slopped lands. Different levels of tolerance of these plantations to the storms give support for the occurrence of the tension wood. However, there are not yet available studies which relate the relationship between the behavior of the clones face to the storms and the occurrence of tension wood in the trees. Thus, the objective of this thesis was to investigate if asymmetries in the stems of four-years-old Eucalyptus clones, growing on different topographies present special characteristics, conducting to the identification of tension wood. For this, four trees were sampled in each one of four clones, supplying samples to determine several characteristics. All clones were planted in flat, slighty and heavy slopped lands. To simulate the effect of the storms over the trees, the mechanical resistance of two of them were assessed. From the results it can be concluded that: i) the eccentricity of the pith indicates the occurrence of tension wood in all the clones and topographies studied; ii) the basic density, volumetric shrinkage, modulus of elasticity in static bending, and the microfibril angle were higher in the tension wood than in the opposite wood; iii) it seems that the fiber length and the lignin content are not the more adequate characteristics to differentiate tension wood from opposite wood, since the values of these properties in the two tissues were similar, both among topographies and clones; iv) several associations between modulus in the rupture of the trees and wood characteristics were identified. The more evident were the volumetric shrinkage and the lumen diameter, which are related inversely with the modulus in the rupture
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2996
Publisher: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
???metadata.dc.language???: pt_BR
Appears in Collections:DCF - Ciência e Tecnologia da Madeira - Doutorado (Teses)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
TESE_Lenho de tração em Eucalyptus spp cultivado em diferentes topografias.pdf4.15 MBAdobe PDFView/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback