Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/30397
metadata.artigo.dc.title: A racionalidade comunicativa na literatura internacional: uma análise bibliométrica
metadata.artigo.dc.title.alternative: The communicative rationality in international literature: a bibliometric analysis
metadata.artigo.dc.creator: Machado, Jéssica de Carvalho
Pereira, José Roberto
Garcia, André Spuri
Teixeira Cruz, Elaine Santos
Duarte, Gabriela Rezende
metadata.artigo.dc.subject: Racionalidade comunicativa
Habermas
Bibliometria
Rationality communicative
Bibliometrics
metadata.artigo.dc.publisher: Asociacion de Profesionales y Técnicos del CONICIT
metadata.artigo.dc.date.issued: 2017
metadata.artigo.dc.identifier.citation: MACHADO, J. de C. et al. A racionalidade comunicativa na literatura internacional: uma análise bibliométrica. Revista Espacios, [S.l.], v. 38, n. 11, 2017.
metadata.artigo.dc.description.resumo: O presente trabalho tem como objetivo analisar como a racionalidade comunicativa, tem sido abordada na literatura internacional. Para atingir tal objetivo, realizou-se, de início, uma breve discussão teórica sobre a Racionalidade Comunicativa em Jürgen Habermas. Posteriormente, realizou-se uma revisão bibliométrica contando com os dez artigos mais citados quando se aborda a racionalidade comunicativa. Com base no número de artigos encontrados na análise geral (158 artigos) e na seleção dos mais citados, observa-se que esses estudos ainda são de pouca quantidade e que alguns desses tratam a racionalidade comunicativa, porém não referencia Habermas, o autor da teoria. Mesmo que alguns desses artigos não referenciem o autor e sua teoria, àqueles que a utilizam, empregam-na com qualidade e aplicada às diversas áreas. Como resultado da pesquisa bibliométrica e a análise dos artigos, a ação comunicativa é tratada na teoria de Habermas e consiste na comunicação entre atores sociais, por meio de decisões baseadas pela razão e em busca de um entendimento mútuo e consensual, desenvolvidas em áreas diversas, como organizações com bases administrativas, organizações do setor público, na política mundial, em teorias do planejamento, na área de saúde, em assuntos de interesse público, como por exemplo, criminalidade, a conversa cotidiana, e em ambientes que permitam uma relação sujeito-sujeito.
metadata.artigo.dc.description.abstract: This paper aims to analyze how the communicative rationality has been addressed in the literature. To achieve this goal, it was held, at first, a brief theoretical discussion of Communicative Rationality in Jürgen Habermas. Later, we made a bibliometric review relying on the ten most cited articles when dealing with the communicative rationality. Based on the number of articles found in the overall analysis (158 articles) and selection of the most cited, it is observed that these studies are still little amount and that some of these deal with communicative rationality, but did not refer to Habermas, the author of the theory. Even if some of these articles do not reference the author and his theory, those who use it, they employ it with quality and applied to several areas. As a result of bibliometric research and analysis of the articles, communicative action is treated in the theory of Habermas and consists of communication between social actors, through decisions based on looking for a mutual and common understanding developed in several areas, as organizations with administrative bases, public sector organizations, in world politics, planning theories, in health, in matters of public interest, such as crime, everyday conversation, and in environments that allow subject-subject relationship.
metadata.artigo.dc.identifier.uri: http://www.revistaespacios.com/a17v38n11/a17v38n11p05.pdf
http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/30397
metadata.artigo.dc.language: pt_BR
Appears in Collections:DAE - Artigos publicados em periódicos

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.