Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DAE - Departamento de Administração e Economia >
DAE - Programa de Pós-graduação >
DAE - Administração - Doutorado (Teses) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3124

Título: Investimento, regulamentação e mercado: uma análise de risco no setor elétrico
Título Alternativo: Investment, regulation and market: analysis of the risk for the electric power sector
Autor(es): Silva, Wendel Alex Castro
Orientador: Santos, Antônio Carlos dos
Membro da banca: Castro Júnior, Luiz Gonzaga de
Salazar, German Torres
Área de concentração: Dinâmica e Gestão de Cadeias Produtivas
Assunto: Investimento
Regulamentação
Estrutura de mercado
Estimativa de risco
Custo de capital
Investment
Regulation
Electric power sector
Data de Defesa: 3-Dez-2007
Data de publicação: 21-Ago-2014
Referência: CASTRO SILVA, W. A. Investimento, regulação e mercado: uma análise do risco no setor elétrico. 2007. 430 p. Tese (Doutorado em Administração)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2007.
Resumo: Em nosso estudo utilizamos uma abordagem analítica multidisciplinar para examinar algumas questões de investimento na indústria de energia elétrica. Sob esse aspecto, as várias análises ocorridas foram divididas em três diferentes áreas de discussões: a estrutura de mercado, o processo de regulamentação e a avaliação de risco. Tais categorias foram então delimitadas para os propósitos do contexto de investimento em condições de risco. O conhecimento sobre a estrutura de mercado, por exemplo, é de fundamental importância para antecipar os possíveis problemas de incerteza e direcionar as medidas preventivas que possibilitam manter o valor intrínseco de um projeto. Ressaltamos, contudo, que o termo "mercado", apresentado no texto, possui duas conotações diferentes. A primeira, remeter-nos-ia ao grau de competição existente no setor de energia elétrica. Neste caso, observa-se que a posição de equilíbrio da indústria resultaria da estrutura mercado e das variáveis que concorrem para o desequilíbrio do sistema de preços. Aliás, especificamente, a regulamentação corresponde a um elemento chave para a garantia dos seus resultados. Todavia, enfatizamos que para os tipos de sistemas híbridos onde combinam diferentes interesses podem surgir divergências justamente na escolha e aplicações de alguns métodos, tanto no que diz respeito à formação da tarifas, quanto na avaliação das "expectativas futuras". Na segunda conotação, passamos a considerar o "mercado de capitais", local onde geralmente se espelha para a avaliação do custo de oportunidade. Aqui, nossa principal ênfase foi examinar possíveis incongruências em seu cálculo. Ou seja, os diferentes valores do custo "aproximado" de capital, surgidos durante nossa investigação, estariam relacionados às questões que envolvem a dinâmica intertemporal e aos aspectos comportamentais tais como o uso ex-ante de algumas suposições baseadas em expectativas heterogêneas e/ou enviesadas. Quanto à avaliação do comportamento de risco, constatamos que as empresas que compunham o Índice de Energia Elétrica, na ocasião de nossas observações, estariam tendo um comportamento "moderado", se assim podemos dizer, em comparação a alguns segmentos, e também, em relação a índices mais específicos listados na BOVESPA. De fato, esses resultados foram também fortalecidos por algumas análises anteriores - financeiras -, que mostravam que as empresas de energia não estariam sobressaindo às expectativas de remuneração do capital. E, dentre as causas, a nossa primeira hipótese recairia na "dosagem" excessiva, por parte do regulador, do atual modelo de regulamentação e controle de poder de monopólio . A segunda, remeteria às aplicações do modelo de precificação e algumas divergências na condução de argurmentos metodológicos que certamente resultariam em diferenças relativas, de precisão, nas estimativas do custo de capital. Por fim, asseveramos que a noção de precisão estaria relacionada não só ao grau de eficiência informacional de mercado e/ou capacidade técnica, mas também dependeria de determinados padrões comportamentais na avaliação de risco. Em vista disso, nas intervenções regulatórias, tão necessárias, devem ser observadas as formas de condução na aplicação dos mecanismos de equilíbrio.
In our study we have made a multidiscipline analytical approach in order to examine some questions of Investment in the Electric Power Industry. Concerning this prospect, the several analysis made were divided into three different areas for discussion: market structure, regulation process and the risk assessment. Such categories were then delineated for the purposes of the context of investment in risk conditions. The knowledge on the market structure, for instance, would be substantial for anticipating the possible problems of uncertainty and to direct the preventive measures which make possible to keep the built-in value of a project. However, we highlight that the term "market" used in this text has two different meanings. The first one would lead us to the degree of competition existing into the electric power sector. In that case, we notice that the position of industry balance would be the result of the market structure and the variables which compete for the unbalance of the price system. Besides, particularly, the regulation corresponds to a key element which guarantees the results. However, we remark that for kinds of hybrid systems where different interests are combined there may be disagreement especially on the choice and application of some methods, as concerning the price formation as well as the valuation of the "expectations". Now, for the second meaning, we will consider the capital market, which is frequently used for the purpose of opportunity cost valuation. Here, our main goal was to examine the possible incompatibilities of its calculation. That is, the different values of the estimated capital arisen during our investigation would be related to questions involving the intertemporal dynamics fact and to behavioral aspects such as the ex-ante usage of some supposition based in heterogeneous expectations. Regarding the risk behavior valuation, we conclude that the companies which constituted the Electric Power Index at the time of our study would be having a "moderate" behavior, so to speak, comparing to some sections, and also relating to some more specific indexes listed in BOVESPA. Indeed, these results have as well been strengthened by some previous analysis - financial ones- which had shown that the electric power companies would not be excelling at the expectations of the profitability of capital. And among the said reasons, the first hypothesis would fall on the excessive "dosage" by the regulator of the current model of regulation and control of power of monopoly . The second one would deal with the applicability of the asset-pricing model and some methodological divergences which certainly would result in relative differences of precision, in search of an appropriate measurement of the expected values for the cost of capital. Finally, we assert that the notion of accuracy would be related not only to the degree of market informational efficiency and/or technical capability but would also depend on certain behavioral standards for the risk assessment. Therefore, the way of conducting the application of mechanism of balance must be taken into account in case of occurrence of the so required regulatory interventions.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3124
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DAE - Administração - Doutorado (Teses)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
TESE_Investimento, regulação e mercado.pdf2,61 MBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback