Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/31386
metadata.teses.dc.title: Caracterização de variáveis dendrométricas e hidrometeorológicas em povoamento de eucalipto
metadata.teses.dc.title.alternative: Characterization of dendrometry and hydrometeorological variables in a eucalypt plantation
metadata.teses.dc.creator: Amorim, Breno Roberto Dias
metadata.teses.dc.creator.Lattes: http://lattes.cnpq.br/8010699782661689
metadata.teses.dc.contributor.advisor1: Mello, José Marcio de
metadata.teses.dc.contributor.referee1: Terra, Marcela de Castro Nunes Santos
metadata.teses.dc.contributor.referee2: Junqueira Júnior, José Alves
metadata.teses.dc.subject: Inventário florestal
Hidrologia florestal
Geoestatística
Forest inventory
Forest hydrology
Geostatistics
metadata.teses.dc.date.issued: 17-Oct-2018
metadata.teses.dc.description.sponsorship: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
metadata.teses.dc.identifier.citation: AMORIM, B. R. D. Caracterização de variáveis dendrométricas e hidrometeorológicas em povoamento de eucalipto. 2018. 147 p. Dissertação (Mestrado em Engenharia Florestal)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2018.
metadata.teses.dc.description.resumo: O presente estudo foi conduzido em um povoamento de eucalipto localizado em área experimental no campus da Universidade Federal de Lavras - UFLA. A base de dados para o estudo foi composta com dados dendrométricos provenientes de inventários florestais, dados climáticos oriundos de estações meteorológicas localizadas dentro e fora do povoamento e por coletas de precipitação pluvial dentro do povoamento. O objetivo principal foi avaliar a influência das condições hidrometeorológicas no crescimento do eucalipto. Para isso, avaliaram-se as condições de densidade populacional a partir do índice de densidade do povoamento (IDP), pelo ajuste do modelo de Reineke. Foram instaladas 27 parcelas no povoamento distribuídas nos 3 espaçamentos que compõem o plantio (3x2m), (3x3,5m) e (3x5m). Para compreender a dinâmica climática, foram avaliadas as variáveis de temperatura, umidade relativa do ar e precipitação, tanto fora quanto no interior do povoamento e sua relação com as médias históricas. Foi quantificada a repartição da precipitação pluvial em precipitação interna (PI), escoamento do tronco (EsT) e o percentual interceptado pelas copas das árvores. As coletas da precipitação foram de novembro de 2013 a outubro de 2017, completando 4 anos hidrológicos. Para isso, instalaram-se 37 pluviômetros e 30 coletores de escoamento do tronco para o monitoramento da PI e do EsT. Além disso, foi avaliada a distribuição espacial das variáveis dendrométricas e hidrológicas com o intuito de observar o grau de dependência espacial e a correlação dessas variáveis para o crescimento do povoamento. De acordo com a determinação do (IDP), 83% das parcelas do espaçamento (3x2) apresentam-se em fase de alta competição ou já estocado. As variáveis meteorológicas temperatura e umidade relativa apresentaram um comportamento diferente em comparação às normais climatológicas, com a temperatura média de 0,4ºC superior as medias históricas e para a umidade uma queda de 3% em relação às médias históricas. O total de precipitação interna foi de 3269,3 mm o que representa 70,3% da precipitação externa. O total de água escoada pelos troncos foi de 114,3 mm representando 2,5% da precipitação externa, por fim, 1268 mm foram interceptados pelas copas das árvores, representando 27% do total de precipitação ocorrida ao longo dos 4 anos hidrológicos. As variáveis dendrométricas e hidrológicas apresentaram uma dependência espacial de moderada a forte em seus anos de analises. As variáveis dendrométricas foram claramente influenciadas pelo efeito dos espaçamentos. E, de acordo com os mapas de krigagem, houve um crescimento da precipitação interna no povoamento da região mais adensada para a menos adensada, podendo correlacionar o desenvolvimento do povoamento em algumas situações, em virtude dos efeitos hidrológicos.
metadata.teses.dc.description.abstract: We conducted this study in a eucalypt population located in an experimental area of the Federal University of Lavras - UFLA campus. The database used for this study was comprised of dendrometry data derived from forest inventory, climatic data from meteorological stations located in and outside the plantation, and collections of pluvial rainfall inside the plantation. The primary objective was to evaluate the influence of the hydrometeorological conditions on the growth of eucalypt. To do this, we assessed the population density conditions based on the stand density index (SDI), adjusted to the Reineke model. We installed 27 plots into the plantation, distributed in the three spacings that comprised the population (3x2m), (3x3.5m), and (3x5m). To understand the climatic dynamics, we evaluated the variables of temperature, relative humidity of the air, and precipitation, both inside and outside the population and its relations with the historical averages. We quantified the repartition of the pluvial rainfall into internal rainfall (IR), trunk flow (TF), and the percentage intercepted by the tree canopies. We collected the rain from November of 2013 to October of 2017, completing four hydrological years. To do this, we installed 37 pluviometers and 30 trunk flow collectors to monitor the IR and TF. Furthermore, we evaluated the spatial distribution of the dendrometry and hydrological variables to verify the degree of spatial dependence and the correlation of these variables with the plantation growth. According to the SDI value, 83% of the 3x2 spacing plots are in the phase of high competition or storage. The meteorological variable of temperature and relative humidity presented a different behavior when compared to the normal climatological values, with an average temperature of 0.4ºC superior to the historical averaged and a decrease of 3% of humidity. The total internal rainfall was of 3269.3 mm, which represents 70.3% of the external rainfall. The total value of water that flowed by the trunks was of 114.3 mm, representing 2.5% of the external rainfall. Finally, the tree canopies intercepted 1268 mm of water, representing 27% of the total rainfall that occurred over the four hydrological years. The dendrometry and hydrological variables presented a moderate to strong spatial dependence. The spacing effect influenced the dendrometry variables. According to the kriging maps, the internal rainfall increased from the denser to the less dense regions of the plantation and can be correlated to the development of the population in some situations due to the hydrological effects.
metadata.teses.dc.description: Arquivo retido, a pedido do autor, até outubro 2019.
metadata.teses.dc.identifier.uri: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/31386
metadata.teses.dc.publisher: Universidade Federal de Lavras
metadata.teses.dc.language: por
Appears in Collections:DCF - Engenharia Florestal - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.