Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/31526
metadata.artigo.dc.title: Rendimento de rosas cultivadas em ambiente protegido sob diferentes níveis de irrigação
metadata.artigo.dc.title.alternative: Rose yield cultivated in protected environment under different irrigation levels
metadata.artigo.dc.creator: Oliveira, Eduardo Carvalho
Carvalho, Jacinto de Assunção
Almeida, Elka Fabiana Aparecida
Rezende, Fátima Conceição
Reis, Simone Novaes
Mimura, Sônia Naomi
metadata.artigo.dc.subject: Floricultura de corte
Manejo da irrigação
Déficit hídrico
Rosas - Produção
Cutting floriculture
Irrigation management
Water deficit
Roses - Production
metadata.artigo.dc.publisher: Universidade Estadual Paulista
metadata.artigo.dc.identifier.citation: OLIVEIRA, E. C. et al. Rendimento de rosas cultivadas em ambiente protegido sob diferentes níveis de irrigação. Irriga, Botucatu, v. 21, n. 1, p. 14-24, jan./mar. 2016.
metadata.artigo.dc.description.resumo: A floricultura de corte tem nas rosas a sua principal exploração no Brasil e possui vasta demanda por pesquisas voltadas à produtividade e qualidade de hastes florais associadas ao adequado manejo da irrigação. Além disso, o manejo correto da irrigação está relacionado à utilização de práticas agrícolas adequadas, as quais se justificam com a redução de insumos como água, energia de bombeamento e fertilizantes. Assim, este trabalho objetivou avaliar o efeito de diferentes potenciais de água no solo sobre o rendimento e qualidade biométrica de hastes de rosas. O experimento foi realizado em casa de vegetação localizada na EPAMIG, em São João Del Rei - MG. Foi utilizado um delineamento em blocos casualizados, envolvendo seis potenciais de água no solo (-15, -30, -45, -60, -90 e -120 kPa) com cinco repetições. Os parâmetros avaliados foram: produtividade, comprimento e diâmetro das hastes e comprimento e diâmetro do botão floral. De forma geral, o déficit hídrico de até -120 kPa não interfere nas características qualitativas das hastes florais. Maiores produtividades são observadas para irrigações mais frequêntes, com -15 e -30 kPa
metadata.artigo.dc.description.abstract: Roses lead exploitation of cut flowers in Brazil and demand. The present research focused on flower stems productivity and quality associated to adequate irrigation management. Moreover, the correct management of irrigation is related to the use of appropriate agricultural practices, which are justified by reducing inputs such as water, pumping energy and fertilizers. This work had the aim of assessing the effect of water deficit stress across different soil water potentials on yield and biometric quality of stems roses. The experiment was conducted in a greenhouse located at EPAMIG, São João Del Rei, MG. A randomized block design involving six water potential on soil (-15, -30, -45, -60, -90 and -120 kPa) with five replications was used. Parameters assessed were: yield, length and diameter of the stems, length and diameter of the rose bud. In general, the water deficit of up to -120 kPa does not interfere with qualitative parameters of the stem buds. Higher yields are observed for more frequent irrigations, with -15 and -30 kPa.
metadata.artigo.dc.identifier.uri: http://revistas.fca.unesp.br/index.php/irriga/article/view/859
http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/31526
metadata.artigo.dc.language: pt_BR
Appears in Collections:DEG - Artigos publicados em periódicos

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.