Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/31608
Título : Conectividade estrutural frente às atividades econômicas na mata atlântica: o caso do quadrilátero ferrífero (Minas Gerais)
Título(s) alternativo(s): Structural connectivity against the economic activities in the atlantic forest: the iron quadrangle case (Minas Gerais)
Autor: Silva, Rossi Allan
Pereira, José Aldo Alves
Barros, Dalmo Arantes de
Nascimento, Gleisson de Oliveira
Borges, Luís Antônio Coimbra
Palavras-chave: Corredor ecológico
Unidades de conservação
Ecologia de paisagem
Ecological corridor
Conservation unit
Landscape ecology
Publicador: Universidade do Estado de Mato Grosso
Data da publicação: 2017
Referência: SILVA, R. A. et al. Conectividade estrutural frente às atividades econômicas na mata atlântica: o caso do quadrilátero ferrífero (Minas Gerais). Revista de Ciências Agroambientais, Alta Floresta, v. 15, n. 1, p. 1-20, 2017.
Resumo : A fragmentação de habitats decorrente da crescente atividade antrópica em áreas naturais constitui uma grande ameaça para a conservação da biodiversidade. Paisagens fragmentadas possuem a matriz original subdividida, causando o isolamento de habitats naturais. A conectividade pode ser ampliada em paisagens antropizadas através da implantação de corredores ecológicos, facilitando a manutenção de populações silvestres. O objetivo do estudo foi propor uma rede de corredores para a conexão estrutural de fragmentos de Mata Atlântica, na região de Ouro Preto, Mariana e Ouro Branco, em Minas Gerais, abrangendo um mosaico de Unidades de Conservação (UC). Para a realização do estudo foram classificadas imagens RapidEye, os usos do solo foram avaliados e as conectividades entre os maiores fragmentos foram demarcadas. Foram propostas duas categorias de corredores (Principal – 500 m de largura; e Secundários – 400 m de largura) para aumento da conectividade entre os maiores fragmentos. Ao adotar um efeito de borda de 400 m, encontrou-se um total de 64 fragmentos que apresentam áreas internas, os quais foram reduzidos para 30 quando a dimensão do efeito de borda foi ampliada para 500 m. As áreas internas resultantes da simulação foram interligadas pelo corredor ecológico principal, totalizando 110 km. Os corredores secundários 1, 2 e 3, apresentaram respectivamente 63 km, 40 km e 57 km. A região dispõe de uma grande rede de florestas e campos nativos que compõem o bioma Mata Atlântica, conectados por várias UC e Áreas de Preservação Permanentes (APP), possibilitando o planejamento de corredores ecológicos, que favoreçam a ocorrência dos processos ecológicos. A gestão da área deve restringir as atividades antrópicas, de forma a maximizar a efetividade da proteção à biodiversidade, principalmente levando-se em consideração a presença de importantes fragmentos de Mata Atlântica em propriedades privadas.
Abstract: Habitat fragmentation due to increasing human activity in natural areas is a major threat to biodiversity conservation. Fragmented landscapes have subdivided the original matrix, causing the isolation of natural habitats. Connectivity can be expanded in anthropized landscapes by implementing ecological corridors, facilitating the maintenance of wild populations. This study aimed to propose a corridors network to provide a structural connection among Atlantic Forest fragments in the region of Ouro Preto, Mariana and Ouro Branco, in Minas Gerais, covering a mosaic of conservation units (UC). RapidEye images were classified, land uses were evaluated and connectivity among the largest fragments was demarcated. Two categories of corridors (main – 500 m wide and secondaries – 400 m wide) to increase connectivity among the larger fragments are proposed. Adopting an edge effect of 400 m, we found a total of 64 fragments with internal areas, which were reduced to 30 when the size of the edge effect was extended to 500 m. The internal areas resulting from the simulation were joined by the major ecological corridor, totaling 110 km. The secondary corridors 1, 2 and 3 had respectively 63 km, 40 km and 57 km. The region has a large network of forests and grasslands which comprise the Atlantic Forest, connected by several UC and Permanent Protected Area (APP), enabling planning ecological corridors, which favor the occurrence of the ecological processes. The management of the area should restrict anthropic activities in order to maximize the effectiveness of biodiversity protection, especially taking into account the presence of relevant Atlantic Forest fragments private properties.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/31608
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DCF - Artigos publicados em periódicos



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons