Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/31760
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorSilva, Tácio Peres da-
dc.date.accessioned2018-11-16T15:15:39Z-
dc.date.available2018-11-16T15:15:39Z-
dc.date.issued2018-11-16-
dc.date.submitted2018-09-21-
dc.identifier.citationSILVA, T. P. da. Adubação nitrogenada no desempenho agronômico e na atividade da redutase do nitrato em arroz: adubação nitrogenada no desempenho agronômico e na atividade da redutase do nitrato em arroz. 2018. 43 p. Tese (Doutorado em Afronomia/Fitotecnia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2018.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/31760-
dc.description.abstractPhytotechnical techniques that result in high productivities, efficient products, are dependent on large national and international companies, as well as some public institutions, which offer these technologies to producers who yield high monetary profits the same. Upland rice is seen by Brazilian producers as a culture to open up the area to other more profitable ones, and their investments are minimal, thus reflecting for multinat ionals, as a crop that will return few returns on investments for specific rice research. Thus, we have some shortcomings in technical information for upland rice, some of which are possible influences on why rice paddy productivity is 50% or higher than when planted in highland. Because it is a characteristic that involves several phytotechnological information, the general objective of the work was to search results in the nutritional part of upland rice culture. The objective of this study was to evaluat e the effect of treatments with different doses and sources of nitrogen (N) on vegetative and reproductive characteristics of upland rice, as well as to evaluate the efficiency of nitrate reductase enzyme activity in upland rice. These experiments were conducted in the experimental field of UFLA, being installed in plots of 4 lines of 3 m spaced of 0,35 m, in the years of 2015/2016 and 2016/2017. DBC with factorial 4x4 and 3 replicates were used. In the first article, height, lodging, productivity, grains, weight of 1000 grains and yield were evaluated, and it was concluded that doses and nitrogen sources do not influence the productive factors of upland rice cultivation. There is great influence of the environment on plant responses to nitrogen application, observing superior results in different agricultural years. In article 2, the nitrate reductase activity in the laboratory was evaluated on different days after application of the treatment in the laboratory, and it was concluded that different doses and sources of N do not statistically influence nitrate reductase activity in rice plants of after experimentation in vivo in the laboratory, but that probably the genotype of each cultivar varies in its efficiency of N absorption that consequently would influence the nitrate reductase activity. The activity of nitrate reductase is higher in the juvenile period of upland rice plants, decreasing with the maturity of these plants.pt_BR
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal de Lavraspt_BR
dc.rightsrestrictAccesspt_BR
dc.subjectArroz de terras altaspt_BR
dc.subjectAproveitamento de nitrogêniopt_BR
dc.subjectAdubação nitrogenadapt_BR
dc.subjectHighland ricept_BR
dc.subjectNitrogen utilizationpt_BR
dc.subjectNitrogen fertilizationpt_BR
dc.titleAdubação nitrogenada no desempenho agronômico e na atividade da redutase do nitrato em arroz: adubação nitrogenada no desempenho agronômico e na atividade da redutase do nitrato em arrozpt_BR
dc.title.alternativeNitrogen fertilization in agronomic performance and nitrate reductase activity in ricept_BR
dc.typetesept_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Agronomia/Fitotecniapt_BR
dc.publisher.initialsUFLApt_BR
dc.publisher.countrybrasilpt_BR
dc.contributor.advisor1Botelho, Flávia Barbosa Silva-
dc.contributor.referee1Gonçalves, Adenilson Henrique-
dc.contributor.referee2Carvalho, Milene Alves de Figueiredo-
dc.contributor.referee3Delú Filho, Nelson-
dc.contributor.referee4Silva, Maria Ligia de Souza-
dc.description.resumoTécnicas fitotécnicas que resultam em altas produtividades e produtos eficientes, são dependentes de grandes empresas nacionais e internacionais, além de algumas instituições públicas, as quais oferecem essas tecnologias aos produtores que rendem altos lucros monetários as mesmas. O arroz de terras altas é visto pelos produtores brasileiros como uma cultura para abertura de área para outras mais lucrativas, sendo seus investimentos nesta cultura, mínimos, refletindo assim, para as multinacionais, como uma cultura que retornará poucos lucros em investimentos para pesquisas específicas para o arroz. Assim, tem -se algumas deficiências em informações técnicas para o arroz de terras altas, sendo algumas dessas, possíveis influenciadoras no porquê a produtividade de arroz de várzea é 50% ou mais elevada que quando plantado em terras altas. Por se tratar de uma característica que envolve várias informações fitotecnias, o objetivo geral desse trabalho foi buscar resultados na parte nutricional da cultura de arroz de terras altas. Objetivou-se avaliar o efeito de tratamentos com doses e fontes de nitrogênio (N) distintas, em características vegetativas e reprodutivas do arroz de terras altas, bem como avaliar a eficiência da atividade da enzima redutase do nitrato em arroz de terras altas. Esses experimentos foram conduzidos no campo experimental da UFLA, sendo instalados em parcelas de 4 linhas de 3 m espaçadas de 0,35 m, nos anos de 2015/2016 e 2016/2017. Utilizou-se DBC com fatorial 4x4 e 3 repetições. No primeiro artigo avaliou-se a altura, acamamento, produtividade, gessamento, peso de 1000 grãos e rendimento, concluindo -se que doses e fontes de nitrogênio não influenciam os fatores produtivos da cultura de arroz de terras altas. Há grande influência do ambiente sobre as repostas das plantas à aplicação de nitrogênio, observando superioridade de resultados em anos agrícolas diferentes. No segundo artigo, avaliou-se, em diferentes dias após a aplicação do tratamento, a atividade da redutase do nitrato in vivo em laboratório, concluindo-se que diferentes doses e fontes de N não influenciam estatisticamente na atividade da redutase do nitrato em plantas de arroz de sequeiro, após testes in vivo em laboratório, mas que, provavelmente, o genótipo de cada cultivar varia em sua eficiência de absorção de N que, consequentemente influenciará a atividade da redutase do nitrato. A atividade da redutase do nitrato é mais elevada no período juvenil das plantas de arroz de terras altas, decaindo com a maturidade dessas plantas.pt_BR
dc.publisher.departmentDepartamento de Agriculturapt_BR
dc.subject.cnpqFitotecniapt_BR
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/2498595801794708pt_BR
Appears in Collections:Agronomia/Fitotecnia - Doutorado (Teses)



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.