Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DAG - Departamento de Agricultura >
DAG - Programa de Pós-graduação >
DAG - Agronomia/Fitotecnia - Doutorado (Teses) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3187

Título: Marcha de absorção de nutrientes e acúmulo de matéria seca em milho
Título Alternativo: Nutrients absorption and dry matter accumulation in corn plants
Autor(es): Borges, Iran Dias
Orientador: Von Pinho, Renzo Garcia
Membro da banca: Furtini Neto, Antonio Eduardo
Silva, Carlos Alberto
Coelho, Antônio Marcos
Área de concentração: Fitotecnia
Assunto: Milho
Nutrientes
Absorção
Matéria seca
Corn
Nutrients
Dry matter
Data de Defesa: 21-Dez-2006
Data de publicação: 25-Ago-2014
Referência: BORGES, I. D. Marcha de absorção de nutrientes e acúmulo de matéria seca em milho. 2006. 115 p. Tese (Doutorado em Agronomia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2006.
Resumo: Para um melhor entendimento dos fatores relacionados à nutrição mineral e adubação do milho, é necessário conhecer os padrões normais dos acúmulos de matéria seca (MS) e nutriente das cultivares em função da idade da planta. Este trabalho teve como objetivo avaliar os acúmulos de MS e nutrientes na parte aérea de plantas de milho, em função dos estádios fenológicos da cultura, utilizando híbridos de alto potencial produtivo, em condições de campo e de ambiente parcialmente controlado. Foram instalados dois experimentos no Departamento de agricultura da Universidade Federal de Lavras, no município de Lavras - MG, sendo um em cada ambiente. No campo usou-se o DBC com 4 repetições, em parcelas subdivididas, com os híbridos GNZ2004 e P30F33 dispostos nas parcelas e onze estádios fenológicos da cultura nas sub-parcelas. As parcelas foram constituídas de quatro linhas de cinco metros espaçadas de 0,80 metros. Nos vasos utilizou-se o DIC com 4 repetições, e tratamentos dispostos em esquema fatorial 11 x 2. As adubações foram realizadas considerando-se altas expectativas de produção de grãos e MS. As plantas coletas nas parcelas foram separadas em folhas, caule, palha, sabugo e grãos, lavadas, secas em estufa para determinação da MS, e moídas. Amostras de cada parcela foram enviadas ao laboratório de análise foliar do DCS - UFLA para determinação dos teores de nutrientes na MS. Com os resultados obtidos conclui-se que: As cultivares de milho utilizadas acumulam matéria seca e macronutrientes por um período maior de tempo e em maiores quantidades que cultivares contemporâneas, utilizadas em outros trabalhos. Cultivares de milho acumulam matéria seca, nitrogênio, fósforo, potásio, cálcio, magnésio, enxofre, zinco e cobre até próximo à maturidade fisiológica das plantas quando são obtidos os acúmulos máximos. A cultivar GNZ2004 acumula maiores quantidades de matéria seca, N, P, Mg e S nas partes aéreas das plantas de milho do que a cultivar P30F33. Os resultados para as acumulações de matéria seca e nutrientes obtidos em condições de campo e em condições de ambiente parcialmente controlado, de modo geral, foram semelhantes. Plantas de milho acumulam quantidades mínimas de boro, cobre, manganês e zinco nos estádios iniciais de desenvolvimento da cultura, sendo os valores máximos acumulados obtidos a partir de 100 dias após a emergência. Plantas de milho acumulam nutrientes em sua parte aérea na seguinte ordem decrescente de acúmulo: N > K > P > Ca > Mg > S > Zn > Mn > Cu > B. O zinco é o micronutriente acumulado em maior quantidade na parte aérea das plantas de milho, seguido pelo manganês. As folhas das plantas de milho acumulam matéria seca, N, P, K, Mg e S até um ponto de máximo situado entre final do florescimento e o terço inicial do período de enchimento de grãos, ocorrendo perdas desses nutrientes pelas folhas até a maturidade fisiológica. O nutriente acumulado em maior quantidade nos grãos e nos sabugos de milho é o N, seguido pelo K. Nas folhas, colmos e palhas o comportamento é o inverso, sendo o K o nutriente mais absorvido.
For a better understanding regarding to mineral nutrition and corn fertilization it is necessary to know plants matter accumulation (DM) and nutrient in function of the plant age, which was the objective of this work, using high grain yield hybrids and high potential of DM production hybrids. The experiment was established at the Agronomy Department, Federal University of Lavras, Lavras, MG, Brazil, in a split-plot randomized block experimental design, with P30F33 and GNZ2004 corn hybrids disposed in the plots and plants life cycle stages in the sub-plots. The experiment was fertilized based on a 12 t ha-1 or high grain yield crop and 24 t ha-1 or high DM production. Corn plants were harvested separated into leaves, stems, straws, corncob and grains, for nutrient content determinations. The following parameters were measured: grain yield, plant dry matter, crop prolificacy, and N, P, K, Ca, Mg, S, Zn, Mn, Cu, and B in DM corn cultivars accumulate maximum of DM, nitrogen, phosphorus, potassium, calcium, magnesium, sulfur, zinc, and copper close to the physiological maturity. The cultivar GNZ2004 accumulates larger amounts of DM, N, P, Mg, and S in the above ground parts of the plants than P30F33. Corn plants accumulate minimum amounts of boron, copper, manganese, and zinc in the initial stages of development, and the maximum values are from 100 days after emergency. Corn plants accumulate nutrients in its above ground parts as following: N > K > P > Ca > Mg > S > Zn > Mn > Cu > B. The absorption nutrients curves for GNZ2004 and P30F33 corn cultivars follow patterns similar to those observed in other works. The leaves of the corn plants accumulate DM, N, P, K, Mg, and S until a maximum point located between the end of flowering and the initial third of grain formation stage. Afterwards, nutrients are lost by leaves until physiological maturity. Larger amounts of N and K are accumulated by grains and corncob than other nutrients while they are accumulated in low amounts by corn leaves, straws, and stems, being K the most absorbed. The total amounts of nutrients, necessary to produce a ton of corn grains are: 22.3 to 27.7 kg of N; 5.3 to 5.8 kg of P; 21.3 to 23.2 kg of K; 3.6 to 3.9 kg of Ca; 2.4 to 3.5 kg of Mg; 1.3 to 1.9 kg of S; 0.0009 kg of B; 0.019 to 0,020 kg of Cu; 0.042 to 0.046 kg of Mn; 0.100 to 0.194 kg of Zn.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3187
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DAG - Agronomia/Fitotecnia - Doutorado (Teses)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
TESE_Marcha de absorção de nutrientes e acúmulo de matéria seca em milho.pdf548,01 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback