Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/31944
metadata.artigo.dc.title: A influência do tamanho do imóvel rural sobre as áreas de preservação permanente de corpos d’água
metadata.artigo.dc.title.alternative: The influence of rural property size on permanent preservation areas along water bodies
metadata.artigo.dc.creator: Borges, Luís Antônio Coimbra
Moras Filho, Luiz Otávio
Marques, Ricardo Tayarol
Silva, Camila Carla da
Silva, Luís Gustavo de Paula
metadata.artigo.dc.subject: Regularização ambiental
Cadastro ambiental rural
Código florestal
Environmental regulation
Rural environmental registry
Forest code
metadata.artigo.dc.publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.artigo.dc.date.issued: Dec-2017
metadata.artigo.dc.identifier.citation: BORGES, L. A. C. et al. A influência do tamanho do imóvel rural sobre as áreas de preservação permanente de corpos d’água. Caminhos de Geografia, Uberlândia, v. 18, n. 64, p. 444-453, dez. 2017.
metadata.artigo.dc.description.resumo: O trabalho tem por objetivo analisar os efeitos das flexibilizações do Código Florestal de 2012 quanto à “regra da escadinha” (artigo 61-A) na Unidade de Planejamento e Gestão de Recursos Hídricos dos rios Pandeiros e Calindó. Para tal, foram extraídos dados georreferenciados do módulo de consulta pública do Cadastro Ambiental Rural na unidade de estudo, sendo classificados de acordo como o tamanho em módulos fiscais. Dos 18.067 imóveis rurais declarados na área de estudo, 95% são pequenas propriedades que, beneficiadas pela “regra da escadinha”, promoveram uma perda de cobertura vegetal de 11.159 ha em Áreas de Preservação Permanente. Essa flexibilização afetará diretamente no controle de enchentes e de processos erosivos em bacias hidrográficas, afetando a disponibilidade de água em quantidade e qualidade adequada aos usos pretendidos, representando um retrocesso ambiental.
metadata.artigo.dc.description.abstract: The objective of this study was to analyze the effects of Brazilian Forest Code related to "regra da escadinha" (article 61-A) in the Water Resources Planning and Management Unit of Pandeiros and Calindó rivers. For this purpose, georeferenced data of the study unit were extracted from the public consultation module of Rural Environmental Registry, being classified according to size in fiscal modules. Of 27,758 rural properties declared in the study area, 93% are small properties that, benefited by "regra da escadinha", lost 3,027.84 ha of plant cover in Permanent Preservation Areas. This flexibility will affect directly the control of floods and erosive processes in watersheds, affecting water viability in quantity and quality appropriate to the intended uses, representing step backwards in environmental legislation.
metadata.artigo.dc.identifier.uri: http://www.seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/40953
http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/31944
metadata.artigo.dc.language: pt_BR
Appears in Collections:DCF - Artigos publicados em periódicos

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.