Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DBI - Departamento de Biologia >
DBI - Programa de Pós-graduação >
DBI - Ecologia Aplicada - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3197

Título: Influência de Variáveis Ambientais e Espaciais na Estrutura da Comunidade Arbórea em Área Sob Tensão Ecológica entre Floresta Estacional Decidual e Semidecidual no Sudoeste de Minas Gerais, Brasil
Título Alternativo: Influence of enviromental and spacial variables in the structure of a tree community in area under tension between Seasonal Deciduous Forest and Semideciduous forest in the southwest of Minas Gerais, Brazil
Autor(es): Almeida, Hisaías de Souza
Orientador: Berg, Eduardo van den
Membro da banca: Schiavini, Ivan
Carvalho, Douglas Antonio de
Área de concentração: Ecologia e Conservação de Recursos em Paisagens Fragmentadas e Agrossistemas
Data de Defesa: 28-Fev-2008
Data de publicação: 25-Ago-2014
Referência: ALMEIDA, H. de S. Influência de variáveis ambientais e espaciais na estrutura da comunidade arbórea em área sob tensão ecológica entre floresta estacional decidual e semidecidual no sudoeste de Minas Gerais, Brasil. 2008. 46 p. Dissertação (Mestrado em Ecologia Aplicada)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2008.
Resumo: Este trabalho teve por objetivo verificar a influência de variáveis ambientais e espaciais na estrutura do componente arbóreo, em um gradiente de transição floresta decidual/semidecidual, em Arcos, MG. Foram alocadas 30 parcelas de 10 × 40m, distribuídas em três transectos dispostos de forma perpendicular ao eixo do gradiente. Em cada parcela foram identificados e mensurados todos os indivíduos com DAP≥3,2cm, e coletadas variáveis ambientais químicas, texturais e físicas, além de variáveis espaciais. A relação variáveis ambientais e a distribuição das espécies foi testada por meio da análise de correspondência canônica tendo como covariável a posição geográfica das parcelas. Foi realizada a análise de espécies indicadoras para os grupos de parcelas. As parcelas dividiram-se em dois grupos distintos, fisionomia decidual e semidecidual, que não diferiram quanto à estrutura, mas diferiram na composição de espécies e nas correlações com as variáveis de solos. A soma de bases e a cobertura de pedras influenciaram positivamente a fisionomia decidual enquanto a profundidade do solo, Fe e S foram positivamente correlacionados com a fisionomia semidecidual. A fisionomia decidual mostrou ser mais heterogênea, com maior número de espécies alóctones e menor número de espécies indicadoras. A primeira classe de diâmetro é constituída principalmente por indivíduos da fisionomia decidual enquanto as duas classes subseqüentes têm maior número de indivíduos da fisionomia semidecidual. Assim, fatores ligados à condição nutricional e a profundidade do solo aparentemente são os principais responsáveis pelas diferenças entre as fisionomias.
This paper had the objective of verifying the influence of environmental and spatial variables in the structure of the tree component, in a gradient of transition deciduous/semideciduous forest in Arcos, M.G. 30 plots of 10 × 40m were established, distributed in three transects, positioned at a perpendicular angle to the gradient axis. In each plot, all individuals with DBH ≥ 3.2cm were identified and measured and environmental, chemical, textural, physical, as well as spatial variables were collected. The relationship between environmental variables and species distribution was tested by means of the canonical correspondence analysis, presenting the geographic position of the plots as covariable. The analysis of indicator species for the plot groups was also carried out. The plots separated themselves in two distinct groups, deciduous and semideciduous physiognomy, that didn´t differ as far as structure, but differed in terms of species composition and in correlations with soil variables. The sum of bases and the rock coverage positively influenced the deciduous physiognomy, where is the depth of the soil, Fe and S were positively correlated with the semideciduous physiognomy. The deciduous physiognomy showed itself to be more heterogeneous, with greater number of allochthonous species and smaller number of indicator species. The first class of diameter is constituted mainly by deciduous physiognomy individuals while the two subsequent classes had a greater number of individuals of semideciduous physiognomy. In this way, factors linked to the nutritional condition and to the soil depth apparently are the main factors responsible for the differences between the physiognomies.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3197
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DBI - Ecologia Aplicada - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTACAO_Influência de Variáveis Ambientais e Espaciais na Estrutura da Comunidade Arbórea em Área Sob Tensão Ecológica entre Floresta Estacional Decidual e Semidecidual.pdf359,35 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback