Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DBI - Departamento de Biologia >
DBI - Programa de Pós-graduação >
DBI - Ecologia Aplicada - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3198

Título: Barramentos naturais no Vale do Rio Peruaçu: conseqüências ecológicas e ambientais de eventos pretéritos e futuros
Título Alternativo: Natural barring in the Peruaçu River Valley: ecological and environmental consequences of past and future events
Autor(es): Oliveira, Isabel Pires Mascarenhas Ribeiro de
Orientador: Borém, Rosângela Alves Tristão
Coorientador(es): Ferreira, Rodrigo Lopes
Membro da banca: Auler, Augusto Sarreiro
Área de concentração: Ecologia e Conservação de Paisagens Fragmentadas e Agrossistemas
Data de Defesa: 28-Ago-2008
Data de publicação: 25-Ago-2014
Referência: OLIVEIRA, I. P. M. R. de. Barramentos naturais no Vale do Rio Peruaçu: consequências ecológicas e ambientais de eventos pretéritos e futuros. 2008. 146 p. Dissertação (Mestrado em Ecologia Aplicada)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2008.
Resumo: Fossil assemblage found in caves record important environmental information concerning the recent past of the surrounding area. In the karstic canyon of the Peruaçu River, Cavernas do Peruaçu National Park, Minas Gerais - Brazil, organic deposits suggests the occurrence of major floods resulting from natural barring in the river bed. This dissertation sought to investigate fossil assemblage present mainly in Carlúcio Cave, and outline the material importation and deposition events. The objective is to understand the ecological and environmental consequences of Peruaçu River natural barring based on analysis of past events and predicting the effect of future occurrences. For this, all the fossil assemblage found in Carlúcio Cave were inventoried and mapped. Representative occurrences were topographed in relation to the level of Peruaçu River, measured in July 2007. Three fossil remains were dated using carbon-14 and the calcite covers of two of these samples were dated by uranium series. Using geoprocessing programs, the maximum level of deposition found was represented in the current landform taking as the axis of the barring, the Brejal Cave, the Arco do André Cave and the Janelão Cave interpreted as environments more favorable to collapse. Land use, phytogeography and infrastructure georeferenced bases permitted the interpretation of the reach of future events in both natural and human interference areas. A total of 1,479 occurrences of subfossils in Carlúcio Cave were found, the vast majority being related to land mollusk shells of the Megalobulimidae and Bulimulidae families. The occurrences of 20 bones, 57 vegetable deposition sites, 4 charcoals, one coconut fruit and one ear of corn were catalogued. The ages found were from 1,630 +/- 50 years BP for a sample of wood, to 3,050 +/- 50 years BP for a Megalobulimus shell and 1,758,5 +/- 430.5 years BP for its calcite cover, and 9,380 +/- 40 years BP for another Megalobulimus shell and 8,108.5 +/- 49.0 years BP for its calcite cover. Those ages suggest at least two organic material importation events for Carlúcio Cave. The minimum flood reach of 19.6 meters above the drainage found for the maximum fossil occurrence in Carlúcio Cave was extrapolated to the landform located upstream from the Brejal Cave, the Arco do André Cave and the Janelão Cave. In case of these future natural barrings the loss of areas would affect essentially primary vegetation from the training plant Riparian Forest, Deciduous Mesophyle Forest, Close Savanna Woodland and Open Wooded Savanna. Infrastructure directed to public use, research, control and management of the conservation area, such as roads, trails and support centers, would also be affected. The results provide subsidies for prediction of natural barring impacts in the Peruaçu River, an area whose the natural tendency for collapse has been recently aggravated by land tremors.
Assembléias fósseis encontradas em cavernas arquivam importantes informações ambientais quanto o passado recente da área às quais se associam. No cânion cárstico do vale do Rio Peruaçu, Parque Nacional Cavernas do Peruaçu, Minas Gerais, depósitos orgânicos sugerem a ocorrência de grandes enchentes decorrentes de barramentos naturais no leito do rio. Esta dissertação procurou investigar a assembléia fóssil presente, principalmente, na Lapa do Carlúcio e delinear os eventos de importação e deposição do material. Pretendeu-se compreender as conseqüências ecológicas e ambientais de barramentos naturais no vale do Rio Peruaçu com base na análise de eventos pretéritos, prevendo o efeito de ocorrências futuras. Para tal, toda a assembléia fóssil encontrada na Lapa do Carlúcio foi inventariada e mapeada. Ocorrências representativas foram topografadas em relação ao nível do Rio Peruaçu, medido em julho de 2007 e três amostras foram datadas, utilizando as técnicas carbono 14 nos restos e séries de urânio, em capas calcíticas que recobriam duas destas peças. Com programas de geoprocessamento, o nível máximo de deposição encontrado foi representado no relevo atual tendo como eixo de barramento as Lapas do Brejal, Arco do André e do Janelão interpretadas como ambientes mais favoráveis ao colapso. Bases de uso do solo, fitogeografia e infra-estrutura balizaram a interpretação do alcance de eventos futuros em áreas naturais e antropizadas do Parque. Encontrou-se um total de 1.479 ocorrências de subfósseis na Lapa do Carlúcio sendo a grande maioria relativas a conchas de moluscos terrestres das famílias Megalobulimidae e Bulimulidae. Foi catalogada a ocorrência de 20 ossos, 57 sítios de deposição de vegetais, 4 carvões, um coquinho e um sabugo de milho. As idades encontradas foram de 1.630 +/- 50 anos BP para uma amostra de tronco, de 3.050 +/- 50 anos BP para uma concha de Megalobulimus e de 1.758,47 +/- 430,5 anos BP para a calcita que a revestia e de 9.380 +/- 40 anos BP para outra concha de Megalobulimus e de 8.108,48 +/- 49,0 anos BP para sua cobertura calcítica. Essas idades sugerem a ocorrência de pelo menos dois eventos de importação de material para a Lapa do Carlúcio. O alcance mínimo de inundações de 19,6 metros acima da drenagem, encontrado para a ocorrência máxima de fósseis na Lapa do Carlúcio, foi extrapolado para o relevo das áreas à montante das lapas do Brejal, Arco do André e do Janelão. No caso desses futuros barramentos, a perda de áreas atingiria, essencialmente, a vegetação primária das formações Comunidade Aluvial Arbórea, Floresta Estacional Decidual e Savana Arborizada Fechada. Infra-estruturas direcionadas ao uso público, pesquisa, controle e gestão da unidade de conservação como estradas, trilhas e centro de apoio seriam igualmente afetados. Os resultados permitiram gerar subsídios à previsão de impactos de barramentos ao longo do Rio Peruaçu, área cuja propensão natural a abatimentos tem sido ultimamente agravada pela ocorrência de tremores de terra.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3198
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DBI - Ecologia Aplicada - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO_Barramentos naturais no Vale do Rio Peruaçu conseqüências ecológicas e ambientais de eventos pretéritos e futuros.pdf10,05 MBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback