Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DBI - Departamento de Biologia >
DBI - Programa de Pós-graduação >
DBI - Ecologia Aplicada - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3200

Título: Assembleia de morcegos (Mammalia, Chiroptera) e estrutura da paisagem : composição, distribuição e uso de habitat em uma região de elevada altitude no sul de Minas Gerais
Título Alternativo: Bat assemblage (mammalia, chiroptera) and landscape structure: composition, distribution and habitat use in a high elevation area in the south of Minas Gerais
Autor(es): Moras, Ligiane Martins
Orientador: Gregorin, Renato
Coorientador(es): Bernard, Enrico
Membro da banca: Faria, Deborah Maria de
Santos, Rubens Manoel dos
Área de concentração: Ecologia e Conservação de Recursos Naturais em Ecossistemas Fragmentados e Agrossistemas
Assunto: Quirópteros
Ecótone
Similaridade
Guildas tróficas
Bbats
Ecotone
Similarity
Trophic guilds
Data de Defesa: 24-Fev-2011
Data de publicação: 25-Ago-2014
Referência: MORAS, L. M. Assembleia de morcegos (Mammalia, Chiroptera) e estrutura da paisagem: composição, distribuição e uso de habitat em uma região de elevada altitude no sul de Minas Gerais. 2011. 44 p. Dissertação (Mestrado em Ecologia Aplicada)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2011.
Resumo: A elevada riqueza de espécies observada nos morcegos é um reflexo da diversidade morfológica e ecológica do grupo, incluindo diferentes tipos de dieta, abrigos utilizados, e modos de forrageio, o que os possibilita ocupar diversos tipos de habitat. Os ambientes brasileiros contém uma altíssima riqueza de espécies de morcegos, entretanto, entre os ambientes menos explorados quanto à quiropterofauna estão aqueles em áreas de elevada altitude no sudeste brasileiro. O objetivo deste estudo foi avaliar a similaridade entre as assembleias de morcegos associadas a diferentes habitats na Chapada do Abanador, Minduri, MG, uma área com altitude variando de 1200 a 1.580 metros. Foram conduzidas 45 noites de coleta igualmente distribuídas entre os habitats (mata de encosta, mata nebular e campo de altitude). Em cada noite de coleta foram utilizados 300 m² de redes que permaneceram abertas do crepúsculo à aurora, totalizando em um esforço amostral de 153.000 m².h. A assembleia de morcegos foi descrita quanto à composição de espécies, abundância, similaridade entre habitats e estrutura trófica. A caracterização da vegetação foi analisada mediante a conformação vertical e horizontal, e para os habitats florestados também foi avaliada a similaridade quanto à composição e abundância de espécies vegetais. Foi capturado um total de 137 indivíduos representando 12 espécies das famílias Phyllostomidae e Vespertilionidae, com ampla dominância da primeira (87% das capturas e 83% das espécies registradas). A curva de acumulação de espécies atingiu valores próximos à assíntota para o campo de altitude e mata nebular, mas não para mata de encosta, sugerindo que mais espécies serão adicionadas com o aumento do esforço amostral neste habitat. Estimadores de riqueza de espécies indicam entre 13 e 14 espécies de morcegos para a Chapada do Abanador, sugerindo que o inventário registrou aproximadamente de 86 a 92% da fauna de morcegos. A análise de escalonamento multidimensional não-métrico (NMDS) não indicou separação clara entre os habitats amostrados, mas mostrou uma tendência em diferenciar o campo de altitude dos outros dois ambientes. Foi observada uma elevada abundância de Desmodus rotundus (21 indivíduos) e Histiotus velatus (15 indivíduos) no campo de altitude, sendo a última exclusiva a este hábitat. Além disso, todos os cinco indivíduos de Chrotopterus auritus foram capturados na mata de encosta. Foi observada maior abundância de frugívoros nos habitats florestados e elevada abundância de hematófagos, seguidos pelos insetívoros e nectarívoros no campo de altitude. Os habitats diferiram quanto à conformação vertical e horizontal das espécies vegetais (altura e DAP médios) e os habitats florestados apresentaram diferenças quanto à composição de espécies.
High species richness observed among bats results from an impressive morphological and ecological diversity in the group, including different types of diet, roosting ecology, and foraging modes, allowing bats to occupy a wide variety of habitats. Brazilian habitats contain high bat species richness, However, studies on bat fauna in areas of high elevations in southeastern Brazil are scarce. The goal of this study was to evaluate the similarity among bat assemblages associated with different habitats in the Chapada do Abanador, Minduri, MG, an area with altitudes ranging from 1,200 to 1,580 meters. Samplings were performed along 45 nights, equally distributed among the habitats (semidecidual montane forest, cloud forest and high altitude grasslands - "campos de altitude"). Each night, 300 m² of mist-nets were used, with nets remaining opened from sunset to sunrise, in a total sampling effort of 153,000 m².h. Bats assemblage was described based on the composition, abundance, and similarity between habitats, and trophic guilds. Vegetation was characterized based on its vertical and horizontal structure, and forested habitats (montane forest and cloud forest) were also evaluated based on its similarity in the plant species´composition and abundance. A total of 137 individuals were captured, belonging to 12 species of the families Phyllostomidae and Vespertilionidae, with a large dominance of the first (87% of the captures and 83% of recorded species). Species-accumulation curve reached values close to the asymptote for the "campo de altitude" and cloud forest habitats, but not for the montane forest, suggesting that more species may be added by extending the sampling effort in that habitat. Species-richness estimators indicated a potential of 13-14 bat species to Chapada do Abanador, suggesting that the inventory recorded approximately 86-92% of the bat fauna there. A non-metric multidimensional scaling (NMDS) analysis indicated no strong separation between the sampling habitats, but there was a tendency for the "campo de altitude" to differ from montane forest and cloud forest. High abundances of Desmodus rotundus (21 individuals) and Histiotus velatus (15 individuals) in the "campo de altitude" were observed, with the latter being exclusively recorded in that habitat. In addition, all five Chrotopterus auritus were captured in the montane forest. A higher abundance of frugivores was observed in forested habitats, while saguinivores, insectivores and nectarivores were more abundant in the "campo de altitude". Habitats differed based on their vertical and horizontal vegetation structure, and forested habitats differed in its species composition.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3200
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DBI - Ecologia Aplicada - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO_Assembleia de morcegos (Mammalia, Chiroptera) e estrutura da paisagem composição, distribuição e uso de habitat em uma região de elevada altitude no sul de Minas Gerais.pdf696,62 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback