Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DAE - Departamento de Administração e Economia >
DAE - Programa de Pós-graduação >
DAE - Administração - Mestrado (Dissertações) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3227

Title: Isomorfismo verde e cultura organizacional: uma análise interpretativa do processo de certificação ISO 14001
Other Titles: Green isomorphism and organizational culture: an interpretative analysis of the ISO 14001 certification process
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Brito, Mozar José de
???metadata.dc.contributor.referee1???: Oliveira, Marcelo Silva de
Siqueira, Euler David de
???metadata.dc.description.concentration???: Organizações, Mudanças e Gestão Estratégica
Keywords: Isomorfismo verde
Cultural organizacional
Análise interpretativa
Certificação ISO 14001
Mudança organizacional
Gestão ambiental
Green isomorphism
Organizational culture
Interpretative analysis
ISO 14001 certification
Organizational change
Environmental management
???metadata.dc.date.submitted???: 19-Feb-2003
Issue Date: 25-Aug-2014
Citation: Ba, Serigne Ababacar Cisse. Isomorfismo verde e cultura organizacional: uma análise interpretativa do processo de certificação ISO 14001. 2003. 152 p. Dissertação (Mestrado em Administração)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2003.
???metadata.dc.description.resumo???: Este trabalho teve por objetivo estudar o processo de certificação ISO 14001 em uma empresa do setor metalúrgico que obteve a certificação ambiental há quatro anos, particularizando o universo simbólico socialmente construído pelos diferentes atores (gestores e operários) em torno da institucionalização das de tais normas. Para tanto, empregou-se uma proposta teórico-metodológica cunhada nos pressupostos da abordagem interpretativa. A realização deste estudo de caso apoiou-se, portanto, nos postulados das teorias institucional e da cultura organizacional. Na apreensão da realidade organizacional estudada, empregou-se a triangulação da várias técnicas de coleta de dados: análise documental, entrevistas semi-estruturadas em profundidade com base em roteiro e observação in loco. Na interpretação dos resultados da pesquisa, empregou-se a análise de conteúdos, que permitiu a reconstrução da história da organização objeto de análise, bem como os significados atribuídos pelos atores organizacionais ao processo de mudança decorrente da institucionalização desse conjunto de normas. A história da TECNICO se confunde com a da industrialização do país, que se pautou na ideologia do modelo de substituição das importações defendido pelo Estado e de fundadores de empresas, tidos como heróis mitificados que imprimem uma cultura corporativa que procurou, ao longo dos anos, promover a inserção adequada da TECNICO em seu ambiente técnico-institucional. A cultura corporativa socialmente construída por essa empresa ao longo da sua história assentou-se numa ideologia gerencial marcada pela busca por inovações, aperfeiçoamentos dos processos de produção, orientação para os mercados nacional e internacional, e preservação do meio ambiente. A preocupação com o meio ambiente, associada a pressões dos ambientes técnico e institucional, se materializou - se com a certificação da TECNICO pela ISO 14001, em 1998. A institucionalização dessas normas provocou diversas alterações no universo simbólico, revelando contradições e ambigüidades decorrentes da atribuição de diferentes significados por parte dos atores organizacionais a esse "isomorfismo verde". Este processo de interpretação marcado pela diversidade deu margem à emergência de expressões culturais que revelam os movimentos de adesões e resistências (oposições declaradas e tácitas), tais como inércia, sabotagem, aceitação mascarada, contraargumentações, revoltas e negação do discurso dominante. O estudo permite concluir que a mudança decorrente do processo de certificação ISO 14001 deve ser vista como complexa e multifacetada, cuja interpretação assume diversos contornos, incluindo aí imaginários específicos para cada categoria de trabalhadores na hierarquia organizacional.
It was aimed by this research to study the ISO 14001 certification process in an metallurgic sector firm certified four years ago, particularizing the symbolic universe socially constructed by the deferent actors (managers and machine operators) on these norms institutionalization. For this purpose, it was used a theoretico-methodological based on the interpretative approach presuppose. This case study was also realized on the basis of the institutional and organizational culture theories. It was used in the apprehension of the studied organizational reality the triangulation of various methods of data collection: document analysis, deep semi-opened interviews and in loco observation. In the results interpretation, it was used the content analysis that allows us to reconstruct the organization study as well as the meanings given by the organizational actors to the ISO 14001 certification process and their adhesion and resistance movements brought about the norms institutionalization. The history of TECNICO is confused to the country industrialization marked by the imports substitution model defended by the State and firm creators considered as mystified heroes who print an corporate culture that always seeks to promote adequately TECNICO in its technico-institutional environment. The corporate culture socially constructed inside this firm, by the time, was based on an managerial ideology marked by the innovation, production processes improving, local and international markets orientation and environment preservation. This environment concern has ended to the ISO 14001 certification of TECNICO in 1998. Its norms institutionalization has brought about various changes in the symbolic universe, revealing so, contradictions and ambiguities ensued of the attribution of different meanings by the organizational members to this "green isomorphism" This interpretation process stood out by the diversity allowed the cultural expressions that showed the adhesion and resistance movements (declared and tacit oppositions) like inertia, acts of sabotage, disguised acceptation, counter-argumentations, declared revolts, negation of the dominant discourse. This study allows to conclude that the change brought by the ISO 14001 certification process must be seen as something complex and multiform, which interpretation assumes various outlines, including so, specific imaginaries for each category of the organizational hierarchy.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3227
Publisher: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
???metadata.dc.language???: pt_BR
Appears in Collections:DAE - Administração - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
DISSERTAÇÃO_Isomorfismo verde e cultura organizacional.pdf697.72 kBAdobe PDFView/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback