Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/32272
metadata.teses.dc.title: Arginina e valina na nutrição de matrizes suínas hiperprolíficas
metadata.teses.dc.title.alternative: Arginine and valine in the nutrition of hyperprolific sows
metadata.teses.dc.creator: Silva, Marilane das Dores
metadata.teses.dc.creator.Lattes: http://lattes.cnpq.br/9606694899059969
metadata.teses.dc.contributor.advisor1: Abreu, Márvio Lobão Teixeira de
metadata.teses.dc.contributor.referee1: Teixeira, Alexandre de Oliveira
metadata.teses.dc.contributor.referee2: Zangerônimo, Márcio Gilberto
metadata.teses.dc.contributor.referee3: Sousa, Raimundo Vicente de
metadata.teses.dc.contributor.referee4: Ferreira, Rony Antônio
metadata.teses.dc.subject: Aminoácidos funcionais
Expressão gênica
Histologia
Imunohistoquimica
Leitões
Nutrição materno-fetal
metadata.teses.dc.date.issued: 21-Dec-2018
metadata.teses.dc.description.sponsorship: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG)
metadata.teses.dc.identifier.citation: SILVA, M. das D. Arginina e valina na nutrição de matrizes suínas hiperprolíficas. 2018. 76 p. Tese (Doutorado em Zootecnia)–Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2018.
metadata.teses.dc.description.resumo: Os avanços genéticos na suinocultura trouxeram ao mercado matrizes suínas altamente produtivas com grande número de leitões nascidos por leitegada, no entanto, alguns pontos inerentes a esses avanços têm sido preocupantes, devido ao seu impacto econômico na produção suinícola, pois estão diretamente relacionadas com o peso ao nascer, como a desuniformidade das leitegadas com alta variabilidade de peso. Como estratégia para solucionar esses pontos objetivou-se nesse estudo avaliar se a suplementação com Arginina (L-Arg) e Valina (L-Val) na dieta de fêmeas suínas no terço final da gestação e durante a lactação possui efeitos sobre o desenvolvimento da glândula mamária e desempenho das matrizes suínas e suas respectivas leitegadas. Foram conduzidos dois experimentos. No 1º experimento foram analisadas as expressões gênicas de transportadores de aminoácidos (AA) SLC7a7 e SLC7A9; transportadores de ácidos graxos SLC27a1, SLC27a2 e SLC27a4 e proteínas do leite β-caseína (CSN2) e LALBA (α-lactalbumina). As matrizes foram alimentadas com 1) dieta sem suplementação de AA (CON); 2)CON+L-Arg; 3)CON+ L-Val; 4)CON+LArg+ L-Val. A densidade, área e diâmetro alveolar não foram influenciados pela suplementação com L-Arg e L-Val, no entanto, a combinação de L-Arg+ L-Val aumentou a proliferação celular na glândula mamaria de porcas durante a lactação. A suplementação com os AA não influenciou na expressão dos genes BCATm, SLC27a2, CSN2 e LALBA. A expressão gênica da BCATc foi maior no tratamento com L -Arg quando comparado as matrizes do tratamento com L-Val e L-Arg+L-Val. O gene SLC7a7 foi menos expresso no tratamento com L-Val quando comparado ao tratamento CON e L-Arg. O gene SLC7a9, teve foi menos expresso no tratamento com L-Ag+LVal do que nos tratamentos CON e com L-Arg. A expressão do gene SLC27a1 foi semelhante entre os tratamentos, exceto no tratamento com L-Val. A expressão do gene SLC27a4 foi semelhante ao controle nos tratamentos com L-Arg e L-Val, e menor no tratamento LArg+L-Val. No 2º experimento foram adotados os mesmos tratamentos, no entanto o período de suplementação foi distinto, sendo as matrizes suplementadas a partir dos 85 dias de gestação e durante toda a lactação (21 dias). Foram avaliados os parâmetros de desempenho da leitegada, condição corporal das matrizes, consumo médio de ração e parâmetros sanguineos. A suplementação com L-Arg e L-Val não teve efeito sobre os parâmetros reprodutivos, produtivos e sanguíneos das fêmeas suínas no terço final de gestação e lactação, exceto para o número total de leitões nascidos, cujos tratamentos CON e L-Val diferiram, mas estes foram semelhantes entre os demais tratamentos. Conclui-se que a suplementação com 1% L-Arg, e 120% de L-Val:Lis em rações contendo milho, farelo de soja a partir do 85º dia de gestação e durante a lactação não promoveu melhora na condição corporal das fêmeas suínas hiperprolíficas e no desempenho das respectivas leitegadas, assim como sobre a expressão de genes relacionados a síntese de proteínas e gorduras no leite, no entanto aumentou à proliferação celular na glândula mamária de matrizes suínas durante a lactação.
metadata.teses.dc.description.abstract: Genetic advances in swine farming have brought to the market highly productive sows with large numbers of piglets born to litter, however, some points inherent to these advances have been worrisome due to their economic impact on pig production, since they are directly related to weight at birth, as the disuniformity of litters with high weight variability. As a strategy to solve these points, the objective of this study was to evaluate whether supplementation with Arginine ( L-Arg) and Valine (L-Val) in the diet of sows in the final third of gestation and during lactation has effects on the development of the gland mammary and performance of swine matrices and their respective litters. Two experiments were conducted. In the first experiment the gene expression of amino acid transporters (AA) SLC7a7 and SLC7A9; SLC27a1, SLC27a2 and SLC27a4 fatty acids, and β-casein (CSN2) and LALBA (α-lactalbumin) milk proteins. The matrices were fed with 1) diet without supplementation of AA (CON); 2) CON + L-Arg; 3) CON + L-Val; 4) CON + L-Arg + L-Val. The density, area and alveolar diameter were not influenced by suppleme ntation with L-Arg and L-Val, however, the combination of L-Arg + L-Val increased the cell proliferation in the mammary gland of sows during lactation. Supplementation with AA did not influence expression of BCATm, SLC27a2, CSN2 and LALBA genes. Gene expression of BCATc was higher in L-Arg treatment when compared to L-Val and L-Arg + L-Val treatment matrices. The SLC7a7 gene was less expressed in the treatment with L -Val when compared to the treatment CON and L-Arg. The SLC7a9 gene was less expressed in the L-Ag + L-Val treatment than in the CON and L-Arg treatments. Expression of the SLC27a1 gene was similar between treatments, except for treatment with L-Val. SLC27a4 gene expression was similar to control in L-Arg and L-Val treatments, and lower in LArg + L-Val treatment. In the second experiment, the same treatments were adopted, however the supplementation period was different, and the matrices were supplemented from the 85 days of gestation and throughout the lactation (21 days). The performance parameters of the litter, body condition of the sows, average feed intake and blood parameters were evaluated. Supplementation with L-Arg and L-Val had no effect on the reproductive, productive and blood parameters of the sows in the final third of gestation and lactation, except for the total number of piglets born, whose treatments CON and L-Val differed, but these were similar among the other treatments. It was concluded that supplementation with 1% L-Arg and 120% of L-Val: Lys in rations containing corn, soybea n meal from the 85th day of gestation and during lactation did not promote improvement in the body condition of the sows as well as on the expression of genes related to the synthesis of proteins and fats in the milk, but increased to the cellular proliferation in the mammary gland of sows during lactation.
metadata.teses.dc.description: Arquivo retido, a pedido do autor(a), até dezembro de 2019.
metadata.teses.dc.identifier.uri: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/32272
metadata.teses.dc.publisher: Universidade Federal de Lavras
metadata.teses.dc.language: por
Appears in Collections:DZO - Zootecnia - Doutorado (Teses)

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.