Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/32486
metadata.teses.dc.title: Brazilian savanna strictly protected areas: linking physical habitat and social science to protect stream fish fauna
metadata.teses.dc.title.alternative: Áreas protegidas da savana brasileira: conectando habitat físico e ciência social para a proteção da fauna de peixes de córregos
metadata.teses.dc.creator: Casarim, Ruanny
metadata.teses.dc.creator.Lattes: http://lattes.cnpq.br/8112308902368205
metadata.teses.dc.contributor.advisor1: Pompeu, Paulo dos Santos
metadata.teses.dc.contributor.advisor-co1: Parry, Luke
metadata.teses.dc.contributor.referee1: Torres, Patricia Carignano
metadata.teses.dc.contributor.referee2: Leal, Cecília Gontijo
metadata.teses.dc.contributor.referee3: Fontes, Marco Aurelio Leite
metadata.teses.dc.contributor.referee4: Castro, Diego Marcel Parreira de
metadata.teses.dc.subject: Unidades de conservação
Habitat físico
Psicologia da conservação
Ictiofauna de córregos
Gestão de água doce
Conservation units
Physical habitat
Conservation psychology
Stream ichthyofauna
Management of freshwater
metadata.teses.dc.date.issued: 21-Jan-2019
metadata.teses.dc.description.sponsorship: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
metadata.teses.dc.identifier.citation: CASARIM, R. Brazilian savanna strictly protected areas: linking physical habitat and social science to protect stream fish fauna. 2019. 98 p. Tese (Doutorado em Ecologia Aplicada)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2018.
metadata.teses.dc.description.resumo: As áreas protegidas tais como os Parques Nacionais são componentes essenciais dos programas de conservação da biodiversidade. Entretanto, a criação de áreas protegidas restringe-se, muitas vezes, a proteção da fauna e flora terrestres. Os ecossistemas aquáticos comumente são protegidos apenas incidentalmente, como consequência de sua inclusão dentro de reservas terrestres. Dados insuficientes e carência de estudos das espécies de peixes e do ecossistema aquático criam dificuldades ao delineamento de estratégias efetivas de conservação da ictiofauna. Assim, inventariar a ictiofauna, quantificar a diversidade de espécies e conhecer a intenção de conservação do homem em relação ao meio ambiente são efetivas ferramentas no planejamento da proteção local, especialmente em áreas de hotspot da biodiversidade como o Cerrado. Nesse contexto, o principal objetivo da presente tese foi compreender o papel dos Parques Nacionais na proteção da fauna de peixes da bacia do rio São Francisco e desenvolver estratégias de conservação e manejo de riachos baseadas em dados físicos e sociais. Dessa maneira, nós amostramos o habitat físico e a ictiofauna de 60 riachos dentro e fora dos Parques Nacionais inseridos na bacia do rio São Francisco no estado brasileiro de Minas Gerais. Nós amostramos 255 métricas de habitat físico para cada riacho e um total de 17.053 peixes de 64 espécies foi registrado. Questionários foram aplicados aos domicílios em torno de cada área protegida onde caracterizamos os aspectos socioeconômicas e demográficas e as medidas de exposição a iniciativas de conservação dos participantes associados ao Parque Nacional local. Os resultados indicaram que a criação ou a ampliação dos Parques Nacionais são excelentes estratégias para proteger a biodiversidade de peixes (Manuscrito 1). Entretanto, ao considerar a ampliação das áreas protegidas uma ferramenta que pode substituir os impactos sociais na população do entorno é investir em educação, onde o conhecimento é traduzido em atitudes favoráveis aos Parques Nacionais e ao ambiente, especialmente o aquático (Manuscrito 2). Assim, com a coexistência entre preservação ambiental e o homem é crucial entender quais características físicas do habitat estruturam a comunidade de peixes e que são influenciadas pelo conhecimento e atitude do homem (Manuscrito 3) para assim buscar o manejo eficiente para conservação dos riachos e da fauna de peixes.
metadata.teses.dc.description.abstract: Protected areas such as National Parks are essential tools for biodiversity conservation programs. However, the creation of protected areas is often restricted to the protection of terrestrial fauna and flora. Freshwater habitats are rarely considered and are usually only protected as consequence of their inclusion within terrestrial areas. The lack of data on the aquatic ecosystems, especially for fish, impose difficulties in implementing effective strategies for ichthyofauna conservation. Therefore, describing the composition and distribution of fish, quantifying the species diversity and understanding the humans and nature relationship are effective tools in protection planning, especially in biodiversity hotspots such as the Brazilian Savanna. In this context, the main objective of this study was to understand the role of National Parks in the protection of the fish fauna and to propose strategies for the conservation and management of streams based on biological, physical and social data. We sampled 255 physical habitat metrics in 60 streams inside and outside of National Parks in the São Francisco river basin, in the Brazilian state of Minas Gerais. We captured 17.053 fish from 64 species. We administered questionnaires to households around each protected area where we evaluated the socio-economic and demographic characteristics and the measures of exposure to conservation initiatives of the participants. Fish physical habitats and population interviews data allow the understanding that the creation or enlargement of National Parks are excellent strategies for fish biodiversity protection (Manuscript 1). However, when considering the enlargement of National Parks, it is necessary to avoid unacceptable levels of social impact, and a feasible alternative is to improve the education, where knowledge is converted into more favorable environmental attitudes to National Parks and the environment, especially the freshwater system (Manuscript 2). Thus, with conceptual coexistence between ‘human/social’ and ‘nature/natural’, it is crucial to understand that physical habitat metric will vary according to the neighbor’s environmental knowledge and environmental attitude (Manuscript 3) in order to seek efficient management for the conservation streams and icthyofauna.
metadata.teses.dc.identifier.uri: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/32486
metadata.teses.dc.publisher: Universidade Federal de Lavras
metadata.teses.dc.language: por
Appears in Collections:DBI - Ecologia Aplicada - Doutorado (Teses)



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.