Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DBI - Departamento de Biologia >
DBI - Programa de Pós-graduação >
DBI - Genética e Melhoramento de Plantas - Doutorado (Teses) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3280

Título: Diversidade genética de isolados de Spiroplasma kunkelii e reações em genótipos de milho
Título Alternativo: Genetic diversity of Spiroplasma kunkelii strains and their reactions in maize genotypes
Autor(es): Castanheira, Ana Luiza Monteiro
Orientador: Paiva, Edilson
Membro da banca: Santos, João Bosco dos
Oliveira, Elizabeth de
Souza, Elaine Aparecida de
Souza, Isabel Regina Prazeres de
Área de concentração: Genética e Melhoramento de Plantas
Assunto: Milho
Diversidade genética
Espiroplasma
Genótipo
Enfezamento
Maize
Diversity genetic
Spiroplasma
Genotype
Corn stunt
Data de Defesa: 30-Set-2005
Data de publicação: 26-Ago-2014
Referência: CASTANHEIRA, A. L. M. Diversidade genética de isolados de Spiroplasma kunkelii e reações em genótipos de milho. 2005. 150 p. Tese (Doutorado em Genética e Melhoramento de Plantas)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2005.
Resumo: O microrganismo Spiroplasma kunkelii causa enfezamento pálido em plantas de milho. O estudo do patógeno e a identificação de variabilidade são importantes no estabelecimento de um programa de melhoramento visando resistência a doenças. Este trabalho teve como objetivo estudar a diversidade genética entre isolados geográficos do espiroplasma e sua reação em diferentes genótipos de milho. Os isolados foram coletados em quatro locais: Dourados (MS), Itumbiara (GO), Sete Lagoas (MG) e Uberlândia (MG). Esses isolados foram cultivados in vivo, em plantas de milho suscetíveis ao enfezamento pálido, e também foram cultivados in vitro, utilizando-se o meio de cultura LD8A3. Os isolados cultivados in vitro apresentaram crescimento lento, entre 17 e 20 semanas, mas foi possível detectar a presença de espiroplasma nos meios de cultura com um período de 11 semanas utilizando-se a metodologia de Western Blotting. Os isolados mantidos in vivo foram utilizados para a inoculação em quatro linhagens e quatro híbridos de milho. Foi possível observar que plantas infectadas com espiroplasma apresentaram redução significativa no desenvolvimento e na translocação de nutrientes como Mg, Ca, S e Fe da parte aérea das plantas para os grãos. A variabilidade genética dos isolados foi estudada em nível molecular, utilizando-se marcadores AFLP e RFLP. Para a análise de AFLP foram utilizadas 10 combinações de primers e obtidas 448 bandas. No entanto, o polimorfismo observado foi baixo, com apenas 26,6% de bandas polimórficas. Os resultados mostraram que a diversidade genética entre os isolados foi baixa. A diversidade genética dentro das populações foi cerca de oito vezes maior que a diversidade entre populações de isolados. Para a realização da análise por RFLP foi utilizado o gene da espiralina como sonda. Foram utilizadas cinco enzimas de restrição, DraI, HinfI, MseI, XmnI, e BamHI, e não foram observadas diferenças no padrão delas para o gene da espiralina. Este resultado confirma que o gene da espiralina é uma região altamente conservada no genoma do espiroplasma, e não deve ser utilizado como sonda em análises de diversidade genética entre isolados de espiroplasma.
The microorganism Spiroplasma kunkelii causes the Corn Stunt Disease. The study of the pathogen and the characterization of its genetic variability is important to stablish a breeding program for resistance. The objectives of this study were to analyze the genetic diversity between geographical strains of S. kunkelii and their reaction in different maize genotypes. The strains were acquired from four brazilian regions: Dourados (MS), Itumbiara (GO), Sete Lagoas (MG) e Uberlândia (MG). The strains were cultivated in vivo, in susceptible maize plants, and also in vitro, using LD8A3 medium. The strains cultivated in vitro showed a slow growth, taking between 17 and 20 weeks, although it was possible to detect spiroplasmas in 11 weeks old media, using the Western Blott technique. The strains cultivated in vivo were used to inoculate four maize lines and for hybrids. Plants infected by spiroplasma showed significant reduction in development and in the translocation of nutrients, such as Mg, Ca, S, and Fe, from the vegetative parts to the grains. The genetic variability was studied at molecular level, using AFLP and RFLP molecular markers. For the AFLP analysis, 10 primers combinations were used and 448 bands were obtained. However, the polymorphism was low, about 26,6%. The results indicated low genetic diversity between strains. The genetic diversity among among the strains was 8-fold higher than between them. For the RFLP analysis a part of the spiralin gene was used as the molecular marker. Five restriction enzymes, DraI, HinfI, MseI, XmnI e BamHI were used.No polymorphism was found with the above restriction enzymes. This result confirms that the spiralin gene is a highly conserved site at spiroplasma genome, and is not a good marker for genetic diversity analysis among spiroplasma strains.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3280
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DBI - Genética e Melhoramento de Plantas - Doutorado (Teses)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
TESE_Diversidade genética de isolados de Spiroplasma kunkelii e reações em genótipos de milho.pdf836,56 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback